Carpinteiro suspeito de assassinato em Murici em 2006 é detido em Maceió - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Polícia

10 Janeiro de 2017 - 17:54

Carpinteiro suspeito de assassinato em Murici em 2006 é detido em Maceió

No momento da prisão ele tentou enganar agentes se passando pelo irmão
Ascom / PC-AL
Wallison Luiz Pereira (Foto: Ascom / PC-AL) Wallison Luiz Pereira (Foto: Ascom / PC-AL)

Agentes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), através da Seção de Capturas e Custodias Especial (Secce), detiveram na manhã desta terça-feira (10), Wallison Luiz Pereira, de 38 anos, conhecido como “Lasse”, suspeito de homicídio.

Wallisson é suspeito de executar com disparos de arma de fogo e golpes de arma branca, juntamente com um comparsa, a vítima Valdick Barbosa da Silva. Crime cometido no município de Murici, em janeiro de 2006.

No momento do crime eles teriam sacado a arma deflagrando vários tiros na vítima e, não satisfeitos, pegaram uma faca peixeira dando vários golpes com a vítima vindo a falecer. Depois do crime Wallisson fugiu indo morar em São Paulo, retornando há alguns anos para Maceió.

Segundo informações policiais, “Lasse” foi detido através de informações do Disque Denúncia, no bairro do Santos Dumont, onde exercia a profissão de carpinteiro com o irmão.

No momento da prisão, ele tentou enganar os agentes se passando pelo irmão, porém não obteve êxito.

Após ele ter sido detido em cumprimento a mandado de prisão expedido pelo juiz da Vara do Único Ofício de Murici, foi conduzido à sede da Deic para a lavratura do procedimento cartorário e, em seguida, transferido para a Casa de Custódia, onde está à disposição da Justiça alagoana.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.