Blog do Dresch

7 de novembro de 2017

Secretaria lança fossas agroecológicas no agreste

                 A Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, juntamente com o Instituto Terra Viva, está construindo fossas, que além de possibilitar o tratamento de esgoto, também permite o plantio de árvores frutíferas. Trata-se da fossa agroecológica, como explica o Secretário Antônio Santiago: “As fossas agroecológicas representam aproveitamento agronômico do efluente de esgoto na forma do reuso de água e nutrientes, melhoria da qualidade de vida no campo, além de ganhos ambientais importantes” disse. A fossa é construída a partir de pneus, metralha e areia, que no subsolo funcionam como filtros naturais.

Fossas agroecológicas 2

                 A Secretaria já construiu 61 fossas em municípios do agreste alagoano, como Lagoa da Canoa, Arapiraca e Coité do Noia. Além do tratamento de esgoto, os agricultores podem também utilizar plantas com radiculares rasas, como banana, maracujá e abóbora. Na construção da fossa agroecológica, o agricultor recebe ainda uma ajuda de R$ 1 mil para adquirir o material de construção. “A abrangência deste tipo de fossa é potencialmente maior, considerando que é uma tecnologia social de baixo custo, alta replicabilidade e divulgada por uma extensa rede de divulgação” garante Antônio Santiago.

Sete MPs na pauta da Câmara

                 A pauta desta semana da Câmara dos Deputados tem sete medidas provisórias na fila para votação. Entre as medidas que estão trancando os trabalhos, está a que trata da participação da União em fundo de apoio à estruturação e desenvolvimento de projetos e concessões e parcerias públicas e privadas. Outra medida que deve ter pressa na votação é a que altera o Código de Mineração e estabelece um regime especial para exploração e aproveitamento de substâncias minerais. Na área da Infraestrutura, a medida provisória que cria a Agência Nacional de Produção Mineral e extingue o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) deve ser votada, assim como a que institui o regime tributário especial para as atividades de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo e gás natural. A discussão sobre a reforma da Previdência não deve ser conduzida ao plenário, por enquanto.

 

 

EI matou mais de 5 mil

              O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assassinou 5,1 mil pessoas, em 150 execuções sumárias na Síria, desde quem anunciou seu califado em junho de 2014 até os dias de hoje. O anúncio foi feito pelo Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), que explicou ainda que foram mortos civis, combatentes de facções rebeldes, das Forças Democráticas da Síria apoiadas pelos Estados Unidos e ainda os efetivos do governo de Bashar al Assad. A acusação era sempre a mesma: “espionagem” em favor da coalizão internacional ou por defenderem o governo do ditador Assad.

EI matou mais de 5 mil 2

             Segundo a Agência EFE, o Estado Islâmico executou 2.863 civis, entre eles 105 crianças e 150 mulheres, que foram fuzilados, degolados, decapitados, apedrejados, empurrados do alto de prédios, queimados vivos em Damasco e arredores, além de outras províncias ocupadas. O número de vítimas teria aumentado recentemente devido aos contra-ataques do EI diante do avanço dos rivais. Neste mês, os assassinatos se concentraram na cidade de Al Quariatain, no sudeste da província central de Homs.

Centenário do Exército

                 O Exército Brasileiro comemora, nesta terça feira, 7, o centenário de atividades em terras alagoanas. O dia marca a criação do 20º Batalhão de Caçadores (conhecido como 20º BC), que 56 anos depois passaria a ser chamar 59º Batalhão de Infantaria Motorizado, como até hoje. As comemorações foram iniciadas há alguns dias com a Corrida Duque de Caxias; visitações, exposições e cerimônias comemorativas na casa de Dona Rosa da Fonseca, em Marechal Deodoro. Para hoje, está marcada uma cerimônia militar, seguida de uma exposição de fotos.

Centenário do Exército 2

                 À frente das comemorações para marcar os cem anos de presença do EB em nosso estado, o Comandante do 59º BIMtz, cel. Nilton Rodrigues salienta o trabalho desenvolvido em diversas frentes. “Além de preparar soldados para a defesa da pátria, o Exército tem se dedicado a questões sociais, como a distribuição de água a través de carros-pipa. Essa operação, que desenvolvemos há mais de 20 anos, é um marco no enfrentamento da estiagem” diz o Comandante. Também vale lembrar o trabalho do EB em calamidades, como inundações, queda de barreiras, construção de pontes. E ainda o trabalho de controle de eleições e guarda de urnas eleitorais, além de diversas outras atividades sociais.

 

  • O Hino Nacional Brasileiro, a ser executado minutos antes da largada do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, no autódromo de Interlagos, será cantado pela cantora Anita.
  • A etapa do Brasil da Fórmula 1 acontece no próximo Domingo, 12.
  • Anita segue o caminho já trilhado por outras estrelas brasileiras da música como Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Fafá de Belém, e Margareth Menezes que já cantaram o hino em corridas semelhantes em anos anteriores.
  • “É um prazer enorme e uma honra representar o meu país mais uma vez cantando nosso hino para o público presente no autódromo e para milhões de pessoas que vão acompanhar o evento pela televisão, ao vivo” afirmou Anita.
  • No ano passado, Anita participou do show de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de janeiro, ao lado dos lendários Caetano Veloso e Gilberto Gil.