Ailton Villanova

29 de dezembro de 2017

– Mai uquié pinião, moço?

        Fora a esculhambação generalizada de tudo quanto é comunidade se achar no direito de fechar ruas, tocar fogo em pneus nessas vias públicas para impedir o direito de ir e vir das pessoas, de uns tempos para cá as passeatas e concentrações dos grupos dos chamados “sem terra” cresceram assustadoramente. Isso, na maior […]

28 de dezembro de 2017

Mas que falta de responsabilidade!

      O ajudante de obras Generino Paixão, o Genepa, chegou em casa boquinha da noite com o astral mais baixo do que poleiro de pato. Sua mulher, dona Severina, encostou nele:       – Quê que tu tem, que tá com essa cara, homem?!       E o Genepa:       – Não sabe o Raimundo, aquele meu […]

27 de dezembro de 2017

ORA, SE O FIOFÓ NÃO ERA DELE…!

      Fortão tipo Rambo, Francelino Maranhão – o proverbial França -, mudou da água para o vinho depois do prosaico transplante a que se submeteu.       Machão convicto,  o França dos tempos machescos foi um sujeito que degenerou adoidado com o mulherio. Um dia, quando passou sofrer de um incômodo invocado na parte traseira sentante, […]

23 de dezembro de 2017

Um Conto de Natal

O NASCIMENTO DO MENINO JESUS                       Aílton Villanova       Sol causticando. O esquelético jumento é puxado por um homem de caminhar vacilante, trôpego. O homem para, olha adiante. Só vê estrada acidentada e poeirenta. Vira-se e fala para a mulher que está montada no animal: – Tá doendo muito, Maria? Ela […]

22 de dezembro de 2017

Cavalo na contramão

Todo desmantelado, o sujeito deu entrada na delegacia de polícia do 5° Distrito (localizada no Tabuleiro do Martins), sentado numa cadeira de rodas, que era empurrada por um molecote. Tinha gaze e esparadrapo pelo corpo inteiro, exceto a língua e os caroços dos olhos. Mais parecia uma múmia. – Quero falar com o delegado! Ele […]

19 de dezembro de 2017

Limonada na genitália?! Que onda é essa?!

Quando veio estudar em Maceió, na década de 50, o Abelardo Aquino era um garoto de 15 anos. Palmeirense da melhor cepa, hospedou-se na residência de uma tia, dona Geni, que ficava no bairro do Prado, e habilitou-se ao primeiro ano ginasial num dos melhores colégios da capital, o Lyceu. Foi então que nele despertou […]

16 de dezembro de 2017

A origem da Bahia

      A História do Brasil é riquíssima em todos os sentidos. Belas passagens, intrigantes aventuras, heroicas sagas de desbravadores deste território-continente. Na História do Brasil intercalam-se também episódios que vão do dramático ao prosaico, ao hilário. Afinal, todos vividos por homens detentores do mais diversos caracteres.       Cada pedaço deste imenso torrão verde-amarelo emerge como […]

15 de dezembro de 2017

Orelhas estrangeiras

      Até os 35 anos de idade o Berenildo Carposo, também conhecido como Cavernoso, era analfabeto. Por conta disso, o melhor que conseguiu, até então, foi o emprego de carroceiro, com atuação mais efetiva no bairro da Levada, por um motivo justificável: seu ponto de apoio era o mercado municipal, de onde transportava mercadorias para […]

13 de dezembro de 2017

Errou por pouco no cálculo!

Vaidoso ao extremo, o tal de Apolinésio dos Passos inventou de fazer um regime radical. Eliminou da alimentação um monte de comidas consideradas gordurosas e foi mais além na sua loucura regimentalística: cortou até a água. Como consequência disso, arrumou uma prisão de ventre de lascar, além de uma desidratação filha da mãe. Seu ânus […]

12 de dezembro de 2017

REMÉDIO MILAGROSO “POR DEMAIS”!

      Nos tempos de moço, lá pelas bandas de Águas Belas, estado de Pernambuco, seu Raimundo Tenório era um touro. Traçava, num boa, tudo quanto era mulher disponível que pintasse no seu pedaço. Fortão, bonitão, Raimundo estraçalhou corações femininos aos montes, conforme costuma lembrar.        Hoje com 97 anos de idade, seu Raimundo reside em […]