Flávio Gomes

7 de Fevereiro de 2018

Narrativas falsas

Cristovam Buarque, senador do PPS/DF: “Criou-se a narrativa da Lei da Ficha Limpa, de que a política acabou com a corrupção, mesmo deixando soltos e elegíveis políticos e juízes que constroem palácios, com dinheiro roubado de escolas, do saneamento, de teatros e da ciência. É também falsa a narrativa de que a cassação dos direitos políticos de um corrupto vai educar o eleitor, quando poderá até acomodá-lo. Todos que não forem condenados serão vistos como igualmente bons. Depois do ‘rouba, mas faz’, cairemos no ‘se não rouba, já é bom’, não importando suas prioridades e competência. O Brasil vai continuar igual se não nos educarmos como eleitores. Quando se discutia a Lei da Ficha Limpa, defendi que o ‘ficha-suja’ deveria poder ir à campanha como os cigarros vão à venda, com o aviso de que ‘este candidato foi condenado por corrupção e faz mal à saúde nacional’. A Justiça condenaria, mas caberia ao eleitor cassá-lo nas urnas. Não se tiraria a soberania do povo e certamente educaria melhor o eleitor. Mas não foi assim que a lei foi aprovada, com apoio dos que não aceitaram a sugestão e, hoje, reclamam dela. A Lei da Ficha Limpa deu à Justiça o poder de condenar e cassar. Vamos ter de conviver com ela, esperando educar o eleitor por outros meios, mas alertando que acreditar plenamente em narrativas falsas não educa.”

Faixa própria

Coligado com Omar Coêlho (Podemos) candidato ao governo, Alfredo Gaspar de Mendonça ficará em situação confortável se disputar o Senado: com boa imagem pelo trabalho na Segurança Pública e no Ministério Público, teria eleitores também dos grupos de Renan Filho (MDB) e Rui Palmeira (PSDB).

Voto duplo

Em recente entrevista à TV Mar o deputado federal Maurício Quintella (PR/AL), ainda ministro dos Transportes, garantiu que pretende mesmo ser candidato a senador. Disse, ainda, que o seu primeiro voto para o Senado será de Benedito de Lira. Convém lembrar que este ano serão disputadas duas vagas ao Senado.

Perfil

Senador Fernando Collor (PTC/AL), ao se colocar, ontem, na disputa pela Presidência da República, como democrático progressista e liberal: “Um centro democrático que não mais se prenda ideologicamente a meros rótulos da esquerda ou da direita. Um centro que promova a interação entre o setor público e o setor privado.”

Realidade

É incontestável o aumento da violência em Alagoas. Basta ver os dados oficiais sobre a escalada de homicídios: em 2015 foram 1.812; em 2016, 1.878; em 2017, 1.913. No último ano houve uma média de 5,2 homicídios por dia, incluindo capital e interior. Um dano considerável ao discurso do governador Renan Filho.

Questionamento

Voney Malta, site “Cada Minuto”, e o caso Neguinho Boiadeiro: “Estivesse o governador efetivamente preocupado com o caso teria tomado a frente para cobrar celeridade e dar esclarecimentos à opinião pública. Ao contrário – certamente orientado por seus assessores, evita se aprofundar sobre esse tema quando questionado.”

Reivindicação

O presidente do Sindicato Rural de Maceió, Álvaro Vasconcelos, recebeu o ministro do turismo, Marx Beltrão. Discutiram a implantação da Embrapa na cidade. “A seca vem se tornando constante nos últimos cinco anos e está contribuindo para a crise na agropecuária, por isso a importância desse novo centro de pesquisa”, alega.

Opinião

Gaudêncio Torquato: “A imagem da mulher de olhos vendados, carregando em uma mão a balança e em outra a espada, traduz a aplicação da justiça para todos, ou seja, não deve haver distinção entre simples e poderosos. A balança significa o instrumento para ‘pesar’ o direito de cada um e a espada é a ferramenta para defender o que é justo.”

 

*Os povos indígenas de Alagoas participarão, durante fevereiro, de um circuito de oficinas visando a construção de textos dissertativos. Iniciativa do reitor da Uneal, Jairo Cambos, que hoje abrirá a programação na Aldeia Aconã, no município de Traipu.

*A contradição entre o religioso e o pagão e entre o sagrado e o profano compõem o tema da exposição “Carnelevarium Prazeres da Carne”, no Complexo Cultural Teatro Deodoro. A abertura ocorre hoje, às 19h30m. A mostra fica em cartaz até 29 de março.

* Estão abertas até 16 de março inscrições para cursos profissionalizantes do Pronatec Voluntário, modalidade Educação a Distância, para pessoas de baixa renda inseridas no CadÚnico. Inscrições na Secretaria Municipal de Assistência Social.

* O prazo de inscrições para o Edital Pauta Aberta, de ações no palco do teatro do Centro Cultural Arte Pajuçara, permanece aberto até 9 de fevereiro. A iniciativa é da Prefeitura de Maceió, por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac).

* O primeiro pagamento é só em março, mas quem já quiser emitir as guias do IPTU 2018 basta acessar o site www.maceio.al.gov.br, clicar no menu à direita “Emissão de Guias” e preencher os dados. Os carnês chegarão também pelos Correios.

* Os maceioenses que preencherem os requisitos para isenção de IPTU podem fazer a solicitação à Secretaria Municipal de Economia, nas Centrais Já do Maceió Shopping e Pátio Shopping Maceió ou no Já do Shopping Farol. O prazo final é 30 de abril.

*Os clubes alagoanos estréiam hoje na Copa do Brasil, em disputas únicas: às 20h30m (de Alagoas), União Rondonópolis (MT) X CRB e Corumbense (MS) X ASA; às 21h30m (de Alagoas), Manaus (AM) X CSA. Quem passar de fase ganha R$ 600 mil.

“A palavra fugir não existe na minha vida”

Luiz Inácio Lula da Silva

Ex Presidente da República, ao negar que pretenda deixar o Brasil para evitar a prisão