Pedro Carvalho, protagonista de Escrava Mãe, fala sobre fãs brasileiros - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Entretenimento

09 Janeiro de 2017 - 23:30

Pedro Carvalho, protagonista de Escrava Mãe, fala sobre fãs brasileiros

Ator português interpretou Miguel no folhetim que chega ao fim nesta segunda-feira (9)
R7
Pedro Carvalho se surpreendeu com o carinho dos fãs brasileiros R7 Pedro Carvalho se surpreendeu com o carinho dos fãs brasileiros

Pedro Carvalho estreou no Brasil como o protagonista de Escrava Mãe, novela da Record TV que chega ao fim nesta segunda-feira (9). O ator de 31 anos, que já atuou em mais de 10 folhetins em Portugal, deu vida ao romântico Miguel. Em conversa com o R7, o português falou sobre a responsabilidade de ter interpretado um personagem histórico.

— Estreei no Brasil fazendo protagonista. Era um sonho antigo, que se tornou realidade de internacionalizar a minha carreira no Brasil e foi um peso muito grande. Primeiro porque fui fazer uma novela que deu continuidade de uma outra que fez muito sucesso aí no Brasil, que é a Escrava Isaura. E depois porque é uma novela que conta a história de um País. Fui fazer o protagonista da trama e foi muito legal.

Segundo ele, os colegas de elenco no Brasil o recepcionaram e acolheram muito bem e que, a partir de agora, espera conseguir trabalhar em novas tramas no País.

— Fui muito bem recebido, muito acarinhado. Me dediquei muito, de corpo e alma, e a repercussão foi incrível. Acho que essa responsabilidade deu na certa. Consegui fazer certinho e espero que agora surjam novos convites para novas novelas aí porque queria muito e desejo muito continuar fazendo novelas no Brasil.

Pedro acredita que Miguel teve o melhor desfecho possível e credita isso à sensibilidade de Gustavo Reiz, autor da novela.

— Gostei do fim do meu personagem. Virei fã do Gustavo Reiz, ele escreve novelas de uma forma exímia. Ele consegue contar uma história pesada em uma história muito leve e perspicaz. Normalmente, os mocinhos podem ser monótonos, mas esse não foi nada. Miguel passou por várias fases, aconteceu de tudo com o personagem e ele foi muito rico. Adorei a forma como ele terminou, porque é muito fidedigno ao livro, não teria porque inventar. Então, acho que foi certinho e a forma como ele escreveu foi de uma sensibilidade muito grande. Gostei muito.

O ator português ficou encantado com o carinho dos fãs brasileiros.

— Me surpreendeu tudo, absolutamente tudo, na forma como as pessoas torciam pelo Miguel e pela Juliana. O carinho que os brasileiros têm por mim e pelo personagem, Miguel, me deixou surpreso. Não esperava isso, não esperava essa repercussão nunca. E ainda bem que foi assim e que foi inesperado, sou muito grato por isso.

O intérprete do protagonista ainda contou que sempre é tietado nas ruas quando vem ao País.

— As pessoas me reconhecem muito quando vou para o Brasil. Me pedem autógrafos, fotos, me abordam e sempre com muito carinho. É muito legal, isso é muito bom. Em Portugal, teve uma repercussão incrível essa novela e ainda nem começou a passar aqui. As pessoas assistem pela internet, a comunidade brasileira fala com a portuguesa sobre a novela. É incrível a repercussão que está tendo. Espero que a novela seja vendida para vários países porque vai ser sucesso na certa.

Os bastidores das gravações foram só alegria e Pedro ainda mantém contato com os colegas de elenco.

— Mantive contato com quase todas as pessoas. A gente tem um grupo nas redes sociais com o Ivan Zettel, que é o diretor, o Gustavo Reiz, a Manuela Duarte, Thais Fersoza, Fernando Pavão, Roger Gobeth, a Gabriela Moreyra, Lidi Lisboa, com a Zezé Motta que, inclusive, está gravando aqui comigo em Portugal a novela Ouro Verde. Propus o nome dela e, graças a Deus, foi aceito. Ela grava comigo até maio. Enfim, acho que mantive contato com quase todo mundo. São pessoas que ficaram no meu coração e se tornaram família.

O ator ainda escolheu a cena mais marcante que gravou em Escrava Mãe.

— Foram várias cenas marcantes, com muita dificuldade elejo uma: o final do Miguel e da Juliana. Para mim, foi a cena que mais me marcou, sem dúvida alguma. Está muito emocionante e acho que o público em casa vai perceber isso.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.