Edmilson Teixeira

7 de fevereiro de 2018

Rio Largo

Na última quinta-feira o Conselho de Sentença da 8ª Vara Criminal da Capital absolveu,  por clemência, os irmãos Carlos Jorge Cardoso da Silva e Alexandre Cardoso da Silva, ex-vereador de Rio Largo. Eles foram acusados da intelectual do homicídio de Valdiano José da Silva, em fevereiro de 2005, na Mata do Rolo.

Quadrilha

Os jurados reconheceram a materialidade e a autoria do crime de homicídio, cometido em fevereiro de 2005, em Rio Largo, mas decidiram pela absolvição dos réus. Quanto ao crime de formação de quadrilha ou bando armado, os réus foram considerados culpados, porém o magistrado reconheceu que o crime estava prescrito e a punibilidade extinta.

Desaforo

Os acusados Carlos Jorge e Alexandre Cardoso, conhecidos como Jorge Pagão e Júnior Pagão, tiveram o júri popular desaforado para a Comarca da Capital para garantir a imparcialidade do julgamento, já que várias pessoas informaram, ao Juízo do primeiro grau, o temor que a população de Rio Largo sentia em relação à família “Pagão”.

Maribondo

Sobre nota publicada ontem nesta Coluna, dando conta de que os cargos comissionados e serviços prestados de Maribondo estão próximos dos três meses sem receber, o  prefeito Leopoldo Pedrosa rebate: desconheço essa informação; pois todos estão em dia. Mas segundo a fonte que nos informou, nem todos estão recebendo, são apenas alguns que estão com esse privilégio.

Capela

A presença do Dimensão Saúde na cidade de Capela criou um clima de satisfação por parte dos moradores. Nas redes sociais, os internautas têm elogiado a atitude do prefeito Adelminho Calheiros, sobretudo pela parceria com a direção da equipe da capital, a fim de representar Capela no Campeonato Alagoano 2018. A moral do gestor cresceu depois que o Dimensão venceu no último domingo o CRB lá no Moreirão.

Porto Calvo

Para auxiliar a segurança pública no combate a bandidagem que cada vez mais se alastra em Porto Calvo, foi que na segunda-feira, a 2ª Vara da Comarca daquela cidade  entregou um drone ao 6º Batalhão da Polícia Militar de Alagoas. O equipamento foi adquirido com dinheiro proveniente de um fundo que reúne as prestações pecuniárias decorrentes de transações penais.

Alagoas

Os intercambiastes liderados pela Cooperativa Agropecuária Regional de Palmeira dos Índios, (CARPIL) participaram na segunda-feira, de atividades desenvolvidas no Show Rural em Cascavel no Oeste do Paraná. Trata-se de uma expedição composta por 108 produtores, técnicos, agricultores, mulheres e jovens, que até sexta-feira visitam entidades e empresas que desenvolvem projetos inovadores na agricultura familiar, incluindo Empresas de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), previamente selecionadas.

Programação

Na verdade, para os alagoanos que estão nessa caravana,   promete ser uma semana para inspira renovação, boas safras, boa produção para toda a cadeia do agronegócio, visto que lá acontece a 30ª edição do Show Rural Coopavel, em especial, para a caravana liderada pela Carpil que viajou mais de 4 mil km, a fim de participar do maior evento tecnológico da América Latina.

Oportunidade

Lá em Cascavel, os visitantes alagoanos estão tendo a oportunidade de conhecer a agricultura de precisão aplicada à qualidade da adubação das lavouras de grãos, alimentação alternativa para o gado de leite, o cultivo de plantas medicinais, floricultura, princípios da agroecologia e a condução da fruticultura na pequena propriedade, entre outras atividades. A cooperativa alagoana mantém uma intercooperação com a Coopavel há 21 anos.

Saldo

De acordo com o presidente da Carpil, Luciano Monteiro da Silva, “as etapas anteriores do projeto já deram resultados importantes para agricultura familiar de Alagoas e do Nordeste. Após o show rural  esses participantes passam a gerir a propriedade de uma forma mais produtiva. Por exemplo, a retirada de leite aumentou cerca de 50% depois que a ordenha passou a ser feita duas vezes ao dia (antes era uma só). O aproveitamento da parte aérea da mandioca, que antes ia para o lixo, hoje é utilizado para alimentar animais”.

Elogios  

“A caravana de vocês não representa somente uma caravana. Para nós representa pessoas trabalhadoras em busca do conhecimento. Aqui temos gente que percorre 50 km, na caravana é diferente, vocês percorrem mais de 4 mil km, e fazem uma seleção para que todos os anos, novas pessoas possam conhecer as tecnologias daqui e levar para lá. Temos que ser empreendedores por natureza. Por isso, temos um carinho especial pelo trabalho de vocês e mantemos essa intercooperação há tantos anos”, afirmou o presidente da Coopavel, Dilvo Grolli.

Perfil

A cooperativa alagoana atua desde 1979 e está presente em 37 cidades. Têm 2.642 agricultores familiares quilombolas, mulheres, jovens, povos e comunidades tradicionais cooperados. A Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Saúde de Baixo é uma das 473 associações beneficiárias da Carpil.