Vacinação contra vírus do HPV em meninos de 12 e 13 anos começa em Maceió - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Saúde

11 Janeiro de 2017 - 16:01

Vacinação contra vírus do HPV em meninos de 12 e 13 anos começa em Maceió

Definição da faixa-etária para vacinação visa proteger as crianças antes do início da vida sexual
Ascom / SMS
Vacinação (Foto: Reprodução) Vacinação (Foto: Reprodução)

Meninos na faixa etária de 12 e 13 anos já podem ser vacinados contra o vírus do HPV pelo Sistema Único de Saúde (SUS) nos postos de vacinação de Maceió. Até o ano passado, essa imunização era restrita às meninas, mas verificou-se que os meninos também são fonte de transmissão do HPV. A definição da faixa-etária para vacinação visa proteger as crianças antes do início da vida sexual, portanto, antes do contato com o vírus.

Segundo a coordenadora do Programa Nacional de Imunização (PNI) da SMS, Eunice Raquel Amorim, o esquema vacinal para meninos é de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. “Para os que vivem com HIV, a faixa etária é mais ampla, de 9 a 26 anos, e o esquema vacinal é de três doses, com intervalo de 2 e seis meses após a primeira aplicação. No caso de portadores de HIV, é necessário apresentar prescrição médica”, esclareceu Eunice Raquel.

A decisão de ampliar a vacinação para o sexo masculino está de acordo com as recomendações das Sociedades Brasileiras de Pediatria, Imunologia, Obstetrícia e Ginecologia, além de DST/Aids. A estratégia tem como objetivo proteger contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV.

A vacina disponibilizada para os meninos é quadrivalente, ou seja, confere proteção contra quatro subtipos de vírus HPV (tipos 6, 11, 16 e 18). Oferecida para meninas desde 2014 pelo SUS, a eficácia da vacina é de 98% para quem segue corretamente o esquema vacinal.  Até 2020, essa faixa etária será ampliada, incluindo os meninos de 9 a 13 anos.

Vacina Meningocócica C

A partir de janeiro de 2017 também será introduzida uma nova vacina no calendário do município, a Meningocócica C, destinada a adolescentes de ambos os sexos, na faixa etária de 12 a 13 anos de idade, devendo ser administrada como reforço ou dose única.

A vacina defende o organismo de uma das bactérias causadoras de meningites.  Até 2020, serão atendidas as faixas etárias de 09 a 13 anos gradativamente. Em 2016, a vacina estava indicada apenas para crianças até 4 anos de idade; e passará a abranger os adolescentes a partir de janeiro de 2017.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.