Dólar fecha quase estável nesta terça e segue abaixo de R$ 3,20 - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Economia

10 Janeiro de 2017 - 19:32

Dólar fecha quase estável nesta terça e segue abaixo de R$ 3,20

Moeda dos EUA teve leva variação positiva de 0,05% frente ao real, a R$ 3,1986
G1
Reprodução
O dólar fechou quase estável frente ao real, após exibir leves oscilações nesta terça-feira (10), com investidores divididos entre a expectativa de ingresso de recursos com a captação da Petrobras e a alta da moeda norte-americana frente a moedas emergentes.

A moeda norte-americana teve leve variação positiva de 0,05%, vendida a R$ 3,1986.

No acumulado de 2017, o dólar recua 1,57%.

Acompanhe a cotação ao longo do dia:

Às 9h10, queda de 0,03%, a R$ 3,1956
Às 10h09, alta de 0,02%, a R$ 3,1976
Às 10h39, queda de 0,11%, a R$ 3,1931
Às 10h50, alta de 0,02%, a R$ 3,1975
Às 11h50, queda de 0,084%, a R$ 3,1940
Às 13h50, queda de 0,4%, a R$ 3,1839
Às 14h49, queda de 0,04%, a R$ 3,1953
Às 16h09, queda de 0,03%, a R$ 3,1953

Internamente, a captação da Petrobras trouxe viés de baixa ao dólar neste pregão. A estatal lançou US$ 4 bilhões em bônus no mercado internacional, operação que busca alongar a dívida a vencer.

"
A captação da Petrobras gerou expectativa de ingresso de recursos. Por outro lado, no exterior, há cautela com o pronunciamento de Trump amanhã", comentou à Reuters o operador de câmbio da Correparti Corretora, Ricardo Gomes da Silva Filho.

Ele se refere à entrevista coletiva que o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, dará na quarta-feira, a primeira desde que derrotou a democrata Hillary Clinton na disputa pela Casa Branca em novembro.

Os investidores, de modo geral, estão apreensivos com a política econômica que será adotada no governo de Trump, que pode ser inflacionária e obrigar o Federal Reserve, banco central norte-americano, a elevar ainda mais os juros, o que atrairia à maior economia do mundo recursos aplicados hoje em outros mercados, como o brasileiro.

No exterior, o dólar subiu ante o peso mexicano, a lira turca e o rand sul africano.

Véspera

A moeda fechou abaixo de R$ 3,20 na véspera, a R$ 3,1967, no menor nível desde 8 de novembro, dia da eleição de Trump, o que reforça o burburinho do mercado sobre uma possível atuação do Banco Central no mercado de câmbio, segundo a Reuters. O BC não intervém desde 13 de dezembro.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.