Blog do Dresch

18 de Abril de 2018

Dodge defende fim do foro privilegiado

 

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, disse que existe uma forte tendência em diminuir o alcance e os benefícios do foro privilegiado. Segundo ela, no STF já existem 8 votos favoráveis de mandar à primeira instância investigações de autoridades não relacionadas ao cargo. O julgamento deve ser retomado no dia 2 de maio. Segundo a Procuradora o foro privilegiado gerou um sistema em que há “apropriação de recursos públicos, corrupção generalizada e enraizada nas nossas estruturas de poder” afirmou ela em palestra a estudantes da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Pelo fim do foro privilegiado 2

Diante da plateia universitária, Raquel Dodge foi enfática na defesa do fim do foro privilegiado uma vez que a benesse “não só define um lugar especial para estes réus, mas também porque alimenta a ideia de que o juiz federal, de primeira instância, não tem credibilidade suficiente para julgar estas pessoas. O que temos que fazer é caminhar num sentido oposto” defendeu a procuradora-geral.

 

O jogo duro do INSS

A revisão dos benefícios sociais concedidos pelo governo federal continua implacável. Já foram cancelados 422 mil no total, sendo 228 mil auxílios-doença, 43 mil aposentadorias por invalidez e 151 mil benefícios de Prestação Continuada (BPC). E o pente-fino vai seguir em frente até o fim do ano. A meta é proceder a revisão em 1,8 milhão de benefícios. No caso do auxílio-doença, na primeira fase da revisão entre 2016 e fevereiro de 2018, foram realizadas 252 mil revisões de um universo de 553 mil previstas. Foram canceladas 228 mil, um índice de 82%. Desde agosto de 2016 a economia foi de R$ 7,6 bilhões. No caso da aposentadoria por invalidez já foram cancelados 43 mil com uma economia de R$ 500 milhões. Já o Benefício da Prestação Continuada é ofertado a 4,4 milhões de beneficiários de baixa renda, sendo 2,4 milhões de idosos e 2 milhões de deficientes. O corte é de 151 mil benefícios.

Maceió ganha terceira UPA

O governador Renan Filho e o secretário de Estado da Saúde, Christian Teixeira, assinaram ontem o contrato para a construção da terceira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na capital alagoana. É também a decima unidade construída no Estado. As obras atenderão a comunidade do bairro do Jacintinho e bairros próximos à Ladeira do Óleo. A UPA foi licitada por R$ 5 milhões com recursos próprios do Estado e a previsão é que a obra esteja concluída em 120 dias. Segundo o secretário de Saúde, a UPA será do tipo III com capacidade para atender até 350 pessoas por dia ou 10.500 por mês. Terá 15 leitos de observação e 4 de urgência, nas áreas de clínica geral, pediatria, ortopedia e odontologia. Ela vai funcionar 24h por dia durante os sete dias da semana.

Maceió ganha terceira UPA 2

As demais unidades de atendimento na capital funcionam no Benedito Bentes e no Trapiche da Barra. No interior elas estão presentes em Maragogi, Marechal Deodoro, Delmiro Gouveia, Palmeira dos Índios, em Penedo, São Miguel os Campos e em Viçosa. Elas funcionam em sistema tripartite, com o Governo Federal assumindo 50% dos custos, o Estado 25% e o município os demais 25%. De acordo com dados da Secretaria de Saúde as nove Upas atenderam no ano passado 676.591 pessoas contra 510.293 atendimentos de 2016.

Um outro fim do mundo

Os adeptos das teorias de destruição do universo, apontam que está chegando uma nova data do juízo final. Agora o Armagedon está marcado para o dia 23 de abril deste ano com base em uma passagem bíblica do Apocalipse, que supostamente fala da segunda vinda de Cristo. O verso 12, capítulos 1 e 2 do Livro das Revelações tem a seguinte previsão: “E viu-se um grande sinal no céu; uma mulher vestida de sol, tendo a lua debaixo de seus pés, e uma coroa de 12 estrelas sob sua cabeça. E estava grávida, e com dores do parto, gritava na ânsia de dar à luz”.

Um outro fim do mundo 2

Segundo os adeptos da teoria, a mulher seria constelação de Virgem. Em 23 de abril, ela e a Lua estarão em Virgem, assim como o planeta Júpiter que representa o Messias. Embora este alinhamento aconteça há 12 anos, outro alinhamento planetário simultâneo, que representa o Leão de Judá, vaticina que esta será a última vez. Soma-se a isso outra teoria: a do surgimento do planeta X ou Nibiru, que surgirá no céu e que ao passar perto da Terra provocará “o começo do fim”. A NASA rejeitou a existência deste planeta em 2010.

 

 

  • O economista e doutor em sociologia Paul Singer, morreu aos 86 anos na noite de segunda feira, na cidade de São Paulo, cidade que escolheu e que o acolheu desde que chegou da Áustria, em 1940 fugindo de Hitler e do nazismo.
  • Fez graduação em economia e doutorado em sociologia na USP e se tornou livre docente em demografia e professor titular em economia. Foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores.
  • Foi ainda mentor da chamada economia solidária, baseada na produção com autogestão, sem patrões e empregados.
  • Trabalhou com Luiza Erundina na prefeitura de São Paulo, e posteriormente como conselheiro do ex-presidente Lula e Secretário Nacional de Economia Solidária no governo Dilma Rousseff.