Blog do Dresch

20 de outubro de 2017

Parcelamento para multas

                 Uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) alterou a forma de pagamento de multas de trânsito e outros débitos relativos aos veículos. A partir de agora, os pagamentos poderão ser feitos em parcelas, por meio de cartão de crédito. Cartões de débito também podem ser usados em caso de pagamentos integrais. O Contran assegura que a medida objetiva aperfeiçoar o processo de cobrança e quitação de débitos. O parcelamento pode englobar uma ou mais multas de trânsito, e com isso o órgão de trânsito receberá o valor integral no momento da operação e então, procederá com a regularização do veículo. Caso a divisão do valor em parcelas gere cobrança de juros, o acréscimo deverá ficar a cargo do titular do cartão, que deve ser informado sobre os custos operacionais antes da efetivação da operação de crédito, já que as operadoras arcarão com possíveis atrasos.

Lula e a ração para pobres

                 O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva engrossou a crítica ao prefeito de São Paulo João Dória, pelos biscoitos que o gestor paulista vai distribuir entre a população mais carente. Para Lula “Dória não respeita as pessoas humildes deste país”. O discurso do ex-presidente foi em Ferraz de Vasconcelos, para uma plateia de militantes. “O prefeito de São Paulo resolveu na semana passada que o povo pobre tem que comer ração. Já vi muita coisa nesse país, mas um representante da elite brasileira pegar resto de comida em restaurante e mandar fazer uma raçãozinha, como a que se dá para cachorro e achar que o filho do pobre deve comer aquilo, é um desrespeito com as pessoas mais humildes” disse Lula.

Lula e a ração para pobres 2

              Na semana passada o prefeito de São Paulo anunciou que pretende distribuir para famílias em situação de carência alimentar, um composto granulado feito a partir de alimentos prestes a vencer. Muitas entidades classe e associações criticaram a medida a passaram a chamar o composto de “ração humana”. O ex-presidente Lula disse que suas críticas nada tinham a ver com a campanha presidencial “porque ainda não sou candidato” disse o líder petista. “Vamos esperar, ainda tem muita coisa para acontecer” afirmou Lula no seu discurso.

Bancada apoia prefeitos

            A bancada federal de Alagoas garantiu aos prefeitos alagoanos que estão em Brasília esta semana, apoio total na luta em busca do equilíbrio das cidades. A pauta encaminhada pelo presidente da Associação do Municípios Alagoanos (AMA), Hugo Wanderley, busca defender mais recursos para os municípios de Alagoas. Além disso também preocupa o teor de algumas leis que tramitam no Congresso como a que trata dos precatórios e a do piso do magistério. Outra preocupação é com os cortes previstos no orçamento do próximo ano, que atingem drasticamente a Assistência Social, Saúde e Educação.

Mudanças na Maria da Penha

                 A farmacêutica Maria da Penha, que empresta seu nome para a lei que pune a violência doméstica e familiar, criticou as mudanças propostas por um Projeto de Lei aprovado esta semana na Câmara. Ela pediu que o presidente Temer vete a mudança da norma. Penha alerta que as propostas do deputado Sergio Vidigal (PDT-ES) podem provocar um retrocesso no combate à violência contra mulher. “Mudanças casuísticas na lei Maria da Penha colocam em risco uma proposta que foi construída com um acúmulo de lutas dos movimentos das mulheres há mais de 40 anos e com a minha própria história de vida. Por isso apelo para que o Projeto não seja sancionado” disse a ativista em nota.

Mudanças na Maria da Penha 2

                 O Projeto permite ao delegado de polícia compreender protetivas de urgências ás mulheres que sofreram violência e a seus dependentes, uma prerrogativa que hoje é exclusiva de juízes. A autoridade policial deverá comunicar a decisão ao juiz e também consultar o Ministério Público em até 24h, para definir pela manutenção da decisão. Entre as medidas que podem ser aplicadas em casos de violência, estão a proibição do agressor manter ou contato ou aproximar-se da vítima, seus familiares e testemunhas, vetando-o de frequentar determinados lugares e o encaminhamento da mulher à rede de apoio às vítimas da violência.

Cresce fluxo no Aeroporto

           A principal porte de entrada de Alagoas, o Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, registrou um crescimento no número de visitantes de 13,18% no mês de Setembro, no comparativo com o mesmo mês do ano passado. No acumulado deste ano, o fluxo teve um aumento de 2,03%. Isso demonstra que já passaram pelo aeroporto em 2017, mais de 1,5 milhão de passageiros. Segundo os dados da Infraero, que administra o terminal de Maceió, Setembro foi o quinto mês consecutivo em que o índice é positivo e crescente. Desde Maio que o fluxo de passageiros só cresce, colocando a capital alagoana em destaque na região.

 

 

  • A Secretaria de Estado da Saúde promoveu, esta semana, uma oficina, para discutir os estudos feitos pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) e pelo Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), que estimaram que neste ano, devem surgir 520 novos casos de câncer de mama em Alagoas.
  • Na ocasião foi feito um alerta para que todas as equipes de saúde e de atenção básica nos municípios, possam estar atentas e ajam em tempo, antes do agravamento da doença.
  • Outro dado fornecido pelo Inca e pelo SIM, é que dos 520 novos casos de câncer da mama, 270 devem ser diagnosticados em Maceió.
  • Por outro lado, o câncer de colo de útero também faz parte da estimativa representando 300 casos previstos para Alagoas neste ano, sendo 100 na capital.
  • As equipes são orientadas a acompanhar as famílias, sensibilizando as pessoas quanto à alimentação, sedentarismo, e da necessidade da realização de exames de rotina e outros rastreamentos do sinal da doença.