Blogs | Blog do Dresch - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas
  • Alagoas, de 2016

01/05/2016 22:26

                   O apresentador Jô Soares, fez um desabafo esta semana em seu programa na Rede Globo. Ele falou sobre a intolerância política no Brasil atualmente e citou os casos ocorridos com o compositor e cantor Chico Buarque de Holanda e com o ator José de Abreu. “Eu fico indignado com este tipo de atitude. Me perdoem de ter até me emocionado aqui. Mas é que realmente eu não entendo, sabe? Foge á compreensão, no meu ponto de vista, de qualquer brasileiro que acompanha este país e que veja as coisas indignas que acontecem aqui dentro”.

O desabafo do Jô 2

E continuou Jô: “De repente uma pessoa da maior dignidade como artista e ser humano, não pode sair de casa, que corre o risco de ser agredido por um bando de idiotas e ignorantes. O Chico Buarque não pode sair de casa e ir jantar com amigos, sem ser agredido ou ofendido. O Chico Buarque é um patrimônio deste país. Feliz do país que tem um Chico Buarque. Eu fico comovido, envergonhado. Um homem que tem de ser reverenciado. Nenhum artista merecia isso. Principalmente um artista que já representou o Brasil e representa o Brasil a sua revelia”.

O desabafo de Jô 3

                   Disse ainda o apresentador em seu programa: “Ele naturalmente é um brasileiro do qual todos brasileiro deveria se orgulhar, independente de gostar ou não da sua musica ou da sua tendência política, se ele é do PT ou seja lá do que for”. Jô Soares também falou sobre outro incidente que envolveu o ator José de Abreu. “Fazem confusão com a Lei Rouanet como se ela desse dinheiro para as pessoas. Disseram que o José de Abreu se beneficiava dela. Ela foi feita para que a produção possa levantar fundos junto á indústria e ao comércio. O governo não dá dinheiro a ninguém. É uma mentira dizer que o José de Abreu vive às custas da Lei Rouanet” finalizou o Jô, sob aplausos do seu auditório.

 

O discurso de Esquivel

                   Ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1980, o argentino Adolfo Pérez Esquivel veio ao Brasil prestar solidariedade á Presidente Dilma Rousseff e se manifestou contrário ao processo de impeachment que tramita no Senado. Ele comparou o que acontece no Brasil com casos semelhantes aos ocorridos em Paraguai e em Honduras. “É a mesma metodologia, que não necessita das Forças Armadas. Países que querem mudar as coisas com politicas sociais são alvo dessa política de interromper o processo democrático” disse o argentino. Mas foi o discurso feito por Esquivel no Senado que chamou a atenção. Disse o que muitos senadores não gostaram de ouvir. Ele ocupou um lugar da Mesa Diretora, com a permissão do senador Paulo Paim, que presidia a sessão e deu o seu recado. Ele pediu respeito á Constituição e ao direito do povo de viver a democracia. Antes de ressaltar que os interesses do povo estão acima dos partidários, ele disse que há um possível “golpe de estado” no Brasil e citou Honduras e Paraguai, os quais segundo ele sofreram com o mesmo método para afastar seus presidentes. Adolfo Pérez Esquivel disse que a interrupção do processo democrático seria um dano não só ao povo brasileiro, mas para toda a América Latina. “Seria um retrocesso muito grave para todo o continente. Sou um sobrevivente da época da ditadura (na Argentina). Nos custou muito fortalecer as instituições democráticas. Aqui esta se atacando as instituições democráticas” disse Esquivel.

 

Enterrado pela 4ª vez

                   O genial poeta chileno Pablo Neruda, foi sepultado pela quarta vez esta semana, depois de seus restos mortais passarem por mais um processo de exumação na tentativa de detectar os motivos que causaram sua morte em 23 de Setembro de 1973, 12 dias após o golpe militar comandado pelo general Augusto Pinochet, que derrubou e assassinou o presidente socialista Salvador Allende, amigo do poeta. Neruda havia ganho o Nobel de Literatura dois anos antes, e era uma unanimidade em seu país, como o é ainda hoje. Os restos de Neruda foram enterrados no tumulo localizado em frente á sua casa, em Isla Negra, balneário chileno, onde o poeta morou com sua esposa, a soprano Matilde Urrutia, que também descansa no mesmo local.

Enterrado pela 4ª vez 2

                   O sepultamento foi acompanhado por cerca de 20 familiares e membros da fundação que administra sua obra. Assim ele volta ao lugar onde pediu para ser enterrado e para onde seus restos foram levados somente em 1992, dois anos após o retorno da democracia com o fim da ditadura de Pinochet. Moradores do balneário realizaram uma pequena homenagem ao seu hóspede mais ilustre e que tornou o local famoso em todo o mundo, sendo visitado todo o ano por milhares de turistas. “Hoje para nós não é um funeral, pelo contrário. Voltar à Isla Negra é voltar a olhar o mar e voltar a olhar o mar não é morrer, é voltar a viver, sobretudo para um poeta” disse Raúl Bulnes, presidente da Fundação Pablo Neruda.

Tocha iluminará Maceió

                   A Tocha Olímpica vai passar por 300 cidades em todo o país. Na capital alagoana a programação pela passagem da Tocha vai durar quatro dias, de 26 a 20 de Maio. No período, 40 grupos da cultura popular e 26 bandas e grupos de artes cênicas vão estar se apresentando na Praça Multieventos, na Pajuçara. “A passagem da Tocha Olímpica por Maceió será uma celebração da cultura alagoana através da musica, teatro, folclore e sabores” destaca Vinicius Palmeira, presidente da Fundação Municipal de Ação Cultural. A Tocha vai pernoitar em 83 cidades, totalizando 12 mil milhas aéreas e 20 mil quilômetros percorridos. Cerca de 12 mil pessoas se revezarão na condução da Tocha, cada por uma distância de 200 metros, em média.

 

 

  • A Sociedade Brasileira de Trauma Ortopédico (SBTO) realizará no próximo Sábado (7 de Maio) a 2ª Corrida e Caminhada do Trauma Ortopédico – Maceió a favor da vida. O evento acontece na Praia da Pajuçara a partir das 6h.
  • Nesta edição o tema escolhido foi “Se dirigir, não digite” para alertar a população sobre o risco de se usar o telefone celular, principalmente para digitar mensagens, enquanto estiver dirigindo.
  • De acordo com a SBTO, o importante é insistir no alerta do risco de se usar o celular ao volante, tanto para falar quanto para enviar e receber mensagens. Os participantes poderão optar entre a corrida ou a caminhada, e todos terão acesso aos postos de hidratação (água e frutas).
  • Na primeira edição do evento mais de 600 atletas, entre profissionais e amadores participaram da ação.
  • O evento ocorrerá em paralelo ao 22º Congresso Brasileiro de Trauma Ortopédico (5 a 7 de Maio) e ao 2º Congresso Brasileiro de Fisioterapia no Trauma Ortopédico (5 e 6 de Maio), ambos no Centro Cultural e de Exposições.
  • As inscrições podem ser feitas no site www.traumaortopeico.med.br

30/04/2016 23:25

                   Um programa que pretende ampliar a cobertura de assistência a casos de infarto agudo do miocárdio, especificamente no interior do Estado, foi lançado nesta sexta feira pela Secretária de Saúde, Rozangela Wyrszomiska. O programa visa implantar dois serviços para diagnóstico do infarto do miocárdio, agilizando a assistência e assegurando que as vidas dos alagoanos sejam salvas. O Programa foi concebido em parceria com o Hospital do Coração de Alagoas e contará com uma unidade na Santa Casa de São Miguel dos Campos e outra na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Delmiro Gouveia.

Atendimento ao infarto 2

                   O objetivo é proporcionar atendimento rápido e eficaz a qualquer pessoa que sentir dor forte no peito nestas duas cidades ou municípios vizinhos, sendo submetido a um eletrocardiograma, onde se ateste a possibilidade de um infarto. O exame será enviado imediatamente para duas centrais cardiológicas, em Maceió e em Belo Horizonte (MG) para a elaboração de um diagnóstico em poucos minutos orientando qual a conduta assistencial e terapêutica a ser seguida. Dependendo da situação o paciente poderá ser medicado, ou em casos mais graves, acionada uma equipe do SAMU para fazer o transporte ao HGE, em Maceió, onde uma equipe multidisciplinar já estará esperando o paciente para os procedimentos necessários.

 

Dia da mobilização

                   As comemorações pelo Dia do Trabalhador, neste Domingo, terão um aditivo especial. A Frente Brasil Popular prepara uma mobilização nacional contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff e pelo não reconhecimento de um possível governo Michel Temer. O coordenador da Central de Movimentos Populares, Francisco Bonfim disse que é preciso ampliar as mobilizações de rua para pressionar o Senado Federal, que através de uma comissão, analisa a proposta de impeachment. A Central pretende iniciar uma série de atividades em todo o país, com outros setores da sociedade que são contrários ao golpe e ao rompimento democrático. Uma dessas atividades é pressionar os senadores em seus estados e também em Brasília. As Centrais sindicais também participam da mobilização nacional neste Domingo e até se discute a possibilidade de uma greve geral das suas categorias caso Dilma seja afastada. As lideranças dizem que o envolvimento da base das categorias profissionais é essencial e o trabalhador precisa resistir porque a ruptura democrática atinge principalmente esse trabalhador, sua família e o povo em geral. Outro segmento, o de trabalhadores rurais, também participará do movimento do 1º de Maio e adianta que igualmente não reconhecerá o governo de Michel temer, se Dilma for afastada. “Não aceitamos e não reconhecemos o governo caso o Michel Temer venha a assumir. Não reconhecemos porque não tem votos e não reconhecemos porque quem definiu o impeachment no Congresso não tem autoridade moral para fazer um processo como aquele” disse João Paulo Rodrigues do MST.

 

Desertos e florestas

                   Uma aparição inesperada em um evento que reuniu ambientalistas mostrou mais uma vez o compromisso do Papa Francisco com o trabalho em defesa do meio ambiente. Ele participou do evento “Aldeia da Terra” que aconteceu na Vila Borghese, e elogiou o trabalho das organizações ambientais para proteger o defender o meio ambiente. “O trabalho que vocês fazem me traz duas imagens: o deserto e a floresta. Vocês vão ao deserto para transformá-lo em floresta, cheia de árvores, cheia de verde e de vida. E transformar o deserto em floresta é um belo trabalho que vocês fazem” disse o Pontífice. O “Aldeia da Terra” é promovido por diversas organizações europeias e conta com o apoio da Prefeitura de Roma e do Ministério do Meio Ambiente da Itália.

Desertos e florestas 2

                   O Papa Francisco foi convidado a participar do evento pela sua constante manifestação na defesa ambiental. Mas não avisou que iria á festa. Ao falar pediu a todos que olhem para o rosto das pessoas enquanto andam pelas estradas. “Todos estarão preocupados, fechados em si mesmos. Falta o sorriso, falta ternura, falta amizade social. Onde não há amizade social, sempre haverá ódio e guerra” disse Francisco. Os dois assuntos abordados pelo papa no encontro (meio ambiente e comunicação) fizeram parte na Encíclica divulgada por ele e direcionada á preservação da vida, com o título de Laudato Si (“Louvado Seja”).

A saúde dos homossexuais

                   O Ministério da Saúde lançou esta semana a campanha “Cuidar bem da saúde de cada um. Faz bem para todos. Faz bem para o Brasil” com foco na saúde integral de homens gays e bissexuais. Segundo o ministério, o objetivo é informar e conscientizar a sociedade, bem como profissionais de saúde, trabalhadores e gestores do SUS sobre garantias de atendimento, sem discriminação, considerando as especificidades da saúde dessa população.  A campanha foi desenvolvida em parceria com o Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial, Juventude e Direitos Humanos.

A saúde dos homossexuais 2

                   A campanha vai contar com a distribuição de uma cartilha com informações sobre a atenção integral à saúde desta população, voltada para trabalhadores do Sistema Único de Saúde (SUS), incluindo recepcionistas e responsáveis por marcar consultas, atendentes, entre outros. A cartilha destaca o direito de todos à saúde, com respeito e sem discriminação, e aborda orientações aos profissionais no acolhimento da população. De acordo com o Ministério da Saúde, ainda serão distribuídos materiais publicitários para unidades de saúde e comitês de saúde LGBT. A campanha foi lançada na 3ª Conferência de Políticas Públicas de Direitos Humanos de LGBT, em Brasília, na última terça feira.

 

  • A Presidente Dilma Rousseff pode anunciar neste Domingo, 1º de Maio, algumas medidas importantes para benefício de alguns segmentos da sociedade brasileira.
  • Entre as medidas que foram analisadas, mas não estão confirmadas, pode ser anunciado um reajuste da tabela do Imposto de Renda na Fonte, que não foi corrigida este ano, e também a possibilidade de conceder um aumento para os benefícios do Bolsa Família.
  • O reajuste da tabela do IR pode ser mais difícil, uma vez que sem previsão para a meta fiscal deste ano, seria complicado anunciar uma modificação nesta tabela no atual momento.
  • Em relação ao Bolsa Família, existe no orçamento  R$ 1 bilhão reservado para o reajuste do benefício, mas o valor acabou sendo remanejado para outras áreas diante dos cortes de despesas efetuadas este ano.
  • A Presidente deverá gravar um vídeo a ser divulgado através das redes sociais, saudando os trabalhadores e defendendo as conquistas sociais obtidas no seu governo e também as alcançadas no governo do antecessor Luiz Inácio lula da Silva.

29/04/2016 06:37

                   O Instituto Vladimir Herzog e líderes de cinco partidos da Câmara (PT, PSOL, PCdoB, PDT e Rede), protocolaram uma representação criminal contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) na Procuradoria Geral da República.         O objetivo é que o deputado seja investigado e processado por apologia à tortura e por injúria. O Instituto é presidido hoje por Ivo Herzog, filho do jornalista torturado até a morte no regime militar. Bolsonaro homenageou o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra durante o seu voto na Câmara a favor do impeachment. Ustra é apontado como responsável por torturas e desaparecimentos de dezenas de pessoas durante a ditadura.

Castigo para Bolsonaro 2

                   Os partidos argumentam na representação, que o deputado Bolsonaro “extrapolou” os limites da imunidade parlamentar e desrespeitou a Constituição ao fazer referência explícita a Ustra, configurando a prática de crime de apologia á tortura e ao torturador. A conduta seria “claramente inconstitucional e não pode ser abarcada pelo manto da imunidade parlamentar”. Para os líderes “Bolsonaro, de forma reincidente, discrimina, induz e incita a prática de crime e a discriminação étnica, racial, de gênero e contra os movimentos sociais e politicas sociais, em postura incompatível com a construção da experiência democrática que o Brasil tem vivenciado”.

Indústria tem pauta pronta

                   A Confederação Nacional da Indústria (CNI) apresentou um conjunto de 38 propostas para os próximos dois anos, caso a presidente Dilma Rousseff seja afastada pelo Congresso. As propostas foram apresentadas ao vice-presidente Michel Temer e entre as sugestões estão mudanças nas legislações trabalhista e previdenciária, alteração na política cambial, refinanciamento das dívidas das empresas e desburocratização. Segundo Robson Andrade, presidente da CNI, “a discussão em torno da saída da presidente Dilma tem contribuído para melhorar o ambiente de negócios do país, mas ainda são necessárias mudanças profundas no rumo da economia para reaquecer o setor. Ainda de acordo com Andrade, Michel Temer recebeu bem as propostas”. Claro que os representantes patronais querem inverter a prioridade nacional. E pretendem começar pela área trabalhista. A sugestão da CNI é aprovar o projeto de lei que regulamenta as terceirizações e a valorização dos acordos sindicais entre trabalhadores e empresários. Para ele esta na hora de todos (especialmente os trabalhadores) darem uma cota de sacrifício para que o país saia da crise e volte a crescer. “Não podemos manter a situação como esta, pois assim não teremos um futuro de trabalho de respeito, de crescimento, dispor de lazer, de emprego e levar uma vida confortável. Todos precisam dar uma cota de sacrifício. As Centrais Sindicais precisam dar sua cota de sacrifício” disse Robson Andrade.

 

Reforçando a gestão escolar

                   Lançado no ano passado pelo governo alagoano, o projeto Escola da Hora é considerado uma das principais iniciativas para o fortalecimento da gestão escolar. Ele permite um reordenamento dos gastos promovidos nas escolas, garante mais autonomia e uma resposta mais célere na solução dos pequenos problemas de cada unidade. No ano passado (em Junho quando o projeto foi lançado) as escolas receberam um aporte de R$ 5,5 milhões, e agora, as unidades estão recebendo mais R$ 5, 3 milhões para a realização de pequenos reparos.

Reforçando a gestão escolar 2

                   A proposta do projeto é garantir a autonomia e estimular a descentralização dos recursos. Através do repasse a escola pode adquirir material e implementar serviços de custeio. Também pode investir em bens permanentes e realizar pequenos investimentos. “Este programa já se consolidou entre os diretores, sendo acolhido pelos que trabalham nas escolas. Foi uma ideia abraçada por toda a comunidade escolar e que visa agilizar as condições de manutenção no ambiente escolar” disse o secretário de Educação e vice-governador Luciano Barbosa.

Campanha de vacinação

                   Mesmo com alguns estados antecipando o inicio da vacinação contra a gripe Influenza, o Ministério da Saúde lançou oficialmente na última quarta feira a campanha de imunização contra a gripe em todo o país. O dia D da mobilização será neste Sábado (30) e a campanha se estenderá até o dia 20 de Maio. O Ministério igualmente antecipou o envio das vacinas para os Estados em função do grande número de infecções pelo vírus H1N1, antes do período de inverno. Este ano a gripe chegou mais cedo, afirmou o secretário de Vigilância em Saúde, Antonio Nardi.

Campanha de vacinação 2

                   Aqui em Alagoas a campanha teve inicio na última segunda feira, e pretende-se imunizar cerca de 700 mil pessoas dos chamados grupos prioritários. O público-alvo em todo o país é formado por 49,8 milhões de pessoas, e o ministério pretende imunizar pelo menos 80% desta população. Devem ser vacinados: crianças com mais de seis meses e menos de cinco anos, gestantes, mulheres que deram a luz há 45 dias, trabalhadores na área da saúde, povos indígenas, idosos com mais de 60 anos, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis. A escolha destes grupos prioritários é recomendação da Organização Mundial da Saúde.

 

 

  • A Comissão da Verdade Jayme Miranda, que apura as violações aos direitos humanos ocorridas no período da ditadura militar em Alagoas, ouviu esta semana, familiares do médico e jornalista Denisson Menezes.
  • Foram ouvidos o irmão, Carlos Roberto Menezes e a filha, Iara Malta Menezes. Ambos relataram á Comissão o drama vivido pela família em 1971, quando Denisson foi sequestrado e transferido para o DOI-Codi do Recife, onde foi torturado por meses.
  • Carlos Roberto, um dos líderes atuais do Conselho Regional de Odontologia, tinha 16 anos na época, e contou que a família ficou desesperada com o sumiço de Denisson, que além de estudante de medicina, pertencia ao R/2 do Exército e pretendia seguir carreira militar.
  • A família somente teve contato com Denisson, na prisão em Recife, onde constatou as lesões provocadas pela tortura. Ele foi julgado e inocentado e retornou para Alagoas.
  • Denisson Menezes trabalhou ainda como revisor na Tribuna de Alagoas em 1979 (na Rua do Sol) e morreu anos depois de morte natural. Seu nome foi dado a um conjunto habitacional no Complexo Benedito Bentes.

28/04/2016 07:25

Acompanhado por um grupo de dez senadores, o ex-presidente e senador alagoano Fernando Collor de Mello (PTC) apresentou ao vice-presidente Michel Temer (PMDB) uma proposta de reconstrução nacional que, segundo ele, teria sido elaborada por senadores do PTB, PSC, PRB, PTC e PR. A proposta de reconstrução nacional já foi apresentada por Collor ao Senado, ao Palácio do Planalto e à sociedade e contém uma série de observações, que segundo ele, podem auxiliar o país a superar a crise. “Pedimos uma audiência ao vice-presidente para entregarmos o programa, fruto de estudos realizados pelo bloco de senadores que defendem uma reconstrução nacional” afirmou o ex-presidente.

Evidências e mais evidências

                   As investigações a respeito do envolvimento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (IPMDB-RJ) com a corrupção cada vez ficam mais encorpadas. Ouvido pela Comissão de Ética da Câmara, o lobista Fernando Soares, vulgo Fernando Baiano, confirmou que esteve com Cunha por mais de dez vezes, “em sua casa no Rio, em seu gabinete em Brasília e também em seu escritório politico”. Confirmou ainda que entregou ao deputado uma propina de R$ 4 milhões em espécie. Ele confirmou suas declarações feitas na delação premiada junto ao Ministério Público Federal. Disse ter conhecido o deputado em 2005 e o visitou diversas vezes, mas confirmou que não efetuou o pagamento de propina nas contas do deputado no exterior. “Todo o pagamento de propina foi feito em espécie, no Rio e em Brasília” afirmou o lobista. Baiano contou aos integrantes da Comissão de Ética que certa feita estava com uma propina para entregar ao deputado no fim de semana, “porque não queria ficar com esses valores na minha residência e comuniquei a ele que o valor estava comigo, se eu poderia entregar na casa dele. Ele preferiu que não, e pediu que entregasse na segunda feira no escritório dele” contou o lobista. Fernando Baiano também afirmou que “a corrupção sempre partia dos políticos e não dos empresários”.


Lava-Jato vai virar série

                   A empresa Netflix confirmou que vai começar a filmar antes do fim do ano uma série sobre a Operação Lava-Jato, dirigida por José Padilha e escrita por Elena Soares, que deverá ser lançada em 2017. A obra ainda não foi batizada oficialmente, mas toda a criação e direção da série será entregue a Padilha, que terá como tema central o trabalho de investigação conduzido pelo juiz Sérgio Moro. José Padilha dirigiu Tropa de Elite e as séries “Narcos”, “Elite Squad” e “Robocop”. Elena Soares fez o roteiro de “Xingu”, “Filhos do Carnaval” e “Casa de Areia”.

Lava-Jato vai virar série 2

                   “Este projeto vai seguir os investigadores da Justiça na sua jornada para descobrir o maior esquema de corrupção já visto no Brasil. É fundamental para a série que ela seja conduzida de forma imparcial, e por isso a Netflix é o melhor parceiro para o projeto” afirmou o diretor José Padilha. Ele havia anunciado em Março, que os direitos do livro que esta sendo concluído pelo jornalista Vladimir Neto sobre a Operação, já foram adquiridos e estamos organizando a história e seus personagens. “Em suma, é revelar as engrenagens, ajudar a dar clareza, mas, sobretudo mostrar o que as pessoas não podem ver, não têm acesso no noticiário” concluiu o diretor.

Bancos via internet

                   O Conselho Monetário Nacional regulamentou as regras para a abertura e fechamento de contas de depósitos por meio eletrônico. Os clientes agora podem abrir ou fechar contas bancárias, como conta-corrente ou poupança usando a internet. Segundo o Banco Central, os bancos terão de adotar procedimentos e controles que permitam confirmar a autenticidade dos documentos eletrônicos e são autorizados a usar tecnologias como contato por vídeo, reconhecimento de voz e assinaturas com autenticação eletrônica. De acordo com o Banco Central as regras já estão valendo.

Bancos via internet 2

                   As mesmas regras das contas convencionais são válidas para as abertas por meio eletrônico, como as relativas à situação cadastral, tarifas, prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo. O Conselho Monetário também aprovou resolução que proíbe a recusa de atendimento em caixas convencionais de clientes de outros bancos. Assim, de um cliente de um banco for a um caixa pagar um boleto, de outro banco, terá de ser atendido. A exceção é para os casos de pagamento de cheques, boletos vencidos e convênios que preveem o pagamento específico em um banco. A resolução é resultado de inúmeras reclamações de clientes que não foram atendidos no caixa.

Os presos de Alagoas

                   Segundo a Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social do Estado, existem hoje 6.383 presos em Alagoas, divididos entre provisórios, regime fechado, aberto, semiaberto e recolhidos nas unidades federais. Deste total, 3.790 estão recolhidos ao sistema prisional alagoano, num total de 2.826 vagas, acarretando um excedente de 977 presos acima das vagas disponíveis. Do total, 2.057 estão em Maceió e 769 no Presídio do Agreste, em Girau do Ponciano. A Secretaria não dispõe de dados referentes aos presos das delegacias. Ainda segundo a Seris 88,3% da população carcerária é composta de homens, e 76,91% são negros, 22,68% são brancos, 0,04% são amarelos e 0,37% são indígenas. Estão presos no estado quatro estrangeiros: 1 colombiano, 1 belga, 1 argentino e 1 tcheco.

 

 

  • O Governo Federal decidiu colocar mais 196 imóveis á venda no Distrito Federal e em 12 estados. A decisão foi tomada como mais uma medida para equilibrar as contas públicas.
  • As unidades colocadas a venda são localizadas no Amapá, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.
  • A lista com todos os imóveis colocados á venda foi publicada pelo Ministério do Planejamento e pelo Ministério da Justiça no Diário Oficial da União edição do último dia 25.
  • Os eventuais compradores destes imóveis terão a responsabilidade de bancar as despesas necessárias a sua utilização. As alienações serão feitas pela Caixa Econômica Federal.
  • Em Janeiro deste ano, o Governo já havia colocado 239 unidades à venda no mercado, como parte das medidas de ajuste fiscal anunciado pela presidente Dilma Rousseff e pelo então Ministro da Fazenda Joaquim Levy.    

 

(sugestão)

Collor propõe uma reconstrução nacional                                                             

27/04/2016 05:02

                   “A meta de Alagoas é investir, com recursos próprios, R$ 300 milhões na área da saúde, nos próximos três anos”. A informação é do próprio governador de Alagoas Renan Filho, ao assinar a ordem de serviço para reforma e ampliação do Hemocentro Regional de Arapiraca (Hemoar), cujas obras custarão ao estado mais de R$ 660 mil. O orgão atualmente recebe em média, mil doações de sangue por mês, destinadas a abastecer hospitais e maternidades de 46 municípios do agreste e do sertão, integrantes da II Macrorregião da Saúde, incluindo também a Unidade de Emergência do Agreste.

Saúde terá R$ 300 milhões 2

                   Acompanhado do vice-governador Luciano Barbosa e da Secretária da Saúde, Rozangela Wiszomirska, Renan Filho também visitou as obras de ampliação da Unidade de Emergência do Agreste. “Apesar da crise financeira do país, Alagoas vai fazendo a sua parte, investindo recursos próprios nas áreas prioritárias como a saúde”. O plano de investimentos no setor de saúde prevê reformas e ampliação em postos de saúde, dos hemocentros estaduais, construção de hospitais nas diversas regiões do Estado e de Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA).

 

Sua hora vai chegar

                   O Supremo Tribunal Federal (STF) acatou, através de decisão do ministro Teori Zavascki, o pedido de abertura de outros dois inquéritos contra o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Os dois inquéritos tramitam em segredo de justiça e os pedidos foram feitos pelo Procurador Geral de Justiça, Rodrigo Janot. Desta forma, chegam a cinco o numero de procedimentos abertos pelo STF contra o presidente da Câmara, inclusive com um deles solicitando o seu afastamento da Câmara por tentar atrapalhar as investigações. Em Março, o STF acolheu denúncia contra ele (por 10 votos a 0) por suspeita de ter recebido propina de US$ 5 milhões, em um contrato com a Petrobrás. Outro inquérito apura as contas na Suíça para recebimento de propina, e outro por corrupção nas obras do Porto Maravilha, no Rio. Já estão previstas a apresentação de outras duas denúncias contra Cunha por parte do procurador Geral de Justiça, que, segundo Rodrigo Janot apresentam indícios ainda mais consistentes de ocorrência e autoria de crimes. Através de nota, a assessoria de Eduardo Cunha afirmou que Janot “atua de forma seletiva e célere” contra o peemedebista. “Seria bom que adotasse a mesma rapidez contra todos os investigados, o que parece não ocorrer” disse a assessoria.

 

A pressão das bancadas

O preço dos votos favoráveis ao impeachment na Câmara Federal já começa a ser cobrado do vice-presidente Michel Temer (PMDB). Representantes das bancadas “BBB” (uma alusão a Boi, Bíblia e Bala) já encaminharam suas principais reivindicações, para o caso da Presidente Dilma ser afastada na presidência da República. Pela proporção de votos de seus integrantes, a bancada evangélica apresentou um placar na votação de 163 x 24 (numa proporção de 6,7 a 1). A bancada da segurança pública foi de 245 x 47 (5,2 favoráveis a 1). Esses resultados apontaram para uma maior interlocução em um futuro governo Temer, como colocam algumas lideranças dessas bancadas.

A pressão das bancadas 2

                   Na avaliação de lideranças da Câmara, a pressão dos pastores sobre os deputados da bancada evangélica foi decisiva para a aprovação da presidente Dilma. Entre eles podem ser citados Silas Malafaia (Assembleia de Deus), Edir Macedo (Igreja Universal) e Valdomiro Santiago (Igreja Mundial do Poder de Deus). Já a bancada da bala retoma as bandeiras da pauta conservadora, como a redução da maioridade penal e a flexibilização do estatuto do desarmamento. Já bancada ruralista luta para que Temer “feche as torneiras” para os programas do Movimento dos Sem Terra e da Reforma Agrária, e transfira para o Congresso a palavra final sobre a demarcação das terras indígenas.

A pressão das bancadas 3

                   Mesmo atuando com mais discrição, a bancada de maior apoio ao impeachment, foi a dos empresários. A bancada já cobra de Michel Temer o estímulo ao empreendedorismo, a reforma tributária, flexibilização da legislação trabalhista e desburocratização da economia. Uma das principais demandas é o apoio de Temer ao projeto que regulamenta a terceirização e apoio a reformas imediatas que possibilitem a retomada da confiança. As lideranças já garantiram que em conversas com o vice, ele sinalizou que pretende de imediato tomar medidas de impacto na economia e no meio empresarial.

Movimento no aeroporto

                   Segundo a Infraero, mais de 270 mil pessoas já desembarcaram no Aeroporto Zumbi dos Palmares nos meses de Janeiro, Fevereiro e Março, um índice de 4,73% superior ao mesmo período no ano passado. Esse bom fluxo turístico é explicado pela valorização do dólar, que tem estimulado aos turistas nacionais, escolherem o Nordeste (e especialmente Alagoas) como destino turístico. Soma-se a isso, a exemplar divulgação das belezas naturais do Estado e a união dos entes envolvidos no segmento turístico. A taxa de ocupação hoteleira nos três primeiros meses de 2016 chegou a 77,6% contra 71,2 do ano que passou.

 

  • Quem deseja tirar o título de Eleitor e participar das eleições municipais deste ano, deve resolver sua situação até o dia 4 de Maio.
  • O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) lembra que a regra também vale para quem mudou de cidade e ainda não alterou o endereço. As pessoas devem comparecer até a data citada no cartório mais próximo.
  • O TRE alerta ainda que antecipar a ida ao cartório eleitoral, além da comodidade de regularizar a sua situação, evitará as filas quem sempre acontecem nos dias próximos ao fim do prazo.
  • Eleitores com deficiência motora ou com mobilidade reduzida também podem solicitar transferência para uma seção eleitoral mais próxima de sua casa, para participar da festa democrática das eleições com mais tranquilidade.
  • O voto é obrigatório, mas a escolha do candidato é livre. E é neste momento que o cidadão brasileiro deve exercer o seu direito de escolher quem verdadeiramente o representa, que defende suas ideias, suas aspirações e seus anseios para melhorar o país, o estado e a nossa cidade.