Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /var/www/html/wp-content/themes/tribuna-2017/header.php on line 34
Warning: implode(): Invalid arguments passed in /var/www/html/wp-content/themes/tribuna-2017/header.php on line 40
class="post-template-default single single-post postid-104159 single-format-standard">

Roberto Baia

30 de Maio de 2018

Combate a doenças virais

As mudanças de temperatura já aumentaram o número de atendimentos ambulatoriais no Hospital Regional Nossa Senhora do Bom Conselho. De acordo com informações do diretor médico daquela unidade hospitalar, Ulisses Pereira, a elevação aconteceu nas três primeiras semanas do mês de maio, evidenciando a necessidade de prevenção da população para as doenças virais, como a gripe e a dengue.

 

Atendimento

A gerente Técnica, enfermeira Andreia Costa, revelou que o aumento no período foi de 18,8%, se comparado ao mês passado. Até 24 de maio o Hospital Regional já contabilizava 9.729 atendimentos, contra 8.239, de abril. Ainda segundo ela, num único dia, foram 516 pacientes atendidos no ambulatório. “Os sintomas mais comuns são os de viroses, com febre, dores no corpo e diarreias”, explicou.

 

Riscos de contágio

O período das chuvas (fazendo com que a população fique em ambientes mais fechados e, portanto, exposta a mais riscos de contágio de doenças virais); a proliferação do mosquito da dengue, a falta de água em residências são fatores preponderantes para o aumento dos casos de algumas doenças.

 

Recomendação

Nessas ocorrências, os especialistas recomendam hábitos de prevenção básicos, como: lavar as mãos com frequência; se manter agasalhado;  evitar locais de aglomeração e, sobretudo, seguir as orientações básicas de controle da dengue.

 

Não esta livre

“A população nunca deve achar que está livre da doença. A prevenção sempre será o melhor remédio”, comentou o diretor Médico, Ulisses Pereira.

Ele ainda ressaltou a necessidade de mais investimentos nos postos de saúde – local de triagem para os atendimentos. “O Regional não tem condições físicas nem humanas para cuidar sozinho dessa população. É preciso que município e Estado estejam alerta e fortaleçam os cuidados na prevenção e também no atendimento”, comentou.

 

Cultura

Inspirada nas obras de Fernando Pessoa e William Shakespeare, a Cia Meia Noite/AL se apresenta no Sesc das Artes com a peça “Por um Triz”, dia 01/06/, às 20h, no Teatro Hermeto Pascoal, na Unidade Sesc Arapiraca, com entrada gratuita.

Valorizando a narrativa, a oralidade, o texto e a atriz, como os elementos principais do jogo, o espetáculo aborda a síntese de explorar espaços não convencionais, onde trilha sonora e concepção estética passam a ser coadjuvantes da proposta.

 

Proposta da Cia

A montagem busca sair da caixa cênica, na tentativa de mudar perspectiva e olhar do espectador nos “espaços tradicionais”, permitindo explorar novas possibilidades, seja no formato estético, seja na relação com o espectador. “Por um Triz” se propõe a jogar de forma diferente, se aproximando do espectador, quebrando “as paredes” que separam a atriz do público, criando apenas uma “redoma circular invisível”, e promete ser intimista a cada sessão da montagem.

 

A greve em Arapiraca

A greve dos caminhoneiros tem afetado todos os setores da economia. Em Arapiraca, o fechamento de vias que já dura mais de uma semana, está influenciando também os feirantes do mercado público.

E, como era de se esperar como a paralisação, o mercado público sofre com falta de produtos, encarecimento nos preços e ausência de quem compre.

 

Movimento péssimo

Uma das feirantes desabafou: “Subiu tudo, o movimento está péssimo. Afetou todos nós. A previsão é de não chegar nada com os caminhões parados. O povo não vem pra feira, sem gasolina. Ontem (28), a feira não valeu de nada: pouca mercadoria, cara, e ninguém pra comprar”. (Com 7segunos).

 

Procon no mercado

Na segunda-feira (28), a Prefeitura de Arapiraca, através do Procon local, esteve realizando um trabalho de monitoramento dos preços de alguns itens da cesta básica e o abastecimento de hortaliças.

 

 

… Alguns destes alimentos sofreram um aumento visível devido aos últimos acontecimentos no Brasil, em especial as hortaliças. Os demais estão dentro do preço variável do mercado atual.

 

… O Procon Arapiraca orienta que o consumidor deve sempre ficar atento para que o aumento não seja abusivo.

 

… Em qualquer sinal de descumprimento das leis do Código de Defesa do Consumidor, é importante que o consumidor denuncie à equipe de fiscalização do Procon Arapiraca, através do contato, 3522-1010 ou em nossa sede localizada na Rua São José, 95 – Alto do Cruzeiro.