Ailton Villanova

7 de Fevereiro de 2018

A surpresa do pai avarento

Bastante conhecido na  Zona da Mata alagoana pela sua avareza, seu José Antônio dos Santos era um velho abonado. Do tipo que prefere exercitar-se pulando a porta de casa para não gastar o ferrolho, frequentemente ele batia no peito e proclamava, com uma ponta de orgulho: – Os pessuá falam qui eu sô unha de […]

6 de Fevereiro de 2018

Matuto atrapalhado

Sertanejo das lonjuras de Santana do Ipanema, o vaqueiro José Onofre, popularmente conhecido como Zezinho Bodão, veio passar o carnaval em Maceió, a convite do jovem Francisco de  Assis (Chiquinho), filho de seu patrão, o fazendeiro Zózimo Bonfim. Assim que botou os pés em terras capitalinas, Bodão escutou do Chiquinho a seguinte dica: – Se […]

3 de Fevereiro de 2018

Judas novamente!!!

      Na tranquilidade do paraíso celestial, Jesus Cristo observava as confusões aqui na Terra: políticos sendo presos sob a acusação de roubo e corrupção, ricaços perseguidos pelos federais por sonegação do imposto de renda, polícia matando bandido no estrito cumprimento dever legal e bandido matando policiais impunemente; milhões de assaltos, estupros e a droga dando […]

2 de Fevereiro de 2018

Ganharam os ladrões brasileiros!

Durante quinze de dez, o meu correspondente internacional doutor José Roberto de Melo Sá, atualmente radicado em Brasília, esteve acompanhando, na maior moita, o trabalho incansável e diuturno de cientistas norte-americanos, alemães, russos, franceses e japoneses, que consistiu na bolação de uma máquina complicadíssima, encomendada pela Organização das Nações Unidas. Mas que máquina seria essa? […]

1 de Fevereiro de 2018

Pelas barbas do “Cacau”!

Uma das coisas de que mais o Calcíflides Delúrbio – o pularíssimo “Cacau” – se orgulhava, era a espessa barba que enfeitava sua cara. Alinhavada de fios brancos, só um barbeiro era autorizado a tocá-la. Justamente o Cícero “Merdinha”, que também possuía uma pelagem facial quase igual. A barba do Cacau era cuidada à base […]

31 de Janeiro de 2018

Seria mesmo um matuto de sorte?

     O sertanejo José Florêncio vivia se gabando que era um sujeito de muita sorte. Em que pese analfabeto, entendia mais de matemática e aritmética do que certos engenheiros e outros profissionais da área de ciências exatas. Suas contas só somavam. Não dividiam, não multiplicavam e nem subtraíam. Quando o abordavam sobre esse particular, ele […]

30 de Janeiro de 2018

Finalmente, melhorou a pontaria!

Nas festas de Natal e Ano Novo em Bebedouro, o distinto Altamiro Alimonda batia todos os recordes de conquista amorosa. Toda garota em disponibilidade ele papeava, partia para o arrocho no oitão da igreja de Santo Antônio, onde havia um escurinho alcoviteiro joiado, e, depois partia para outra. Apesar da fama de “don Juan”, ele […]

27 de Janeiro de 2018

Maridos de bolas frias

Ingênua ao extremo, madame Norma Aflaudízia encontrava-se no salão de cabeleireiros a fim de dar um trato no telhado. Na sua companhia encontravam-se as amigas Episcênia e Percilina, que não paravam de tagarelar. As mulheres falavam de tudo: das panelas de casa, das aventuras no supermercado e dos malabarismos que têm de fazer para manter […]

26 de Janeiro de 2018

Era só o entregador…!

Dono de uma conceituada empresa de prestação de serviços, doutor Polidônio Praxedes entendeu que era chegada a hora de dar uma sacudida no estilo de administração da sobredita, a fim de torna-la mais moderna e dinâmica. Aí, por indicação da associação dos empresários do setor, contratou um tal de Antípodas Romão, sujeito boçal ao extremo, […]

25 de Janeiro de 2018

Namorado inconveniente

Babacão, entretanto persistente, o José Lindomar Martins apaixonou-se pela donzela Meire Jane, coisa mais linda do mundo e caçula do casal Ataxerxes/Magnalda. Ele meteu na cachola que aquela era a mulher de sua vida e, tanto pegou no pé da garota que ela acabou concordando em namorá-lo. Lindomar não deixava a garota em paz. Toda […]