Mais um suspeito de vários crimes é detido no Agreste alagoano - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Interior

06 Janeiro de 2017 - 11:25

Mais um suspeito de vários crimes é detido no Agreste alagoano

Ação continuada da polícia prende várias pessoas envolvidas em estupros, roubos e assassinatos
Ascom / PC-AL
Diego Gomes de Melo, de 26 anos (Foto: Ascom / PC-AL) Diego Gomes de Melo, de 26 anos (Foto: Ascom / PC-AL)

Mais um homem foi detido na quinta-feira (5) em Alagoas, numa operação desencadeada pela polícia. Diego Gomes de Melo, de 26 anos, foi localizado por policiais civis da 4º Delegacia Regional de Arapiraca, com o apoio do 54º Distrito daquela cidade e da Delegacia de Lagoa da Canoa.

De acordo com o delegado regional, Gustavo Xavier, ele tinha mandado de prisão em aberto, por tentar matar uma pessoa, juntamente com Almir Batista Dantas, o Estuprador do Maranhão, igualmente detido em Alagoas. Ele também é amigo de outros três homens detidos numa operação continuada realizada pela 4ª DRP.

Almir Batista Dantas, de 22 anos, foi localizado e detido na tarde de quarta-feira (04), no sítio Mulungu, zona rural de Arapiraca, na casa de parentes.

Segundo o delegado, ele é suspeito de assaltar passageiros e estuprar duas dentistas, que transitavam em um ônibus na BR-135, no Baixão Grande, no Estado do Maranhão, crimes cometidos no mês de abril de 2015.

Da sua prisão, participaram policiais civis da 4ª DRP, militares do Pelopes, 3º Batalhão, e o Grupamento Aéreo da Segurança Pública de Alagoas.

Outros dois presos - os irmãos Nildo da Silva Santos, de 22 anos, conhecido como “Coco”, e Jorge Damião da Silva Santos, de 32 anos, “Nego” - foram detidos na terça-feira (03), no município de Feira Grande.

Gustavo Xavier disse que os dois eram foragidos da Justiça, e possuem uma extensa ficha criminal por estupros, assaltos, receptação, homicídios, tentativas de homicídios, porte ilegal de arma de fogo, e lesão corporal.

De acordo com o delegado, numa das ações da polícia, um terceiro irmão identificado como Antônio Joaquim dos Santos, 27 anos, o “Garrincha”, ao perceber a presença da polícia, deflagrou tiros contra os policiais que revidaram. Antônio foi socorrido pelos agentes da 4ª DRP, conduzido a uma unidade de saúde de Arapiraca, aonde veio a falecer.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.