Veja efeitos dos raios UVA e UVB em sua pele e como se proteger deles - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Saúde

05 Janeiro de 2017 - 10:45

Veja efeitos dos raios UVA e UVB em sua pele e como se proteger deles

Raios ultravioletas (UVA e UVB) são nocivos e produzem efeitos diferentes nos seres humanos
Assessoria / Santa Casa de Maceió
(Imagem: Divulgação) (Imagem: Divulgação)

Já se foi o tempo em que as mulheres usavam e abusavam dos óleos bronzeadores para pegar "aquela cor". De igual forma, ficou para trás a relação amigável entre o sol e os profissionais que trabalham ao ar livre, entre eles agricultores, carteiros, motoboys e ambulantes.

Há 30 ou 40 anos, siglas como UVA e UVB eram usadas apenas no mundo acadêmico e por especialistas. Porém, com o aumento dos níveis de radiação solar e, por tabela, dos casos de câncer de pele, as duas nomenclaturas passaram a fazer parte do cotidiano das pessoas, geraram produtos cosméticos, roupas e óculos com filtro solar e levaram governos de todo o mundo a alterar a legislação trabalhista.

Os raios ultravioletas (UVA e UVB) são nocivos e produzem efeitos diferentes nos seres humanos. Enquanto os raios tipo UVA atingem as camadas mais profundas da pele e são responsáveis pelo envelhecimento solar e outros danos, como o câncer de pele, o do tipo UVB pode provocar queimaduras e vermelhidão.

O problema é que enquanto as queimaduras surgem após um dia inteiro de exposição excessiva ao sol e são visíveis, os efeitos da radiação UVA são mais discretos, indolores e cumulativos, ou seja, a epiderme sofre lesões imperceptíveis ao longo dos anos levando ao surgimento de manchas e outros sintomas após 20 ou 30 anos.

"Além disso, estudos comprovam que a pele branca é mais suscetível aos raios nocivos do sol do que a pele negra", explicou a dermatologista da Santa Casa de Maceió, Sâmya Diégues Cedrim. Quanto mais morena for a pessoa, menos ela vai se queimar e mais vai se bronzear - por outro lado, os mais branquinhos absorvem mais vitamina D do que os negros, por exemplo, que estão no grupo de risco de deficiência dessa substância.

Como se proteger

Existem dois períodos ideais para quem deseja praticar esportes ao ar livre ou bronzear a pele de forma gradual. Eles acontecem das 7h às 9h ou das 15h às 18h. Mesmo que a incidência seja leve durante esse período, a pele precisa de um cuidado. Se for se expor ao sol durante esse horário, aplique o protetor com, no mínimo, FPS 15/ FPUVA 5.

Caso tenha que ficar exposto ao sol das 9h às 12h e das 14h às 15h é preciso um cuidado mais intensivo, já que durante esse período os raios solares se intensificam gradualmente. O ideal é que seja utilizado, no mínimo, FPS 30/ FPUVA 10.

A exposição ao sol não é recomendada das 12h às 14h. Durante esse período o sol está muito forte e é preciso se proteger ainda mais. Lembre-se de aplicar um filtro solar com alta proteção, com FPS60/FPUVA20.

O Fator de Proteção Solar, também conhecido como FPS, é responsável por garantir proteção contra esses raios. Por exemplo, se sem o protetor solar uma pessoa demora cerca de 2 minutos para começar a se queimar, usando o FPS 30 irá demorar 30 vezes.

Comentários

O Tribuna Hoje coloca este espaço à disposição de todos que queiram opinar ou discutir sobre os assuntos que tratam nossas matérias. Partilhe suas opiniões de forma responsável e educada e respeite a opinião dos demais.

Digite o código abaixo para enviar seu comentário.