Blog do Dresch

24 de Março de 2018

Agricultores familiares ganharão 148 tratores

Governo distribuirá tratores

A agricultura familiar de Alagoas será atendida em uma das suas principais reivindicações. O Governo do Estado vai destinar 148 tratores com implementos agrícolas ás prefeituras, cooperativas, sindicatos e associações. Segundo o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Antônio Santiago “trata-se de uma ação importante para gestores e pequenos produtores rurais, e que beneficiará diretamente milhares de agricultores familiares”. Segundo ele, o Governo investiu R$ 14,6 milhões, provenientes do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), em uma demonstração de apoio para o aumento da produtividade no campo, e na qualidade final do produto a ser fornecido para o consumo.

Governo distribuirá tratores 2

A distribuição de tratores e implementos agrícolas permitirá ainda, além do processo produtivo, o manejo e preparo adequado do solo, os tratos culturais desde o plantio até a colheita. Vale destacar ainda que o uso da tecnologia na condução das áreas destinadas a produção de forragens e grãos, em especial o uso da mecanização, que vai permitir maior padronização do plantio, adubação, manejo, garantindo maior produtividade por área e maior taxa de retorno nas propriedades. No ano passado, o Governo distribuiu 75 tratores e também equipamentos agrícolas, e foi possível constatar o aumento na produtividade e na qualidade agrícola.

 

Defesa de Lula comemora

A decisão do Supremo Tribunal Federal, que impediu que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva receba ordem de prisão antes da conclusão do julgamento, foi comemorada pela defesa do ex-presidente. “É uma decisão correta de resguardar o direito do paciente, até que o STF possa concluir o julgamento” disse o advogado Cristiano Zanin Martins. Na próxima sessão em 4 de abril, o Supremo votará o pedido do líder petista de permanecer em liberdade até que se esgotem todos os recursos contra a condenação que recebeu da lava jato. Outro advogado de Lula, o ex-ministro Sepúlveda Pertence, considerou inegável a concessão da liminar pelo STF e que resta agora esperar a decisão de 4 de abril. A defesa do Lula, foi feita pelo advogado Roberto Batochio (ex-presidente da OAB) e foi elogiada por diversos ministros. Ele assumiu o posto, que seria de Sepúlveda Pertence, na defesa oral do ex-presidente.

Apagão foi erro de programação

O ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, afirmou que uma das possibilidades do apagão ocorrido na quarta feira e que atingiu todas as regiões do país, especialmente o Norte e Nordeste, é que tenha se dado em razão de um erro de programação que derrubou uma linha de transmissão de Belo Monte. O ministro disse que foi informado pelo Operador Nacional do Sistema (ONS) de que no momento da perturbação, a carga da linha, de 2 mil Megawatts (MW), dobrou para 4 mil MW. A linha estaria ajustada para uma carga de no máximo 3,7 mil MW. A queda de energia que deixou cerca de 70 milhões de pessoas sem energia, aconteceu em um linhão operado pela empresa chinesa State Grid, que entrou em operação em dezembro do ano passado.

Apagão foi erro de programação 2

Questionado se o problema poderia ter ocorrido em razão do equipamento da empresa chinesa, Fernando Coelho afirmou que somente após a apuração do ONS haverá uma resposta efetiva. “Eu não sei se foi o equipamento, se foi falha técnica ou falha humana. Isso a ONS vai descobrir e nós vamos saber quando houver um relatório mais técnico” disse o ministro. Acrescentou ainda que “ o ONS vai ter dez dias para averiguar as causas do problema e se teve algum tipo de mecanismo de defesa que era para funcionar e não funcionou, essa é a resposta que esperamos ter em dez dias no máximo” disse Coelho.

O custo econômico da água

Uma pesquisa inédita divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelou que a economia brasileira consome seis litros de água, para cada R$ 1 de renda gerada (valor adicionado bruto). O chamado “indicador de intensidade hídrica de consumo, tem grande variação de setor para setor. Na agropecuária o volume de água consumido para gerar R$ 1, é de 91,58 litros, segundo a pesquisa. Já para o setor de eletricidade e gás, é necessário apenas 1,18 litro. “O agronegócio demanda muita água por causa do consumo pelos animais e também porque os alimentos consomem essa água. Já as hidrelétricas usam muita água para gerar energia, mas essa água não é consumida, ela volta para a natureza” explica o IBGE.

O custo econômico da água 2

Ainda de acordo com a pesquisa do IBGE, a agropecuária consumiu 23,7 bilhões de metros cúbicos de água em 2015, o maior volume dos setores. O setor faz pouco uso da rede de água e de esgoto. A água utilizada é basicamente retirada da natureza, sejam rios, lagos ou chuvas. O valor da produção de água de distribuição e serviços de esgoto foi R$ 42,5 bilhões, sendo a água de distribuição responsável por 67,2% do total. O custo médio por volume de água distribuída e serviços de esgoto da economia foi de R$ 2,49 por metro cúbico.

 

  • O espetáculo da Paixão de Cristo, encenado na Cidade de Maria, em Craíbas, será apresentado em sessão única, nesta segunda-feira (26).
  • A encenação, que envolve 250 atores e figurantes acontece a partir das 19h, naquele que é considerado o maior complexo teatral ao ar livre do mundo, no povoado de Folha Miúda, zona rural de Craíbas.
  • A entrada é gratuita, sendo que os organizadores solicitam que cada pessoa leve 2 kg de alimentos não perecíveis, que posteriormente serão doados para comunidades acolhedoras de dependentes químicos.
  • Ao todo são 12 palcos com 300 m2, com capacidade para 20 mil pessoas. O estacionamento tem espaço para 2000 ônibus, 5.000 caros de passeio e 10 mil motos.