Blog do Dresch

11 de Janeiro de 2018

Judson deixa o PT após 33 anos de militância

                   O ex-deputado e atual diretor-presidente do Serveal (Serviços de Engenharia do Estado de Alagoas), Judson Cabral assegurou que está ingressando no PDT. Ele confirmou a sua ida, atendendo a um convite feito pelo líder do partido no estado, deputado Ronaldo Lessa. Judson deixa o Partido dos Trabalhadores depois de militar por mais de três décadas na sigla, com vários mandatos na Câmara Municipal de Maceió e também na Assembleia Legislativa. Ele reafirmou os laços de amizade com Lessa e destacou também a identidade ideológica que tem com o partido brizolista.

Judson se filia ao PDT 2

                   Judson deixa o PT sem qualquer mágoa, nem com a sigla e muito menos com seus companheiros. “Militei com muito orgulho no PT estes anos todos e ajudei a fortalecer o partido em Alagoas. Saio para buscar outros objetivos, mantendo as relações de amizade com todos” afirmou o diretor da Serveal. Ele destacou ainda que em várias etapas da vida pública acompanhou Lessa. “Fui o superintendente de Trânsito, quando ele foi prefeito de Maceió e cheguei a compor sua chapa como candidato a vice prefeito” afirmou. Juntos, Lessa e Judson vão marcar uma data para a filiação do ex-petista ao PDT.

Operador inocenta Lula

                   O operador Milton Pascowitch, colaborador da Operação Lava Jato, afirmou em depoimento à Polícia Federal que é falso o relato do ex-sócio da empreiteira Engevix, Gerson Almada, sobre uma suposta conta de propina na Espanha para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em uma delação do ano passado, o empresário disse ter conhecimento de que o operador controlava uma conta na Espanha em benefício de Lula e do ex-ministro José Dirceu, alimentada com propina proveniente de contratos com a Petrobrás. O sigilo do depoimento do empresário foi levantado no início de Dezembro. Dez dias depois Pascowitch prestou o seu relato e negou as acusações. Ele disse que a afirmação do empresário é “manifestamente inverídica” e que a falsidade pode ser comprovada mediante os extratos das contas apresentadas à Polícia Federal.

Contra os trabalhadores

                   O Ministro Ivens Gandra Martins, presidente do Tribunal Superior do Trabalho, decidiu manter a demissão em massa de 150 professores do Centro Universitário UniRitter/Laureate, que atua no Rio Grande do Sul. Na decisão, o ministro reformou sentença proferida pela primeira instância e validou a norma da reforma trabalhista que dispensa autorização prévia dos sindicatos para que as demissões sejam efetivadas. Gandra aceitou o recurso impetrado pela Universidade privada e entendeu que a decisão proferida pela Justiça do Trabalho de Porto Alegre que impediu as demissões, é ilegal.

Contra dos trabalhadores 2

                   De acordo com o despacho do presidente do TST “impedir a instituição de ensino de realizar as demissões louvando-se exclusivamente no número de demissões realizadas, ao arrepio da lei e do princípio da legalidade, recomenda a intervenção da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho” assinalou. O Sindicato dos Professores disse que tomará as medidas cabíveis para derrubar a decisão do ministro, e defendeu um processo de negociação para solucionar o impasse. A Universidade declarou que está “absolutamente segura” quanto a legalidade das decisões.

Começa a colheita do arroz

                   Está marcada para a manhã de hoje, no município de Igreja Nova, o início da colheita do arroz na região do baixo São Francisco, relativa à safra 2017/2018. A colheita terá início pelo Projeto Irrigado de Boacica, e a expectativa é de que alcance 24 toneladas de arroz, em uma área plantada de três hectares. Essa produção supera a média nacional, que é de 6,1 toneladas por hectare. Isso graças a qualidade das sementes distribuídas pelo Governo do Estado, aliada a qualidade da água na irrigação e aos tratos adotados pelos rizicultores dos perímetros irrigados dos Projetos Boacica e Itiúba.

A reincidência do campeão

                   Flagrado mais uma vez em um exame antidoping surpresa, realizado pela Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA), o lutador Anderson Silva se disse otimista em relação ao flagrante, garantindo que em breve estará de volta ao octógono. Anderson foi pego em teste antes da luta que faria contra Kelvin Gastelum, no UFC China, em Novembro do ano passado. Não existe informação sobre qual a substância foi encontrada no exame. Foi o quarto exame antidoping positivo na carreira de Anderson Silva. Em 2015 o lutador brasileiro foi flagrado três vezes em um mês (em um exame fora do período de competição e em duas amostras colhidas por laboratórios diferentes no dia da luta contra Nick Dias). Acabou pegando um ano de gancho.

  • O governo federal formalizou esta semana, a extinção de 60,9 mil cargos da administração pública, que já estão vagos ou dependeriam da realização de um novo concurso.
  • O decreto do presidente Michel Temer, com detalhes sobre os cargos que serão extintos em diversos órgãos, foram publicados na edição de ontem do Diário Oficial da União.
  • A extinção dos cargos vagos atinge agentes administrativos dos ministérios, odontólogos, auxiliares de enfermagem e agentes de saúde pública da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), onde deixarão de existir cerca de 5 mil cargos.
  • Também vão desaparecer cargos de funções que não são mais exercidas como datilógrafos, agente de microfilmagem e perfurador digital, que são quadros da Imprensa Nacional.
  • Segundo o Ministério do Planejamento, como os postos já estão desocupados, a extinção não vai gerar nenhum impacto econômico, porém evitará o aumento de gastos no futuro.