Roberto Baia

16 de Maio de 2018

Foram destaque

O senador Benedito de Lira e o deputado federal Arthur Lira ganharam destaque na Revista Isto É desta semana. O motivo? A compra de apoios para suas reeleições com o dinheiro do Ministério da Saúde.

Segundo a denúncia, o Partido Progressista (PP) montou uma operação com o uso de dinheiro público para cooptar novos parlamentares. O esquema foi montado pelo presidente nacional do partido, senador Ciro Nogueira (PI), pelo então ministro da Saúde, deputado Ricardo Barros (PR), e pelo deputado Arthur Lira (Al), ex-presidente da Comissão do Orçamento.

 

Dinheiro do FNS

A Isto É revela que a cooptação ocorreu por meio de dinheiro do Fundo Nacional da Saúde (FNS) para os municípios onde os deputados têm base eleitoral. Além disso, aconteceu a “compra” de apoios de prefeitos visando à eleição de outubro.

 

Rodrigo Cunha

Do jornalista Flavio Gomes de Barros: De modo geral, a decisão do deputado Rodrigo Cunha de concorrer ao Senado, e não ao governo, deixou uma sensação de frustração na maior parte do seu eleitorado. Apesar de as manifestações pelas redes sociais serem de respeito à posição assumida por ele. Algo do tipo “somente ele sabe as razões da posição assumida”.

 

Senado

Pesou muito, para a opção de Rodrigo Cunha pela disputa ao Senado, a decisão de Alfredo Gaspar de Mendonça não ser candidato, também ao Senado. O deputado e o Procurador Geral de Justiça têm perfis semelhantes, de seriedade, e haveria briga pelo mesmo espaço. Sem Alfredo Gaspar na parada, Rodrigo Cunha se decidiu.

 

Quem ganha

Quem ganhou internamente, no PSDB, foi o ex-governador Téo Vilela. No início de fevereiro, quando anunciou que não seria candidato ao Senado, disse, em uma entrevista na TV Mar, que passaria a atuar politicamente para fazer de Rodrigo Cunha candidato ao Senado e dar uma boa votação a Geraldo Alckmim em Alagoas.

 

Ação educativa

A ação educativa de trânsito será levada pela Prefeitura de Arapiraca, nesta quarta-feira (16), para a Vila Bananeiras, zona rural do município, das 8h às 12h, dentro da programação do Movimento Maio Amarelo (MMA), para conscientizar a população sobre acidentes que matam ou deixam sequelas.

 

Redução de acidentes

Ontem, terça-feira (15), a equipe de Educação para o Trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) se reuniu com colaboradores da empresa de Call Center AeC para mostrar para todos eles a importância de se ter prudência e contribuir para a redução de acidentes de trânsito em Arapiraca.

 

Maio amarelo

Com o slogan nacional da campanha do Movimento Maio Amarelo “#Nós Somos o Trânsito – Temos e Queremos Cuidado”, o técnico de Educação para o Trânsito, Carlos Alberto Peixoto mostrou a necessidade de os condutores se apropriarem cada vez mais da direção defensiva para diminuir os índices de acidentes.

 

Trabalho

O prefeito Júlio Cezar visitou ontem (15), a nova Agência Regional do Trabalho de Palmeira dos Índios. Inaugurada em fevereiro deste ano, e com mais de cem dias de funcionamento, a Agência  atende a população de 19 cidades da região, que necessita fazer a retirada de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e outros documentos relacionados ao órgão.

 

Foram emitidas

De lá para cá, já foram emitidas cerca de 2.500 CTPS. A cada mês são feitos aproximadamente mil atendimentos e emitidas 800 novas Carteiras. Palmeira é o único município alagoano que faz a entrega do documento sem agendamento prévio e em um tempo recorde, de aproximadamente 20 minutos.

 

… A agência, que leva o nome do Jornalista Tobias Granja, estava fechada há dois anos. A sede está localizada na Avenida Governador Muniz Falcão, 545, no bairro São Francisco.

 

…  No local, são feitos atendimentos diversos, principalmente para a CTPS e as alterações que ocorrem no documento.

 

… “Geralmente, são pessoas que casam ou separam, que querem fazer alteração na Certidão de Nascimento e mudança nos dados cadastrais. Também realizamos esclarecimento de dúvidas trabalhistas e outras orientações. A média de público é de 50 pessoas por dia, uma média de mil por mês, com 40 emissões de CTPS por dia. Além de Palmeira, a Regional atende outros 19 municípios”, explicou o gerente do Ministério do Trabalho em Palmeira José Francisco.