Blog do Dresch

29 de Março de 2018

Pastor é denunciado por ofender vereadora assassinada

Reconhecido pela falta de critério em de suas afirmações, e pela ausência de bom senso, o deputado pastor Marco Feliciano (Pode-SP) vai responder a uma representação na Procuradoria Geral da República. Ele foi acionado por parlamentares do PSOL por ter feito comentários inadequados e caluniosos contra a vereadora assassinada Marielle Franco, no programa radiofônico Pânico, da Jovem Pan. O partido também vai entrar com uma representação contra Feliciano na Comissão de Ética da Câmara. O PSOL argumenta que o deputado incentivou simbolicamente a execução dos militantes de esquerda.

Pastor só fala bobagem 2

Na entrevista citada, Feliciano comentou que Marielle era só “mais um número na estatística dos assassinatos no País”, e que a vereadora fazia discursos incentivando que os traficantes usassem as metralhadoras contra policiais, uma das calúnias e asneiras publicadas na internet e que foram retiradas por decisão da Justiça. “Parlamentar e magistrado entrar neste campo sujo da internet, da calúnia, é inadmissível. Quanto mais a função pública você exerce, maior a sua responsabilidade com o que diz, quando ofende, macula a memória de alguém” disse o deputado do PSOL do Rio de Janeiro, Chico Alencar. Para ele, Feliciano abusou das prerrogativas de parlamentar.

 

Privatização custará 21 bilhões

A Eletrobrás atualizou o custo de liquidação das suas distribuidoras, caso a privatização não seja bem-sucedida, para R$ 21,553 bilhões.  A projeção está nas notas explicativas do balanço de 2017. Antes a previsão da companhia era de R$ 17,7 bilhões. A Eletrobrás considera a liquidação das distribuidoras um cenário “remoto”. Mais da metade prevista seria o custo da Amazonas Distribuidora (R$ 13,4 bilhões), depois aparece a Ceron de Rondônia com R$ 3,5 bilhões. A Cepisa do Piauí teria um custo de R$ 1,74 bilhão e a Ceal (Eletrobrás Alagoas) R$ 1,34 bilhão. A de Roraima custaria R$ 834 milhões e a Eletroacre, R$ 665 milhões. Foram utilizadas diversas premissas como uma multa de 50% do FGTS estimado para cada distribuidora, que seria incluída no resultado final.

Bancos padronizam cobrança

Já está em vigor a determinação da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) que estabelece que boletos vencidos com valor acima de R$ 800 podem ser pagos em qualquer banco. A decisão faz parte de uma nova plataforma de cobrança, que está sendo implantada de forma escalonada, sendo que a partir de maio (26) será aceita a quitação do boleto em atraso com valor a cima de R$ 400 e até setembro todo o processo estará concluído. O novo tipo de cobrança permite a identificação do CPF ou do CNPJ do pagador, que segundo a Febraban, facilita o rastreamento de pagamentos. Ao quitar o boleto, o próprio sistema verifica as informações. Se os dados do boleto coincidirem com os da plataforma, a operação é validada.

Bancos padronizam cobrança 2

O sistema de boleto de pagamento foi criado em 1993 com o início do procedimento de compensação eletrônica. A avaliação do setor bancário, é de que após 25 anos de funcionamento o sistema necessitava ser modernizado. Entre os benefícios da nova plataforma está a permissão para pagamento o boleto após o vencimento em qualquer agência bancária, sem risco de erros nos cálculos de multas e encargos. A Febraban optou pela convivência, durante um período, entre o modelo antigo e o novo. Assim como o novo está sendo implantado em várias fases, o cronograma de desligamento do sistema antigo também está sendo feito de forma escalonada.

Corrupção eleitoral na mira

O Fórum de Combate à Corrupção em Alagoas (Focco-AL) incluiu entre suas atividades para este ano de 2018 o combate à corrupção eleitoral, sem deixar de lado, no entanto, o trabalho de fiscalização aos Portais de Transparência e a aplicação correta dos recursos do Fundef. “Vamos dar continuidade ao nosso trabalho de combate a todas as formas de corrupção, porém neste ano de 2018, vamos dar destaque ao enfrentamento da corrupção nas eleições” justificou o coordenador do Foco em Alagoas, Gustavo Santos. A entidade pretende desenvolver ações de conscientização da população, chamando a atenção para a importância do voto limpo, consciente.

 

Corrupção eleitoral na mira 2

Ainda de acordo com o coordenador do Focco “a campanha de conscientização será feita primeiramente nas redes sociais, onde a informação alcançará um maior número de eleitores em um menor espaço de tempo, mas a ideia é partir para o corpo a corpo com a população. Porque é essa mesma população que precisa ter a percepção, a prevenção e a participação no combate à corrupção. Só a união de forças pode enfrentar este mal que afeta todo o país e traz prejuízos a todos nós” afirmou Gustavo. Ele defendeu ainda um intercâmbio com outras entidades e movimentos sociais que possam unir forças para o combate à corrupção no Brasil.

 

 

  • O físico britânico Stephen Hawking, falecido no último dia 14 de março, apresentou duas semanas antes de sua morte, um estudo em que estabeleceu as bases teóricas da existência de um universo paralelo, e previu o fim da existência do nosso universo.
  • Segundo o jornal The Sunday Times, Hawking foi coautor de um trabalho matemático cujas últimas revisões foram aprovadas em 4 de março. O estudo será publicado em uma revista científica após a aprovação final.
  • A investigação revelou de que maneira a humanidade poderia detectar a evidência experimental do chamado multiverso (múltiplos universos), indicando as ferramentas matemáticas para que uma sonda espacial seja capaz de descobrir sua existência.
  • Além disso também foi previsto que o destino final do nosso universo é desaparecer eventualmente na escuridão, à medida que todas as estrelas esgotarem energia.