Blog do Dresch

22 de dezembro de 2017

Bauducco amplia atividades industriais em Alagoas

            A partir do início do próximo ano, a Bauducco, uma das maiores indústrias de alimentos do país, instalará em Maceió um Centro de Distribuição de seus produtos. A informação é do secretário de estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, acrescentando que a empresa deverá gerar 90 empregos diretos e estima-se um faturamento em torno de R$ 200 milhões. Atualmente a indústria trabalha com dois centros de distribuição para as regiões Norte e Nordeste. Um deles na Bahia e outro em Pernambuco. Os dois serão fechados e as atividades transferidas para Maceió. O novo empreendimento deverá entrar em operação no mês de Fevereiro.

Bauducco amplia atividades 2

          O anúncio da instalação do Centro de Distribuição da Bauducco na capital alagoana, foi feito esta semana após uma reunião do secretário Brito com dois diretores da indústria. Além do Prodesin para o setor industrial, Alagoas também disponibiliza uma linha de incentivos com critérios diferenciados e considerada bastante arrojada para os segmentos de atacado e principalmente de distribuição. Atualmente a Bauducco está instalada no município de Rio Largo, na fabricação de biscoitos diversos, atendendo a Região Nordeste com seus produtos.

Casa da Morte vira Centro

        Um acordo de cooperação assinado esta semana pela Secretaria dos Direitos Humanos do Rio de Janeiro com a Comissão da Verdade de Petrópolis, pretende transformar a Casa da Morte em um Centro de Referência do período da ditadura, para que aquele período não seja esquecido. Casa da Morte é o nome pelo qual ficou conhecido um centro clandestino de tortura criado por órgãos da repressão da ditadura militar brasileira (1964-1985) e que funcionou em uma casa da cidade de Petrópolis, região serrana fluminense. No local diversos presos políticos foram torturados e assassinados por agentes do governo. O acordo poderá inclusive fortalecer as investigações referentes à época da ditadura na cidade. Caso seja criado um centro de referência, o local passará a ser uma lembrança de um período no país, que os brasileiros conscientes não querem que retorne jamais.

Maluf vai para Papuda

             O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) deve ser transferido para o Centro de Detenção Provisória do Complexo da Papuda, no Distrito Federal. Ali vai ocupar uma cela, em uma ala destinada a idosos, caso não seja solto pelo ministro Gilmar Mendes, ou consiga obter a transferência para o cumprimento da pena de 7 anos e 9 meses em regime domiciliar. A defesa de Maluf elogiou a transferência do parlamentar, pelas condições mais adequadas em Brasília. “Consideramos a decisão positiva pois o bloco 5 para onde o deputado vai tem condições razoáveis e é melhor que o sistema prisional em São Paulo. Como ele está condenado, não poderia ficar detido na sede da Polícia Federal de São Paulo. Ele vai ficar bem alojado até a definição da prisão domiciliar” assegurou o advogado Antônio Carlos de Almeida Castro.

Uma biblioteca centenária

          A Biblioteca Nacional da Colômbia comemora, esta semana, seus 240 de existência, o que a qualifica como sendo a mais antiga da América do Sul. Ela foi criada e batizada como “Real Biblioteca Pública de Santa Fé”, com 4.700 livros que a Coroa espanhola expropriou dos jesuítas no ano de 1777. Eram exemplares de temas religiosos, de filosofia, de direito canônico, nada contra a moral e bons costumes, explicou um dos coordenadores. Atualmente ela funciona no centro de Bogotá e dispõe de 3,1 milhões de volumes, com todo o acervo produzido na Colômbia, e sobre aquilo que os colombianos escreveram sobre o país, afirmou o especialista Camilo Páez.

Uma biblioteca centenária 2

        Um dos componentes do acervo, considerado dos mais importantes, é a biblioteca do botânico e matemático espanhol José Celestino Mutis, bastante elogiada pelo alemão Alexandre Von Humboldt, durante sua expedição a América no início do século XIX. Também é destaque a mais ampla coleção dos romances de Gabriel Garcia Márquez, traduzidos. Segundo Páez “também temos títulos universais dos primeiros tempos da imprensa: são poucos comparados com uma biblioteca europeia, mas imaginar que um livro destes chegou até aqui, já é uma conquista” assegurou. Da coleção, o livro mais antigo é “Tratado sobre a Verdade de Fé Católica contra os infiéis” de São Tomás de Aquino, impresso em Veneza em 1840.

Operação Rodovida

         A Polícia Rodoviária Federal inicia nesta sexta-feira (22) a Operação Integrada Rodovida que pretende reduzir a violência no trânsito durante o período de férias escolares e também de festas populares como Natal, Ano Novo e até mesmo, o Carnaval. A Operação será desenvolvida até o dia 18 de Fevereiro do próximo ano, sempre de forma integrada, com as ações sendo praticadas também por órgãos de trânsito no âmbito municipal e estadual. A Rodovida consiste na união de esforços dos governos Federal, Estadual e Municipal para o enfrentamento de acidentes e principalmente combater irregularidades mais praticadas pelos motoristas como excesso de velocidade, desrespeito à sinalização, embriaguez ao volante, ultrapassagens perigosas e a falta de itens de segurança especialmente em motocicletas e ciclomotores.

  • Pindoba foi o 47º município de Alagoas a fechar o seu lixão a céu aberto. Agora a população local está livre dos transtornos ambientais causados pelo lixão, e não precisa mais sofrer com as consequências do descarte irregular dos resíduos sólidos.
  • O encerramento contou com a presença do secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Alexandre Ayres, do prefeito Maxuell Tenório e outras autoridades da região.
  • A partir de agra, o município de Pindoba passa a destinar a produção de resíduos sólidos para a Central de Tratamento de Resíduos (CTR) instalada no município do Pilar.
  • O Secretário Ayres elogiou o esforço da Prefeitura de Pindoba em se adequar à legislação atual e ao mesmo tempo trabalhar para oferecer uma melhor qualidade de vida e uma ação sustentável para seus habitantes.
  • O Governo de Alagoas, através da Secretaria do Meio Ambiente, tem trabalhado ao lado dos municípios para a adesão à Política Estadual de Resíduos Sólidos, esclarece Alexandre Ayres.