Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /var/www/html/wp-content/themes/tribuna-2017/header.php on line 34
Warning: implode(): Invalid arguments passed in /var/www/html/wp-content/themes/tribuna-2017/header.php on line 40
class="post-template-default single single-post postid-104144 single-format-standard">

Flávio Gomes

30 de Maio de 2018

Grandes diferenças

Eliane Cantanhêde, no “Estadão”: “No Brasil, como nós assistimos quase que diariamente, a corrupção é medida aos milhões de dólares, com uma promiscuidade doentia entre público e privado e corruptos tão audaciosos que são (ou foram, não se sabe ainda) capazes de destruir um Estado inteiro, como o Rio de Janeiro, e a principal estatal, a Petrobrás. Mas há uma diferença fundamentam entre Brasil e Venezuela: a Lava Jato! Com boa vontade e alguma leitura, é possível entender como Hugo Chávez uniu a direita militar e a esquerda nacionalista e seu regime vicejou na Venezuela. O projeto Chávez fazia sentido, contra instituições falidas, corrupção crônica, inépcia, desvio das riquezas para os Estados Unidos. No Brasil, apesar de todas as crises, da longa ditadura, de dois impeachments e, agora, 14 milhões de desempregados e uma violência urbana fora de controle, não há clima nem tanto motivação para golpes como o de Chávez na Venezuela. Mas essa não é a principal diferença na política. A principal diferença é que nunca, jamais, em tempo algum, um sujeito como Nicolás Maduro iria tão longe aqui. Tão longe no poder, tão longe na sua sanha destruidora do seu país, afundado numa crise política, econômica, social e humanitária sem precedentes.”

Alarde

O advogado Adriano Argolo fez uma revelação surpreendente, anteontem, ao radialista França Moura, da Rádio Correio AM. Disse que no caso de uma intervenção militar no Brasil uma das primeiras vítimas seria o senador Renan Calheiros (MDB/AL). “Renan seria preso ou assassinado”, disse Argolo, sabe-se lá a razão.

Retrocesso

“Lamentável”. Assim reagiu o presidente da Federação das Indústrias de Alagoas, José Carlos Lyra de Andrade, à pretensão do governo de aumentar impostos para cobrir o subsídio ao óleo diesel, no acordo com caminhoneiros. “O governo deveria trabalhar para reduzir a burocracia e já pesada carga tributária”, argumenta.

Aprovado

O deputado federal Paulão (PT) ainda festeja a aprovação, na íntegra, do seu parecer na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, apresentado na Guatemala, por ocasião da 43ª Assembleia Geral da OEA: “Entenderam que o texto estava coerente, democrático e compromissado com a causa dos direitos humanos”.

Casa de ferreiro…

Estava programada para 6ª feira, dia 25, debate na Câmara Municipal de Maceió sobre a concessão do direito ao Cartão Bem Legal às pessoas com deficiência e com doenças incapacitantes. A audiência foi cancelada porque o elevador está quebrado há três meses, o que impede o acesso de cadeirantes ao plenário.

Nova era

O sinal analógico de televisão será desligado hoje em Alagoas. A partir de agora só será possível assistir à programação da TV aberta por meio do sinal digital. Para continuar assistindo TV normalmente é indispensável instalar os equipamentos para receber o sinal digital. O sinal analógico agora faz parte do passado.

Merecimento

Edmílson Teixeira, colega desta “Tribuna”, recebe hoje Moção de Congratulação da Câmara Municipal de Capela, sua terra natal, proposta pelo vereador Fernando Antônio Lucena Malta (PSC). “É um jornalista talentoso que nos orgulha muito, pelo seu caráter e a forma decente de lidar com as pessoas”, diz o conterrâneo Marcelo Bastos.

Opinião

Leonardo Sakamoto, em seu blog: “A reação do governo Temer diante da greve dos caminhoneiros deve ser entendida no contexto da política que ele adotou em seu governo: pró-mercado, fiscalista e de restrição da proteção social. Analistas não entendem por que a população não acredita que o país melhorou, uma vez que os indicadores econômicos provariam isso.”

*Hoje é o último dia para que servidores públicos estaduais ativos possam fazere o seu recadastramento, já no novo prazo concedido pela Secretaria de Planejamento e Gestão Pública. Quem não atender ao chamamento terá o seu salário suspenso.

*O Ministério Público do Trabalho em Alagoas realiza hoje, no auditório do Sebrae, o seminário “130 anos de abolição: reflexões sobre o passado, o presente e o futuro do trabalho escravo no Brasil”. Objetivo: debater a escravidão contemporânea.

* Proprietários de veículos automotores com placas de final 7 e 8 têm até hoje para quitar a primeira parcela do IPVA ou pagá-lo por inteiro até a data. A antecipação, de amanhã para hoje, foi em decorrência do feriado de Corpus Christi.

*A OAB/Alagoas promove hoje o “Arraiá dos advogados 2018”, a partir das 20 horas, no Espaço Pierre Chalita, na Pajuçara. Como atrações musicais, DJ e as bandas Mô Fio e Garota Sertaneja. É uma parceria com a Caixa de Assistência dos Advogados.

*A Camerata Ero Dictus volta hoje, 15 horas, à sala de música do Complexo Cultural Teatro Deodoro para mais um concerto do projeto Quartas Eruditas. São esperados cerca de 300 alunos da rede pública de ensino. O concerto é aberto ao público.

*A Companhia El Guibbor vai apresentar hoje, no Teatro Deodoro, o espetáculo “Encantos”, em continuidade às apresentações da 19ª edição do projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato. Às 19h30m. Direção, coordenação e coreografia de Selma Pimentel.

*A cantora Andréa Laís é a atração de hoje do Rex Jazz Bar, em Jaraguá, apresentando o show “Solar”, a partir das 20 horas. O espetáculo tem direção musical de Toni Augusto. Rex Jazz Bar: Rua Sá e Albuquerque, 674. Mais informações: 99952.2505.

 “Não vejo nenhum militar, Forças Armadas pensando nisso”

Sergio Etchegoyen

General da reserva e ministro do Gabinete de Segurança Institucional, sobre a hipótese de intervenção militar