Flávio Gomes

10 de Abril de 2018

O pós-Lula

Alberto Aggio: “A corrupção sistemática que arrasou o país nos anos do lulismo abalou todo o edifício político que havia sido montado nesses anos de democratização. O cenário pós-Lula deverá requisitar o concurso do conjunto da sociedade, da opinião pública, dos intelectuais, dos partidos políticos e de todos aqueles que possam se mobilizar pela reconstrução do país. Lula e o PT nasceram no outono do autoritarismo como peças do ‘sindicalismo de resultados’, com roupagem e retórica de esquerda. No governo, analogicamente, o lulopetismo foi uma ‘esquerda de resultados’, nefasta à sociedade brasileira, especialmente aos mais pobres pois os subalternizou, fixando-os em seus interesses individuais e impedindo qualquer perspectiva de elevação cultural e política que os convocasse a formular e compartilhar um projeto nacional e civilizatório. O lulopetismo foi tóxico à democracia e à esquerda. A pragmática petista contou, das origens até agora, com a anuência da ‘esquerda maximalista’ que soldava apoios ao ‘grande líder’ quando julgava necessário e conveniente. Um papel jogado também pelos intelectuais das universidades públicas. Foi assim que o lulopetismo condenou o Brasil a não ver realizada a social-democracia ou o reformismo que poderiam instaurar um novo cenário histórico no país. Em nome do mito e servindo-se dele, o PT bloqueou a afirmação de uma esquerda democrática, defensora das reformas e aberta ao novo.”

Posição

Deputado federal Marx Beltrão, ontem, na AMA: “Sempre deixei claro desde o início do meu mandato como deputado do desejo de disputar o Senado Federal. Continuo lutando por esse espaço e sou pré-candidato ao Senado. Sempre estarei junto ao governador Renan Filho independente de qualquer situação.”

Do peito

Fábio Farias deixou o Gabinete Civil, oficialmente, a fim de se colocar à disposição de Renan Filho para qualquer eventualidade. Vice-governador, deputado federal, de novo suplente de senador… Essas são as alternativas para ele. O importante é que, com o seu gesto, Fábio reafirma sua fidelidade aos Renans Calheiros.

Tempo de espera

O deputado federal Rodrigo Cunha decidiu ficar no PSDB. “Nos próximos 15 dias”, como ele próprio estipula, pretende tomar uma decisão em relação a uma candidatura. A coisa caminha mais no sentido de uma disputa à Câmara dos Deputados. Mas a pressão interna é grande para ele aceitar a disputa pelo governo do Estado.

Ilhado

Os Renans Calheiros alcançaram o que queriam: isolaram politicamente Benedito de Lira. O senador do PP corre o risco de concorrer à reeleição sem uma chapa majoritária completa. Situação que dificulta, e muito, as chances de renovar o mandato. A não ser que consiga um “laranja”. Vitória do Palácio República dos Palmares.

Podemos

De última hora, o empresário Álvaro Vasconcelos arranjou um partido para chamar de seu, Filiou-se ao Podemos e foi logo assumindo a presidência da legenda. O advogado Omar Coelho, que era o presidente, aceitou ficar como vice. Álvaro articula, agora, uma composição que possa lhe garantir vaga na Câmara dos Deputados.

Respaldo

O senador Benedito de Lira apresentou relatório na Comissão de Constituição e Justiça com parecer favorável à indicação do ministro Humberto Martins, do STJ, para o Conselho Nacional de Justiça. O presidente da CCJ, senador Antônio Anastasia, concedeu vista coletiva do relatório, após o que será marcada a sabatina.

Bravata

Do ex-presidente Lula: “Eu quero saber quantos dias eles vão me deixar preso. Quanto mais dias eles me deixarem lá, mais Lulas vão nascer neste país. Não adianta eles tentarem fazer com que eu pare. Eu não pararei porque não sou mais um ser humano. Eu sou uma ideia, uma ideia misturada com a ideia de vocês.” 

*A campanha “Preciso Viver”, da Rede Feminina Nacional de Combate ao Câncer, Dia Mundial de Combate ao Câncer, será lançada hoje em audiência pública promovida pela vereadora Tereza Nelma. Às 9 horas, na Câmara Municipal de Maceió,

* O cidadão pode transferir, atualizar ou emitir o título eleitoral até 9 de maio em tempo de participar das eleições de 2018. O eleitor que completa 18 anos até 7 de outubro, dia do 1º turno, também precisa emitir o seu título eleitoral até 9 de maio.

*Depois de abrir a exposição “As Cores de Eduardo Ruiz”, no Complexo Cultural Teatro Deodoro, Eduardo Ruiz apresenta o monólogo “Aquário de Espelho, no Teatro de Arena Sérgio Cardoso, anexo ao Deodoro, Hoje, a partir das 19h30m. A entrada é gratuita.

*Hoje, 19 horas, o Sebrae Alagoas vai promover palestra sobre como utilizar estratégias de gestão focada em utilização adequada de recursos como energia e água. O evento se destina a empreendedores de micro e pequenas empresas e ocorrerá na sede do Sebrae,

*O Programa Ronda no Bairro completa hoje um mês de atuação nas áreas comerciais da orla de Maceió. Para comemorar, haverá atividade no Corredor Vera Arruda, às 18 horas, com a banda Tome Xote, e apresentação do grupo de coco de roda Sensashow.

* Domingo passado foi dia de dupla comemoração dos Renans Calheiros. Explica-se o senador e o governador são torcedores do CSA, que ganhou de 2×0 do CRB, e do Botafogo do Rio de Janeiro, que eliminou o Vasco da Gama na cobrança de pênaltis.

“O arcebispo de São Paulo lamenta a instrumentalização política do ato religioso”

Dom Odilo Pedro Scherer

Arcebispo de São Paulo, explicando que o ato ecumênico no showmício de Lula, sábado, foi fora da jurisdição da sua arquidiocese