Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /var/www/html/wp-content/themes/tribuna-2017/header.php on line 34
Warning: implode(): Invalid arguments passed in /var/www/html/wp-content/themes/tribuna-2017/header.php on line 40
class="post-template-default single single-post postid-103080 single-format-standard">

Blog do Dresch

25 de Maio de 2018

Gil cancela show em Israel

O cantor e compositor Gilberto Gil seguiu o exemplo de outros artistas internacionais e cancelou o show que faria no dia 4 de julho em Israel, ao considerar o “momento delicado” do país após a morte de dezenas de pessoas nas manifestações na fronteira com a faixa de Gaza. Em um e-mail enviado por Gil a produtora musical Arbel, encarregada do concerto, é salientada a apreensão que todos estão vivendo em função dos conflitos. Comunicou ainda que vai ressarcir as pessoas que já adquiriram seus ingressos. Além disso pediu a compreensão de todos e acentuou que o assunto é delicado para todos. “Sem dúvida haverá outras oportunidades e esperaremos por tempos melhores” disse Gil.

Gil cancela show 2

Outras personalidades mundiais também manifestaram sua rejeição pela ocupação dos territórios palestinos por Israel. Uma situação de grande repercussão foi a decisão da atriz norte-americana Natalie Portman que recusou receber o prestigiado prêmio Gêneses, a ser entregue no próximo mês, pelo mesmo motivo do cantor brasileiro. Segundo a atriz os fatos mais recentes produziram grande angústia e ela “não poderia visitar o país de consciência tranquila”. Também Paul McCartney, agraciado com prêmio Wolf de Música, alegou problemas de agenda para cancelar sua apresentação.

As vaias dos prefeitos

O pré-candidato do PSL à Presidência da República, deputado Jair Bolsonaro (RJ) foi vaiado por duas vezes, durante uma sabatina na Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Ele foi o primeiro candidato hostilizado pela plateia, por ter dado respostas curtas e não ter se aprofundado no debate em uma clara demonstração de que desconhecia o assunto ou pouco se importava com ele. Ele não usava quase nada do tempo de 4 minutos para resposta, e dizia “já estou satisfeito. Vamos para a próxima”. O assunto versava da pauta municipalista, como repasses de verbas para Saúde, Educação e Saneamento Básico. No segundo apupo, Bolsonaro elevou o tom de voz “quem tiver ideias, por favor, me procure. Não vim aqui para dizer que sou melhor que os outros. Não tem espaço aqui para gente que, na base do grito e do gogó, diz que vai resolver” rebateu o capitão da reserva do Exército.

Congresso de Magistrados

Aberto ontem à noite no Centro de Convenções de Maceió, o XXIII Congresso Brasileiro de Magistrados, que se estenderá até o próximo sábado. O tem central do evento, que reúne mais de 1mil participantes é bastante atual: “A politização do Judiciário ou a judicialização da política? ”. “O Congresso pretende discutir os problemas políticos que estamos enfrentando, sob a ótica de centenas de juízes, desembargadores e ministros dos Tribunais Superiores” diz o presidente da Associação Alagoana dos Magistrados (Almagis), Ney Alcântara. São esperados para hoje os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Carmen Lúcia e Dias Toffoli.

Ajuda aos municípios

O Governo federal através do Ministério da Educação, anunciou a liberação de R$ 600 milhões para os mais de 5,5 mil municípios que recebem o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Para Alagoas foram destinados R$ 13,6 milhões distribuídos entre os 102 municípios. O ministro da Educação, Rossieli Soares salientou que os recursos deverão ser utilizados na melhoria da qualidade do aprendizado nas escolas. Disse ainda que os gestores saberão destinar a verba para as necessidades mais urgentes da área educacional, com o foco sempre voltado para os estudantes.

Ajuda aos municípios 2

O uso dos recursos liberados pelo Ministério da Educação deverá obedecer ao disposto no artigo 70 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), que estabelece a aplicação na manutenção e desenvolvimento do ensino; remuneração e aperfeiçoamento de pessoal; fechamento da folha de pagamento dos professores; aquisição, manutenção, construção e conservação de instalações e equipamentos; aquisição de material didático-escolar e manutenção do transporte escolar.

Bandeira amarela em junho

A bandeira amarela nas contas de energia deverá ser mantida no mês de junho, porque não houve alterações significativas nas condições que levaram a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a adotar a mesma em maio. A manutenção da bandeira amarela implica no adicional de R$ 1 para cada 100 kilowatts-hora de energia consumidos. A confirmação se dará nesta sexta-feira (hoje) quando será divulgada a cor da bandeira para este mês de junho. A cor amarela está em vigor desde maio. Nos primeiros quatro meses do ano a bandeira era verde, quando não incide a cobrança a mais na conta de energia.

 

 

  • O ministro da Saúde da República Democrática do Congo, Oly Ilunga anunciou que foram registrados seis novos casos de Ebola e outros dois estão sob suspeita no país.
  • As novas vítimas foram localizadas na área de Iboko, onde um total de 14 pessoas estão infectadas. O último balanço oficial do ministério é de que 58 casos sendo 28 confirmados, 21 prováveis e nove suspeitos, distribuídos por todo o Congo.
  • Assinala ainda o ministério que “o risco de difusão é muito alto a nível nacional e regional, no entanto o risco a nível global é considerado baixo”.
  • Ainda segundo o ministro da Saúde, na cidade onde foram registrados os casos da doença há dezenas de funcionários aplicando a vacinação, e a prioridade do governo é garantir que eles possam trabalhar em segurança.
  • O vírus Ebola é transmitido pelos fluídos corporais de pessoas infectadas falecidas. Entre 2012 e 2014, a África Ocidental já havia registrado um surto do vírus, e que causou a morte de 11,3 mil pessoas.
  • Na ocasião os países mais afetados foram Libéria, Serra Leoa e Guiné.