Número de casos de doença que deixa urina escura chega a 52 na BA - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Saúde

10 Janeiro de 2017 - 21:57

Número de casos de doença que deixa urina escura chega a 52 na BA

Maioria dos casos foi registrada em Salvador, capital baiana, segundo secretaria estadual
R7
Imagem ilustrativa

O número de casos suspeitos da doença misteriosa que deixa a urina escura e provoca intensa dor muscular chegou a 52 na Bahia, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (10) pela Sesab (Secretaria de Saúde do Estado). Segundo o órgão, uma morte pode ter sido pela doença, mas ainda está sob investigação. Os dados são referentes ao período entre 14 de dezembro e 5 de janeiro de 2017. 

Segundo a secretaria, quase todos os casos (50) casos foram registrados em Salvador. Mas há registros também em Vera Cruz (1) e Lauro de Fretas (1).

A Sesab ainda informou que dos 44 casos investigados, 43 (97,7%) apresentaram dores musculares intensas de início súbito; 19 (44,2%) dor ao leve toque no corpo; 21 (47,7%) urina escura; 16 (36,4%) dores articulares e sudorese.

Quando os primeiros registros começaram a ser relatados, na segunda semana de dezembro do ano passado, os pacientes chegaram a a doença com a ingestão de peixe. Porém, pesquisadores da UFBA (Universidade Federal da Bahia) descartaram essa hipótese.

Comentários

  • Dr Matta Machado

    em 11/01/2017 as 00:06

    "Tal quadro clínico sugere a possibilidade de rabdomiólis coletiva.
    Sabe -se que é um problema extremamente grave especialmente pelas lesões renais consequentes à destruição maciça de grupos musculares.
    Rabdomiólis podem ser consequentes à inumeras causas. Cito duas: ingestão de bebidas alcoólicas impróprias e a ingestão de certas drogas, como por exemplo as estatinas, muito usadas no tratamento para baixar gorduras do sangue. "

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.