Rosa Weber será relatora de ação do aborto - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Blog | Blog do Dresch

                   A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, será a relatora da ação que busca descriminalizar o aborto até a 12ª semana de gestação, em qualquer situação. A ação foi protocolada pelo PSOL e pelo Instituto Anis, uma ONG de defesa dos direitos das mulheres. No Brasil, o aborto é permitido somente nos casos de anencefalia do feto, de estupro e quando a gestação representa risco de vida para a mulher. Em Novembro do ano passado a Ministra Weber se manifestou favorável à descriminalização do aborto para qualquer caso nos três primeiros meses de gestação.

Weber será relatora do aborto 2

                   Para s advogadas que assinam a ação, a criminalização do aborto transforma a gravidez em uma imposição, o que viola diversos direitos fundamentais das mulheres. A proibição muitas vezes obriga as gestantes a recorrerem a procedimentos clandestinos e arriscados que podem levar à morte. Mesmo sendo crime, estima-se que mais de 500 mil mulheres tenham praticado o aborto no Brasil em 2015, o que equivale a um aborto por minuto, segundo pesquisa do próprio Instituto Anis. Não existe prazo para que o processo vá a julgamento.

 

Lista não atrapalha

                   O envio ao Supremo Tribunal Federal (STF) de 83 pedidos de abertura de inquérito sobre citados na delação de ex-diretores da Odebrecht no âmbito da Operação Lava Jato, não irá prejudicar os trabalhos da Câmara dos Deputados. A afirmação é do presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) diante da preocupação manifestada por diversos parlamentares. Ele próprio, o presidente, é um dos citados. Como diversos deputados estão entre os apontados pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, existe um temor de que, com a abertura de inquérito a situação impeça até mesmo a realização das sessões diárias. “Para mim, a abertura do inquérito é muito importante porque vai me dar condições de esclarecer os fatos, provando que não há nada contra mim, contra minha conduta e contra a minha história” argumentou Maia. Disse que a lista Janot não atrapalha, e o mais importante é que as instituições estão funcionando, justificou o presidente da Câmara.

 

Programa Escola 10

               A Secretaria de Estado da Educação lança nesta sexta feira (17) o Programa Escola 10, que visa o incentivo á municipalização do ensino, com m investimento de R$ 30 milhões. A ideia é melhorar a qualidade do ensino-aprendizagem no ensino fundamental e aumentar os percentuais do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Os municípios que aderirem ao programa terão assistência pedagógica e financeira, além da avaliação e materiais didáticos custeados pelo Estado. As redes municipais detêm 95% das matrículas do fundamental (1º ao 5º ano) e 75% do Fundamental II (6º ao 9º anos).

Programa Escola 10

               As ações do programa estão divididas em três eixos: pedagógico, avaliativo e didático. Para isso serão mobilizados mais de 100 técnicos, entre regionais e municipais, que farão o acompanhamento pedagógico e quase dois mil articuladores de ensino, beneficiando 80 mil alunos do Ensino Fundamental. Entre os compromissos do programa estão o aumento do nível de proficiência dos estudantes de Português e Matemática; aumento da taxa de aprovação, crescimento de participação na Prova Brasil; redução da evasão escolar, cumprimento dos 200 dias letivos e da meta proposta pela Secretaria de Educação para o Ideb 2017.

Salário ruim faz mal

                 Um estudo interdisciplinar realizado pela Universidade de Bonn (Alemanha) mostrou que o salário injusto é ruim para o coração. O estudo mereceu reportagem de primeira página do popular jornal alemão Bild. A pesquisa, feita por economistas e médicos do Instituto do Comportamento e Desigualdade (Briq), constatou que salários injustos têm impacto direto na atividade cardíaca e causam deterioração da saúde no longo prazo. Além dos dados econômicos foi feito um laboratório com 80 alunos, divididos entre “chefe” e “trabalhadores”.

 

Salário ruim faz mal 2

                Durante o experimento, os funcionários tiveram 25 minutos para resolver tarefas de computação monótonas, enquanto os chefes foram autorizados a relaxar. Quanto mais números corretos eram adicionados na tarefa, mais dinheiro a equipe acumulava. Em seguida, os chefes compartilharam os lucros entre os dois, enquanto no geral o trabalhador embolsou uma parte bem menor do lucro. A injustiça acabou gerando um estresse, que os cientistas alemães mediram pela variabilidade da frequência cardíaca (VFC) indicando um aumento do risco de doença cardíaca motivado pelo sentimento de injustiça.

 

  • A alagoana Marta ganhou nacionalidade sueca esta semana, depois de haver feito a solicitação há algum tempo.
  • Mas a alagoana de Dois Riachos nega que pretenda, de posse do documento, vestir a camisa da seleção sueca em qualquer circunstância. A possibilidade também é descartada por seu empresário, Fabiano Farah, que alega que a proibição é da própria Fifa, que proíbe o atleta de representar outro país após ter participação em competições oficiais.
  • O empresário de Marta garantiu ainda que Marta vai estar nas Olimpíadas de 2020, com a seleção brasileira.
  • A concessão do passaporte chega em um momento em que aumentam as especulações de um convite do time do Orando Pride, dos Estados Unidos, fato negado pelo empresário da atleta.
  • Ela tem contrato com a equipe do Rosengard até o final do ano e não existe intenção de mudar isso, disse Farah.
  • Na próxima semana, o Rosengard, com Marta em campo, enfrenta o Barcelona pela Liga dos Campeões em jogo válido pelas quartas de final.

Facebook