Blog do Dresch

29 de dezembro de 2017

Ministério libera R$ 46 milhões para viaduto

Conhecido popularmente como o “Viaduto da Polícia Rodoviária Federal”, a obra em andamento no entroncamento das BRs 101 e 316, recebeu mais R$ 46,2 milhões, liberados pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. “Com estes recursos a obra já recebeu R$ 63 milhões” explicou o ministro Maurício Quintella. Assim, como o empreendimento está orçado em R$ 77 milhões, o trabalho pode ser desenvolvido sem que haja problemas de repasse. Quintella também autorizou a liberação de R$ 5,3 milhões para a dragagem do Porto de Maceió.

Dois milhões de visitantes

Alagoas deve receber, no decorrer de 2017, mais de dois milhões de visitantes, segundo estimativas do segmento turístico. A projeção é simples: Segundo a Infraero, até Novembro o número de pessoas que passaram pelo Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares chegou a 1,8 milhão. Dezembro com suas festas de Natal e Ano Novo, é um dos principais meses do fluxo turístico. Para as festas de Réveillon, estão chegando 40 voos internacionais extras. Os dados finais sobre esta movimentação verificada durante 2017, devem ser divulgados pela Infraero nos primeiros dias de Janeiro. Para o Secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, a estratégia é manter o trabalho de atrair novos voos, promover nossos destinos, qualificar os produtos turísticos e capacitar os prestadores de serviço. Fórmula simples e eficiente.

Ordenamento do e-commerce

Já está vigorando a Lei 13.543 que traz novas exigências na apresentação de produtos nos sites de comércio eletrônico. A partir de agora, o preço dos produtos postos à venda no site, devem ser colocados à vista, de maneira ostensiva, junto da imagem ou dos artigos de descrição dos serviços. Essas fontes devem estar legíveis e não inferiores ao corpo 12. A Lei é um detalhamento do Código de Defesa do Consumidor que também trata dos requisitos a serem seguidos pelos vendedores como a disponibilização de informações corretas e claras quanto aos produtos, incluindo preço e características.

Ordenamento do e-commerce 2

O Ministério da Justiça argumenta que a lei será um importante instrumento para facilitar a busca de informações pelos consumidores nesse tipo de comércio. Para a diretora do Departamento de Proteção ao Consumidor do Ministério, Ana Carolina Caran, “hoje em dia temos dificuldades de conseguir essas informações porque há produtos em sites ou plataformas sem preço. Isso já era vedado pelo Código de Defesa do Consumidor, e essa lei veio para deixar tais obrigações mais claras, garantindo o direito à informação para quem compra” afirmou.

SUS doará remédio contra HIV

Um medicamento que impede a propagação do vírus HIV na corrente sanguínea, indicado nos Estados e na Europa como antirretroviral, estará disponível nos próximos dias para pacientes do SUS nos Estados de todo o país. O comprimido, fabricado por um grupo americano, já era indicado para o tratamento de soropositivos como parte do coquetel de Aids. A novidade é que o medicamento poderá ser utilizado também por quem nunca entrou em contato com o vírus, mas pode estar exposto a ele em uma relação sexual. É o caso, por exemplo, de profissionais do sexo. Mas é bom lembrar que o remédio não protege o usuário contra outras infecções transmitidas sexualmente.

SUS doará remédio contra HIV 2

A distribuição do remédio pelo SUS vai priorizar 7 mil pessoas com mais de 18 anos, consideradas grupos de risco de contaminação, incluindo profissionais da saúde, homens que se relacionam com homens, transexuais e casais sorodiscordantes – quando um dos parceiros é portador do HIV e o outro não.  Antes do início da terapia, no entanto, é necessário fazer exames, já que o fármaco é contraindicado para pessoas com doenças renais e desgaste nos ossos. Maceió não está incluída entre as primeiras capitais a receber o medicamento, destinado inicialmente a Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Manaus e São Paulo.

Trump corta verba da ONU

Os Estados Unidos anunciaram esta semana uma redução de US$ 285 milhões da sua contribuição para o orçamento da Organização das Nações Unidas (ONU), para o biênio 2018-2019. O corte foi divulgado pela embaixadora do país na ONU, Nikki Haley. A alegação é de que a ONU tem administrado o orçamento com “ineficiência na gestão dos recursos por parte da entidade é notória” e Washington não deixará que ela “se aproveite da generosidade do povo americano”. O governo do presidente Donald Trump adotou um tom crítico em relação às Nações Unidas e até já anunciou sua saída da Unesco, um dos principais “braços” da ONU, a quem acusa de ter “um viés anti-Israel”.

  • Uma excelente notícia que chega do Complexo Penitenciário de Alagoas, diz respeito à produção obtida na Horta cuidada por detentos. A produção é ampla e dá uma contribuição importante para o consumo alimentar da Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social.
  • São 30 detentos que cuidam dos nove hectares da horta. Ali planta-se várias culturas como abóbora, berinjela, beterraba, cenoura, além dos produtos tradicionais como alface, coentro, cebolinha e outros. Além disso, quatro tanques para piscicultura, garantiram mais de 300 quilos de Tilápia em 2017.
  • Neste ano a produção ultrapassou 30 toneladas de alimentos sadios, produzidos sem a utilização de agrotóxicos.
  • Além de melhorar a qualidade da alimentação no Complexo, a horta traz ainda outros benefícios para os reeducandos como remição da pena e auxílio financeiro.
  • Eles ainda têm a oportunidade de qualificarem-se, através de diversos cursos ministrados para aprimorar as técnicas do trabalho agrícola.