Viajar. - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Blog | Sérgio Toledo Barbosa

09/01/2017 10:14

Viajar.

Todos sabem. Alguns podem. Outros podem e não dão valor. Outros não viajam porque têm medo de voar de avião. Outros, enfim. O certo é que viagem seja para onde for é uma atividade que estimula a memória, reativa o prazer e “recarrega as pilhas” de qualquer ser humano. Acompanhado ou só. Em casal ou em dupla. Em grupo ou só. Viajar propicia todo o prazer possível e imaginável. Dependendo a onde você for verá que, haverá sempre um aprendizado. E que aprendizado. Cultural, político, histórico e de relacionamento com outras culturas. A temperatura, principalmente para nós de país temperado e cada vez mais quente, quando viajando por plagas menos quentes ou mesmo frias, notamos que tudo tem um prazer que não se descreve. Se vive. Experimenta e goza. Estive recentemente no Natal Luz de Garanhuns. Claro que o nome usado pela cidade Gaúcha de Gramado não se encaixa em qualquer situação. Entretanto entendemos como uma forma de atrair os turistas. E assim serve muito bem. Garanhuns, guardadas as proporções, estava também linda e recebendo muito bem os visitantes. Depois dei uma “esticada” um pouco maior. Fui até ao velho continente. A Europa, berço de tudo, nos entregou a Espanha, com Barcelona, Zaragoza, Toledo e Madrid. Portugal com Lisboa. Estando aí reforçamos que viajar faz parte da vida. Faça uma viagem. Procure esquecer os rincões aos quais está apegado. Muitas maravilhas para ver e aprender. Barcelona com Las Ramblas, Miró, Gaudi, o aquário, o porto com seus iates imensos, Camp Nou. Suas cores e gastronomia. Vários mercados com cores e sabores intensos. Frio. Zaragoza usando trem bala a quase 300 km por hora. Matriz de Nossa Senhora do Pilar. Depois trem bala novamente chegando à Madrid. Madrid com sua dança Flamenca, paeja, Santiago Bernabeu, etc. Frio de três graus negativos. Toledo dos mouros. Junta o antigo com escadas rolantes para transportar os visitantes da parte baixa para a alta da cidade. Encontrei meu brasão! Por fim Lisboa já conhecida, porém sempre surpreendendo. Restaurante João do Grão, com um bacalhau delicioso e um bolinho que só lá tem. Vinho da Casa saborosíssimo. E para finalizar a visita um passeio de bonde pelo centro antigo de Lisboa.

Facebook