Blog do Dresch

10 de Abril de 2018

Governadores prestam solidariedade a Lula   

 

Governadores do Nordeste estarão hoje na sede da Polícia Federal em Curitiba para prestar solidariedade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, detido desde sábado. O governador de Alagoas, Renan Filho, confirmou presença assim como outros sete governadores. Apenas o governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB) não havia se manifestado, mas como seu partido deve se aliar ao PT nas próximas eleições, ele também deverá estar na capital paranaense. Mesmo que não tenham acesso ao ex-presidente os governadores irão ao local prestar a solidariedade da região a Lula. O governador do Ceará, Camilo Santana (PT) foi quem tomou a iniciativa de unir os chefes dos estados nesta visita a Curitiba.

Barbosa se filia ao PSB

Após muitas negociações, e dizem, exigências, o ex-presidente e ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, se filiou ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). A direção nacional do partido garante que a filiação não significa que Barbosa seja candidato é Presidência da República neste ano. De acordo com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, o partido só definirá em julho se terá um representante disputando as eleições presidenciais. A tese de lançar o ex-presidente do STF na disputa pelo Palácio do Planalto é defendida com entusiasmo pela bancada do PSB na Câmara, mas sofre resistência de algumas alas do partido. É o caso do vice-governador de São Paulo, Márcio França que apoia o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Perseguição implacável

A ex-presidente Dilma Rousseff divulgou uma nota neste Domingo sobre a prisão do ex-presidente Lula afirmando que ele é vítima de “perseguição política implacável”. Diz a nota: “O Brasil assistiu neste sábado, 7 de abril, a um dos mais tristes episódios de sua história: a injusta e cruel prisão de Luiz Inácio Lula da Silva, o mais importante líder político brasileiro desde a redemocratização do país, reconhecido mundialmente pela sua imensa capacidade de promover a inclusão social e fazer política em benefício dos mais necessitados”. E mais: “Lula tonou-se um preso político, vítima de uma perseguição implacável de seus adversários, que lançam mão do lawfare para calá-lo e destruí-lo, no esforço de desqualificar seu papel perante a história e o povo brasileiro”.

Perseguição implacável 2

A nota de Dilma trata ainda do papel da imprensa (parte dela). “A mídia brasileira golpista tenta, de forma vergonhosa, negar-lhe a condição de preso político.  Assim como negou a ocorrência do Golpe de 2016 e finge não enxergar a ascensão do fascismo no País, e a violência da extrema direita. O país segue dividido, diante de uma escalada fascista e perigosa, com o risco de implantação, em definitivo, de um Estado de Exceção. Lula foi preso porque é o líder da corrida presidencial. Querem impedi-lo de reconquistar pelo voto direto e popular a Presidência da República”.

Aplicativo para acionar PM

A população do município de Arapiraca dispõe agora de uma ferramenta que deve tornar mais ágil e eficaz o trabalho policial. Trata-se do aplicativo 190, lançado no último sábado na sede do 3º BPM em Arapiraca. Como este batalhão servirá de modelo para a prática do aplicativo, o seu alcance atenderá apenas ao município de Arapiraca, mas em breve, deverá ser estendido a todo o Estado. Com o peso de 18,9 MB, o aplicativo necessita da utilização de GPS e conexão com internet. O usuário terá de fazer o Download pelas plataformas IOS ou Android, além de um cadastro obrigatório.

Troca-troca no Governo

O ministro Moreira Franco, que vinha ocupando a Secretaria-Geral da Presidência, vai assumir a pasta das Minas e Energia, que estava vaga com a saída de Fernando Coelho Filho, candidato à reeleição para deputado federal por Pernambuco. Moreira Franco é um dos homens de confiança e mais próximos do presidente Michel Temer e ainda é o secretário-executivo do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI). Uma nota sucinta, confirmando a nomeação de Moreira Franco, foi divulgada pela secretaria de Imprensa da Presidência da República.

Troca-troca no governo 2

Terminou no último sábado o prazo de desincompatibilização para os ministros que estiverem interessados em concorrer na próxima eleição. Deixaram o governo: Ricardo Barros (PP), Ministério da Saúde; Maurício Quintella (PR) Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil; Mendonça Filho (DEM) Ministério da Educação; Marx Beltrão (MDB) Ministério do Turismo; Osmar Terra (MDB) Ministério do Desenvolvimento Social; Fernando Coelho Filho (MDB) Ministério das Minas e Energia; Leonardo Picciani (MDB) Ministério do Esporte;  Sarney Filho (PV) Ministério do Meio  Ambiente; Helder Barbalho (MDB) Ministério da Integração Nacional e Henrique Meirelles (PSC) Ministério da Fazenda.

 

 

  • A Rádio Palmares uma das mais importantes emissoras do Estado, vai migrar em breve para a faixa FM, ocupando uma nova frequência, em 106,9 Mhz.
  • Para tanto foi assinado, semana passada na Sala do Radiodifusor, no Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação, o Termo Aditivo de Contrato de Concessão, para a migração.
  • Presentes na oportunidade, Dionísio Barsi, diretor do Grupo Marquise, o superintendente da Rede Tambaú de Comunicação (RTC), André Vajas (ex-diretor do Grupo Pajuçara de Comunicação).
  • A partir do processo de migração, a Rádio Palmares FM passará a dispor de maior alcance no Estado, melhor qualidade de som e facilidade para sintonia em dispositivos móveis sem qualquer tipo de interferência.