Blog do Dresch

7 de outubro de 2017

A revoada dos militantes do PSB, que engrossa o PDT

           O Partido Democrático Trabalhista (PDT), liderado pelo deputado federal Ronaldo Lessa, recebe neste final de semana uma leva de políticos insatisfeitos com o PSB. À frente dos que deixam o Partido Socialista, está a ex-prefeita de Maceió e atual Secretária de Saúde de Palmeira dos Índios, Kátia Born e o deputado sertanejo Inácio Loiola, que trazem consigo 45 diretórios do PSB, além de cerca de 200 militantes para engrossar as fileiras do PDT. A insatisfação do grupo dissidente é com o deputado JHC, que se filiou ao PSB e de imediato tomou conta da sigla, o que descontentou o grupo que apoiava a então presidente Kátia Born. A disputa interna foi parar na Justiça e culminou com a saída dos descontentes.

Nobel da Paz vai para a Paz

                 O grupo de ativistas da Campanha Internacional de Abolição de Armas Nucleares (Ican) foi o ganhador do Prêmio Nobel da Paz 2017, segundo anúncio feito nesta sexta feira pelo comitê norueguês. A escolha foi decorrente do trabalho de atentar “às catastróficas consequências humanitárias” pelo uso do arsenal nuclear e pelos esforços em alcançar a proibição do armamento. “Nós vivemos em um mundo em que o risco de armas nucleares é maior do que foi por muito tempo. Alguns Estados estão modernizando seus arsenais nucleares. E há um perigo real que mais países tentarão adquirir novas armas nucleares, como a Coreia do Norte” especificou o comitê no anúncio do prêmio. Na visão dos noruegueses, o arsenal coloca uma “constante ameaça a humanidade e à vida na Terra” e é ainda mais destrutivo que minas terrestres, munição de fragmentação e armas biológicas e químicas.


Brutalidade contra crianças

            Um mês após a localização dos corpos de uma menina e um menino esquartejados, a polícia gaúcha ainda tenta identificar quem são as vítimas. Até agora ninguém informou a falta das crianças, e por isso a polícia crê que a mãe também tenha sido assassinada. Um aspecto que intriga os investigadores é que uma das vítimas estava alcoolizada (15 decigramas por litro de sangue), segundo a perícia. Os pedaços dos corpos foram encontrados no bairro Lomba Grande, na cidade de Novo Hamburgo. A perícia concluiu que eram um menino e uma menina, com idades de 8 a 12 anos. Eram filhos da mesma mãe, mas de pais diferentes. A polícia vai comparar o material genético dos irmãos com de mulheres mortas recentemente.

Brutalidade contra crianças 2

             O maior desafio da polícia gaúcha é a falta de identificação das crianças. As cabeças não foram localizadas e não havia registro das impressões digitais. Os policiais têm intensificado a busca por crianças que estão faltando a escola. Ocorrências de desaparecidos também estão sendo investigadas. Para o delegado Rogério Baggio Berbicz, da Delegacia de Homicídios de Novo Hamburgo, várias são as linhas de investigação, uma delas é a suspeita de que as crianças tenham sido mortas em um ritual de magia negra. Mas não está descartada a possibilidade de crime passional, vingança ou até relacionado a grupos criminosos.

Prefeituras farão concurso

             Várias prefeituras alagoanas pretendem realizar concurso público para preenchimento de vagas nos municípios, até o final do ano. Nesta semana, um grupo de prefeitos reuniu-se na sede da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA) com representantes da Fundação Universitária de Desenvolvimento de Extensão e Pesquisa (Fundepes) que deve realizar os concursos. Um dos líderes da ação conjunta, o prefeito de Pão de Açúcar, Flávio Almeida, afirmou que o encontro serviu para definir sobre a criação de cargos e isenção da taxa de inscrição para os que comprovarem a extrema pobreza.

Prefeituras farão concurso 2

            O próximo encontro entre os gestores e a Fundepes, está marcado para esta segunda-feira (9) no mesmo local. Segundo Almeida, agora serão discutidas questões como a contratação da empresa e elaboração do edital do certame. “A união dos municípios em negociar conjuntamente com a Fundepes, permitirá a realização dos concursos de forma rápida e mais econômica, já que uma mesma empresa realizará vários concursos, barateando o custo de elaboração das provas, aluguel de espaço físico e toda a logística do certame” explicou o prefeito de Pão de Açúcar. Além da cidade sertaneja, outros treze municípios manifestaram interesse em realizar o concurso conjuntamente.

Licitação para novas escolas

                 A secretaria de Infraestrutura publicou no Diário Oficial do Estado, os avisos de abertura de licitação para a construção de quatro escolas estaduais nos municípios de Campo Alegre, Senador Rui Palmeira, Poço das Trincheiras e Maragogi. O Governo vai investir R$ 16 milhões na construção das unidades, que vão garantir o Ensino Médio para cidades que não o tinham, como Poço das Trincheiras e Senador Rui Palmeira. Os próximos municípios que receberão novas escolas são Pariconha, Rio Largo e São Sebastião, cuja licitação será publicada em breve.

 

 

  • Poucas horas após a aprovação pelo Congresso, da emenda à reforma política, que estabeleceu a “censura” a internet, as entidades representativas da área da comunicação manifestaram-se contrárias a emenda e emitiram uma nota conjunta.
  • Segundo o polêmico texto aprovado no Congresso, a publicação (em sites ou redes sociais) deverá ser suspensa em no máximo 24h após a denúncia ser feita por qualquer usuário de internet ou rede social, em canais disponibilizados pelo provedor para esse fim.
  • Contrários a emenda assinaram a nota a Associação Nacional de Jornais (ANJ), a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), a Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e TV (Abert) e a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo.
  • O texto ainda passará por sanção do presidente Temer, e lideranças da base aliada já falavam que o veto à emenda vai acontecer.
  • Para o senador Cristovam Buarque (PPS-DF) “o texto tem a forma de censura e é inócuo. Ninguém controla a internet”.
  • Já para o deputado Vicente Cândido (PT-SP), relator da reforma, o texto é bem-vindo.  “As redes sociais viraram uma faca de dois gumes, ela é boa para construir e para destruir. Então temos que ter um regramento” disse o deputado.