Flávio Gomes

22 de dezembro de 2017

Com STF omisso, Gilmar manda

Jornalista Kennedy Alencar, em seu blog: “Há um confronto aberto no Poder Judiciário. Gilmar Mendes considera que ocorrem excessos da Lava Jato no uso de prisões preventivas. Ele avalia que a força-tarefa da Lava Jato e o juiz Sergio Moro recorrem a alongadas prisões em Curitiba. Ele tem razão nesse ponto. O ministro fez comentários contra as prisões preventivas da Lava Jato em julgamentos no plenário do Supremo, dizendo que o tribunal deveria enfrentar tal questão. Isso seria importante, porque uma decisão do plenário daria um rumo ao Supremo Tribunal Federal e evitaria decisões individuais sobre um tema delicado. Gilmar Mendes também é um crítico das conduções coercitivas e da possibilidade de prisão após sentença de um tribunal, que é um órgão colegiado. A presidente do STF, Cármen Lúcia, tem evitado levar a julgamento um processo que pode resultar na mudança de entendimento em relação à prisão em segunda instância. No caso da proibição de conduções coercitivas, Gilmar Mendes disse que liberou o processo para julgamento, que a ação chegou a constar da pauta do plenário, mas acabou não sendo apreciada. Só depois disso, ele decidiu dar a liminar proibindo conduções coercitivas no país em resposta a ações do PT e da OAB. Coisas desse tipo andam acontecendo com frequência porque o Supremo virou um tribunal dividido e sem liderança. Esse é um grave problema para o Judiciário e o país.”

Festejando a vida

Francisco Sebastião de Lima, que ganhou novo coração em março de 1989, é um dos 22 transplantados cardíacos que participarão, hoje, de confraternização organizada pelo médico José Wanderley Neto. Ele e sua equipe já fizeram 41 transplantes, em 28 anos. O encontro, 10 horas, será no Instituto de Doenças do Coração.

Números de hoje

A votação da Reforma da Previdência foi adiada para 2018, mas o placar da bancada alagoana na Câmara dos Deputados parece definido. São a favor da reforma Arthur Lira e os deputados-ministros Marx Beltrão e Maurício Quintella; contra, Ronaldo Lessa, Givaldo Carimbão, Paulão, JHC, Cícero Almeida e Pedro Vilela.

Alto astral

As festividades oficiais de Natal em Arapiraca, o “Natal em família”, têm hoje o seu ponto culminante, com show de Daniel, Millane Hora e banda Dona Flô. A partir das 21 horas, no Parque Ceci Cunha. O prefeito Rogério Teófilo consolida, assim, um final de ano positivo, em termos de ações, ampliando sua boa avaliação.

Descaso

Foi decretada situação de emergência em 36 municípios alagoanos, sob a alegação de falta de chuvas. Considerando que em 2017 choveu de maio a outubro, muito acima da média histórica do período, chega-se à conclusão de que houve falha, por omissão ou competência, por parte do governo, ao não acumular tanta água.

Aperto

O projeto da Prefeitura de Maceió para revitalização do bairro de Jaraguá, a partir de incentivo a investimentos privados, foi atacado pelo Ministério Público estadual, assim como havia sido a reativação dos pardais eletrônicos. No interior, prefeitos também se queixam de rigor excessivo do MP em ações administrativas.

Perda de tempo

Nos últimos 30 anos os servidores efetivos do Estado se submeteram a pelo menos 10 recadastramentos para atualização dos seus dados. Em tese, todos deveriam ter apresentado documentos originais da sua vida funcional. Mas há casos em que o Estado não sabe nem como servidores ingressaram em seus quadros.

Opinião

Fernando Segovia, diretor da Polícia Federal, em “Veja”, ao dizer que o ex-Procurador Geral se omitiu em investigar propina a Michel Temer: “Era para ser entregue uma mala de dinheiro por semana. Cadê a segunda mala? E a terceira? Por que Rodrigo Janot resolveu encerrar a investigação antes? Essas dúvidas não foram esclarecidas.”

*O governador Renan Filho e o secretário de Segurança Pública, Coronel Lima Júnior, comandam hoje, em São Luiz do Quitunde, inauguração der mais um Centro Integrado de Segurança Pública. A solenidade será às 10 horas. Foi investido R$ 1,4 milhão.

*Os livros "Hibridismo Cultural Alagoano: o barro de onde viemos", de Ana Cláudia Laurindo, e "Alagoas, poder e sangue", de Odilon Rios, terão relançamento hoje. Às 17 horas, no Café São Brás do Maceió Shopping, em Mangabeiras. Contato: 98871.0198.

*Raridades da música clássica serão executadas em nova edição do projeto Concertos Sesc Partituras. O convidado de hoje é Nícolas Porto Silva, de 20 anos, premiado como revelação no concurso Jovens Músicos. Teatro Jofre Soares, do Sesc Centro, 22 horas.

*A 2ª Mostra de Fotojornalismo e Vídeo de Alagoas está aberta à visitação do público até 15 de janeiro, no Complexo Cultural Teatro Deodoro disponibilizando registros marcantes de 2017. Das 8 às 18 horas, de 2ª a 6ª, e 14 às 17 horas, sábado e domingo.

*A Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos, equipamento da Secult, continua com o serviço de empréstimo domiciliar de livros. Interessados devem preencher cadastro presencial na biblioteca, portando RG, CPF e comprovante de residência.

*Ganha as redes sociais uma nova versão para o caso de acusação de doping contra o jogador Olívio, do CRB. Pelo que se diz no mundo livre da internet, o jogador seria inocente, pois a urina colhida teria sido de um funcionário do clube e não dele.

“O maior aliado de Lula é Michel Temer e o seu governo, contribuindo para maior concentração de renda”

Ney Lopes

Ex-deputado, jornalista e advogado