Site divulga vídeo do tiroteio no aeroporto da Flórida - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Mundo

09 Janeiro de 2017 - 18:55

Site divulga vídeo do tiroteio no aeroporto da Flórida

Vídeo de 20 segundos foi obtido de uma das câmeras de segurança do aeroporto na Flórida
EFE
Esteban Santiago: atirador aparece de calça preta, camisa de manga longa e casaco, e anda sem despertar suspeitas (Reprodução/Reuters) Esteban Santiago: atirador aparece de calça preta, camisa de manga longa e casaco, e anda sem despertar suspeitas (Reprodução/Reuters)

O portal TMZ, especializado em notícias de celebridades, publicou neste domingo um vídeo do tiroteio ocorrido na sexta-feira passada no aeroporto de Fort Lauderdale, no sul da Flórida (Estados Unidos).

O vídeo de 20 segundos de duração foi obtido de uma das câmeras de segurança da área de retirada de bagagens do terminal 2, palco do massacre, e nele é possível observar o momento exato no qual o autor dos disparos, Esteban Santiago, inicia o ataque.

Nas imagens se vê passageiros transitando pela área e depois o atirador, vestido com calças pretas, uma camiseta de manga longa e um casaco, que caminha pela área sem levantar suspeitas.

Imediatamente, Esteban, um ex-militar que serviu quase um ano no Iraque e que sofria transtornos psicológicos, saca uma pistola que mantinha escondida em suas calças e começa a disparar contra pessoas que estavam a seu ao redor, enquanto outros passageiros presentes no local correm para refugiar-se em meio ao pânico.

VEJA AQUI

O portal, conhecido por conseguir notícias exclusivas sobre famosos, não deu detalhes de como obteve a gravação.

A divulgação do vídeo acontece a menos de 24 horas que Esteban Santiago, ex-membro da Guarda Nacional em Porto Rico, faça seu primeiro comparecimento em uma corte de Fort Lauderdale, onde será feita a leitura das três acusações que enfrentará.

A Procuradoria do Distrito Sul acusa Santiago de realizar um ato de violência contra pessoas em um aeroporto internacional, usar uma arma de fogo durante e em relação a um crime violento, e causar a morte de uma pessoa mediante arma de fogo.

Se for considerado culpado, o atirador, nascido em Nova Jersey e criado em Porto Rico, pode ser sentenciado à pena de morte, segundo o comunicado da procuradoria.

Enquanto isso, os investigadores continuam desentranhando as motivações que o levaram a escolher o aeroporto de Fort Lauderdale para cometer o ataque, que deixou cinco mortos e seis feridos.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.