Edmilson Teixeira

8 de novembro de 2017

Palmeira dos Índios, a bola da vez!

O pobre garoto que nasceu na periferia de Palmeira, sobretudo  sem vínculo algum com as tradicionais famílias políticas (Sampaio, Gaia e Ribeiro) que reinaram o município ao longo de décadas; vem dando um exemplo de administrar. Trata-se de Júlio Cezar, hoje um dos mais afinados prefeitos de Alagoas, que ao longo desses pouco mais de 10 meses de trabalho vem mudando o perfil de uma cidade que até então estava abandonada. Tirou o município do CAUC, e projetos inovadores começam a entrar em cena, principalmente com apoio dos governos estadual e federal.


Rasteira

Mas, para alcançar o posto de prefeito, Júlio Cezar teve que escapar das garras do seu antigo partido, o PSDB. É que o então prefeito James Ribeiro ‘donatário’ da sigla partidária na região, articulava mesmo com Cezar liderando nas pesquisas, aplicar-lhe   uma rasteira, a fim de apontar seu candidato preferido; no caso, a Dra. Verônica.     

Fama midiática

Precavendo uma verdadeira rasteira dentro do PSDB, onde tinha plano para sair candidato a prefeito, Júlio Cezar migrou em tempo hábil  para o PSB fazendo carreira-solo no município, sobretudo embalado pela fama que ganhou no rádio e na TV, depois da campanha para governador; visto que Téo Vilela então no comando de Alagoas, teria lhe usado como bucha de canhão para disputar o cargo pelo partido tucano.

Porto Calvo

Governador Renan Filho e seu pai o senador Renan têm prestado toda uma assistência política ao prefeito de Porto Calvo, David Pedrosa (PMDB) gestor tido como uma das revelações da região Norte. Um hospital de grande porte está sendo construindo por lá, a fim de atender mais de 11 municípios; além de outras ações gerenciadas  pelo estado que vão transformar a histórica cidade num grande polo da região.

Paripueira

Cicero Cavalcante (PMDB) que já foi prefeito nos municípios de Matriz e São Luiz de Quitunde e que atualmente ocupa o cargo de deputado estadual na qualidade de suplente no lugar Olavo Calheiros, o tio do governador Renan Filho, está montando seu ninho político em Paripueira. A meta é concorrer  o cargo de prefeito contra Abrahão Moura, o homem que depois de dois mandatos seguidos à frente da Prefeitura, conseguiu eleger no ano passado Haroldo Nascimento seu então vice.   

Mapa

Lembrando que no ano passado Abrahão Moura conseguiu eleger seu candidato em Paripueira, como também a esposa, Emanuelle em Barra de Santo Antônio. Por sua vez, Cícero Cavalcante colocou na Prefeitura de São Luiz, sua filha mais nova, Fernanda. Para 2018, Abrahão Moura já articula a candidatura da filha, Cibelle, a fim de concorrer a uma cadeira da Assembleia Legislativa.

 

Lixões

Durante reunião de ontem  entre os integrantes do Consórcio Sul, os prefeitos elaboraram projeto que pede  apoio do governo do estado para a construção de aterro sanitário e três áreas de transbordo para receber e destinar os resíduos dos 16 municípios consorciados. “Temos um grande desafio porque há alguns municípios em que a logística eleva os custos finais da tonelada do lixo, encarecendo todo o processo de destinação adequada desses resíduos”, comentou a presidente, Pauline Pereira.

Delmiro Gouveia

Marx Beltrão no seu estilo bem politico, sobretudo na busca de voto para chegar ao Senado, postou um vídeo nas redes sócias anunciando que liberou uma emenda de R$ 2,9 (dois milhões e novecentos mil reais) para a Saúde do município de Delmiro Gouveia. O valor será incluso no orçamento de 2018 e faz parte de uma emenda parlamentar do próprio Marx Beltrão, na qualidade de deputado federal.

Delmiro Gouveia – desnorteado  

Por falar em Delmiro Gouveia, o prefeito  Padre Eraldo que administrativamente anda mais perdido  que cego em tiroteio, recebeu na manhã ontem, líderes do Movimento Sem Terra, personagens que estão com suas tropas acampados no município. O grupo reivindica instalação de água encanada nos assentamentos.

Inhapi

No alto sertão alagoano a Casal marca presença no município de Inhapi,  investindo aproximadamente R$ 6,9 milhões na ampliação e melhoria do sistema de abastecimento.  A empresa garante que esses recursos, foram viabilizados graças à recuperação econômico-financeira alcançada pelo órgão.

Divisão do bolo

Na verdade a Casal montou um plano para 2017, que prevê a aplicação de R$ 100 milhões, sendo R$ 50 milhões de recursos próprios da Casal e R$ 50 milhões provenientes do Tesouro Estadual, beneficiando os 77 municípios operados pela Companhia. Desse montante, R$ 21,3 milhões serão investidos na região sertaneja, que engloba os municípios de Água Branca, Canapi, Delmiro Gouveia, Pariconha, Inhapi, Mata Grande, Olho d’Água do Casado e Piranhas.