Ailton Villanova

8 de dezembro de 2017

Acertou na vesícula!

Delzuíta Maria, pedação de morena sertaneja, já passava das 30 primaveras e nada de arrumar um casamento. Mas isso por culpa dela mesma. Descoladíssima e bastante exigente, não lhe agradavam os rapazes disponíveis na cidade onde morava, que era a histórica Delmiro Gouveia. Dizia que eles eram “fracos” para o seu gosto. Sua intenção era […]

6 de dezembro de 2017

E o cavalo pagou o pato!

       A época era aquela em que imperava o cangaço nas regiões sertanejas  e agrestinas de Alagoas, Sergipe, Bahia e Pernambuco. Lampião e seu bando agitavam adoidado e as volantes das polícias militares dessas unidades federativas permaneciam nos seus calcanhares. Os milicos enfrentavam grandes dificuldades para executarem a missão de capturar o famigerado cangaceiro e […]

5 de dezembro de 2017

Pelo menos uma virgem!

      Bem velhinho, bastante esclerosado, padre Horácio Galisteu deu para implicar com a mulherada de Poço Redondo, apêndice da paróquia que comandava no Agreste pernambucano.       Belo domingo, ele inventou de celebrar uma missa noturna e mandou convocar o mulherio daquela distrital com urgência urgentíssima. Na hora aprazada, a igrejinha de Poço Redondo estava abarrotada […]

1 de dezembro de 2017

A puxada foi demais para o velhinho!

      O macróbio Justino Macário, mais conhecido como “Seu Donzinho”, foi o maior rezador que o Agreste alagoano e regiões próximas já conheceu. Morreu com mais de 100 anos, montado na fama de fazedor de “milagres”. Os crédulos formavam longas filas diante da porta de sua casa, para dele receber favores, rezas, bênçãos e curas. […]

30 de novembro de 2017

Um papagaio que era folgado demais!

        Um amigo meu, o Valdiney Alves, conhecido como Ney Mandarino, adquiriu um papagaio danado de falador, e safado demais. O nome dele é “Joel”.       Na casa pegada à do Ney mora uma garota que é uma lindeza, e muito boa corporalmente! Nisso não vai nenhum desrespeito à sua pessoa. Muito pelo contrário…       […]

29 de novembro de 2017

Natal (infeliz) em Miami

      Achando pouco as suas aventuras na “Terra dos Marechais” o intrépido Marcos Florini, mais conhecido como “Marcão Magaiver”, inventou de curtir um barato internacional, está completando hoje 20 anos. Montado nessa ideia, ele chegou para os parceiros mais chegados “Vetinho Pelicano”, Nilson “Fura Pacote” e Zeca “Bagre” e sapecou:       – Companheiros, que tal […]

25 de novembro de 2017

A garrafa era dele!

Diz o amigo velho Adoniran Monteiro que só bebe socialmente. Mas, quando bebe, a preferência é pelo champanhe. O cara é doido por champanhe. – É a melhor bebida do mundo, meu irmão! – define cheio de convicção. Dia desses, ele e o primo Cleósthenes Monteiro viajaram de Maceió até Maruim, interior sergipano, só para […]

22 de novembro de 2017

Quem mandou começar?

      Boêmio inveterado, o Suetônio Advíncula cismou de voltar para casa a pé, depois de ter tomado todas numa festa de aniversário lá pelas bandas do Tabuleiro do Pinto, imediações do aeroporto Zumbi dos Palmares. Morador de Rio Largo, ele caminhava desequilibrado pela margem de um canavial quando, repentinamente, foi surpreendido por um enorme clarão […]

18 de novembro de 2017

Mas, morreu sorrindo de felicidade!

 Sem ou alternativa para dar gasto nos mais de três mil livros que herdou de um tio que havia falecido em Garanhus, no estado de Pernambuco, o barbeiro Laurindo Brandão abdicou da profissão e abriu um alfarrábio na periferia da cidade.       Brandão era gente fina, entretanto pra lá de desligado. Ainda por cima,  míope. […]

17 de novembro de 2017

Bem na hora!

      Quando não está biritando, o auxiliar de garçom José Carlos Alves, mais conhecido como “Gudenaite”, é o mais comportado e o mais conveniente dos cidadãos. Basta dizer que sua vida pregressa é mais limpa do que ficha de madre superiora.       Além de trabalhador, Gudenaite é um cara bastante esperto.       Num domingo igual […]