E a culpa é da tocha - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas

Blog | COTIDIANO ATIVO, por Antonio Moura

01/06/2016 15:38

E a culpa é da tocha

Tocha Olímpica

O Brasil está vivendo um momento único em sua história - no dia 5 de agosto estaremos recebendo a maior celebração esportiva do planeta, os Jogos Olímpicos. Infelizmente, o momento político e econômico do nosso país não é dos melhores. Na verdade, estamos passando por uma das maiores crises sociais que se tem notícia, e antecedendo os jogos, acompanhamos a passagem da tocha olímpica em todo território nacional. Serão, no total, mais de doze mil pessoas conduzindo a chama olímpica por todas as capitais, Distrito Federal e diversas outras cidades desse nosso país continental.

No último dia 29 de maio eu pude viver essa emoção e carreguei a tocha por quatrocentos metros em uma noite de muita chuva na cidade de Maceió, minha terra natal. Confesso que poucas vezes me senti tão emocionado e orgulhoso em minha vida. O fogo olímpico simboliza a pureza da eterna juventude olímpica e a passagem da tocha representa uma grande honraria concedida pelos deuses gregos aos meros mortais como nós. Como não ficar orgulhoso com tamanha honraria? 

Ocorre que para muitos os Jogos não passarão de um gasto desnecessário de dinheiro e a passagem da tocha será uma afronta a um povo sofrido e cheio de dificuldades em um país com muitas desigualdades. São muitas as manifestações de repúdio e muitas vezes até de raiva mesmo contra a passagem do fogo que foi aceso por espelhos côncavos na cidade de Olímpia, na Grécia, e que jamais se apagará até o final dos jogos.

Em determinado momento cheguei até mesmo a sentir remorso por estar tão eufórico e feliz em participar do evento. Será que sou um alienado que não enxerga a situação pela qual passamos? Será que sou insensível e só sei olhar para o meu próprio umbigo? Não, nada disso. É verdade que os índices de desemprego estão chegando a níveis alarmantes, que o poder de compra do brasileiro vem caindo assustadoramente e que os escândalos de corrupção dominam os noticiários de TV.

Mas será que a culpa é da tocha?

Se for assim teremos que abolir qualquer manifestação de alegria e faremos com que o brasileiro perca a sua maior riqueza - o seu modo de encarar a vida e os problemas do cotidiano. Se for assim teremos que acabar com o futebol, com o carnaval e com os desfiles das escolas de samba. Cultivaremos o pessimismo e andaremos de cabeça baixa? É isso. Não, não podemos nos deixar abater. Somos brasileiros e não desistimos nunca. Não é isso? A tocha olímpica está nas ruas. Vamos celebrar tudo aquilo que ela representa e vamos receber os jogos olímpicos da melhor maneira que sabemos - cheios de alegria e de cabeça erguida e vigorosos como a própria chama olímpica.


* Antonio Moura é secretário municipal de Proteção ao Meio Ambiente de Maceió. É graduado em Administração e Marketing com pós-graduações em Docência do Ensino Superior e em Gestão de Pessoas. 

Facebook