Palmeira dos Índios; embate final! - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Blog | Edmilson Teixeira

 Sobre nota que vem circulando em Palmeira dos Índios, assinada pela Prefeitura, dando conta de que o vereador Júlio Cezar (PSB), eleito agora prefeito do município, está implicando a liberação para o pagamento dos servidores públicos, com ações que estão sendo movidas na Justiça, o futuro prefeito atacou pra valer contra a atual gestão, desmentindo o comunicado.

 

Palmeira dos Índios – tirânico   

 

“Restabelecendo a verdade! Governo James tenta enganar servidores e deixar despesas para minha futura gestão. Eles estão desesperados porque ontem, entrei com ação na Justiça, para garantir que os recursos que estão chegando ao município sejam destinados exclusivamente ao pagamento dos servidores. Eu não pedi bloqueio de contas como diz a nota mentirosa divulgada pela Prefeitura. Sempre defendi os servidores contra a tirania deste governo que graças a Deus acaba neste sábado. Respeitem o povo; porque a mentira de vocês não cola mais...

 

Estrela

Ontem por volta das 15h nas proximidades de Maribondo, o prefeito Arlindo Garrote (PP) colidiu com seu automóvel, num outro veículo que vinha no sentido contrário  conduzido por uma mulher. Os dois veículos ficaram bastante danificados, mas ele e ela saíram ilesos, com apenas alguns arranhões. Tanto que o prefeito ligou para um parente que chegou de imediato. Foi até Palmeira dos Índios onde fez um curativo na testa e em seguida partiu para sua casa, em Estrela de Alagoas.   

 

2016 de acidentes

O ano de 2016 está se findando com uma marca  um pouco indigesta nas estradas de Alagoas para a família Garrote. É que no dia 10 de abril, a mãe do prefeito de Estrela de Alagoas, Ângela Garrote se envolveu em um grave acidente automobilístico na BR -316  em Palmeira dos Índios que deixou um saldo de quatro pessoas mortas e cinco pessoas feridas.

Motivo  

Os veículos se chocaram frontalmente após o Fiat Strada fazer uma ultrapassagem irregular. Sete pessoas viajavam na Pajero. Uma funcionária da ex-prefeita identificada como Maria Helena, 37 anos e sua filha, uma criança de 4 anos, ficaram presas às ferragens e morreram na hora.

 

Crime ambiental

No dia de ontem, por meio do IMA, foi que os lixões dos municípios de Taquarana e Coité do Nóia teriam sidos interditados. A ação contou com a equipe da Gerência de Monitoramento e Fiscalização do Instituto do Ambiente (IMA). Com a medida, as Prefeituras são obrigadas a mandar todo o resíduo gerado para um aterro licenciado, onde deverá receber o tratamento correto.

 

Contagem

Taquarana já havia sido autuado pelo próprio IMA, razão de ter recebido  apenas o auto de embargo e interdição. Já Coité do Nóia foi autuado, com multa no valor de R$ 28.108,95, e também recebeu o auto de embargo e interdição.

Geral

Em Alagoas, mais da metade das Prefeituras já foram autuadas pelo IMA por depositar os resíduos gerados, de modo irregular, nos chamados vazadouros públicos. No dia 22 de novembro, a equipe do órgão ambiental realizou uma apresentação na Associação dos Municípios de Alagoas (AMA) para os novos gestores municipais sobre a problemática envolvendo os lixões a céu aberto.

Capela

Professores da rede municipal de Capela estão delirando com o rateio dos precatórios que a Prefeitura recebeu de ações movidas contra o Fundeb. Teve alguns que receberam  até 45 mil reais. “Eu quase que tinha um infarto”, disse uma professora (que pediu para manter em sigilo seu nome). Ela afirmou que foi pelo fato de saber que o prefeito eleito Adelminho Calheiros (PMDB) tentara no dia seguinte, bloquear na Justiça a liberação do pagamento de todos.

   

Arapiraca/ Delmiro 

Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL) encerra o ano de 2016 com a execução de duas importantes obras de infraestrutura para aperfeiçoar a prestação de serviços nos municípios de Arapiraca, por meio da 7ª Chefia Regional de Administração Fazendária (CRAF), e Delmiro Gouveia, onde funciona um Posto Fiscal.

   

Sertão

 

Numa ação conjunta com a comunidade da Ilha do Ferro, Entremontes e Ilha de São Pedro, os agentes de leitura do projeto Festa Literária Ribeirinha do Museu Coleção Karandash já começaram a visitar por meio de um barco, famílias de três povoados do rio São Francisco para promover o hábito de consumir livros. A ação é mais uma das etapas do evento, que contará, também, com doações de livros, oficinas de arte e educação e promoção de diálogos com o universo da literatura.

 

Meta

Durante a semana, as escritoras Cláudia Lins e Simone Cavalcante ministraram um minicurso para o treinamento de 11 agentes de leitura, com instruções sobre como abordar os moradores, sugerir livros e noções sobre autores e gêneros literários. De acordo com Cláudia, que também é jornalista, a ideia é estimular o hábito da leitura nas três comunidades. “A proposta é que cada integrante das famílias beneficiadas leia de 3 a 4 livros até o fim das ações da Festa Literária.”

 

Facebook