Flávio Gomes

6 de outubro de 2017

Recado da caserna

Trecho de comentário do general da reserva Luiz Eduardo Rocha Paiva no “Estadão”: “A intervenção militar será legítima e justificável, mesmo sem amparo legal, caso o agravamento da crise política, econômica, social e moral resulte na falência dos Poderes da União, seguida de grave instabilidade institucional com risco de guerra civil, ruptura da unidade política, quebra do regime democrático e perda de soberania pelo Estado. Esse processo revolucionário já foi propugnado, publicamente, por líderes de movimentos pseudossociais e políticos de ideologia socialista radical, todos investindo constantemente na divisão da sociedade. Em tal quadro de anomia, as Forças Armadas tomarão a iniciativa para recuperar a estabilidade no País, neutralizando forças adversas, pacificando a sociedade, assegurando a sobrevivência da Nação, preservando a democracia e restabelecendo a autoridade do Estado após livrá-lo das lideranças deletérias. São ações inerentes às missões constitucionais de defesa da Pátria, não restrita aos conflitos externos, e de garantia dos Poderes constitucionais, da lei e da ordem… O comandante do Exército estabeleceu a legalidade, a legitimidade e a estabilidade como cláusulas pétreas para guiar a instituição, mas a mensagem se estende, também, à sociedade e à liderança nacional.”

Apreensão

Governador Renan Filho, sobre o futuro, a partir da crise atual: “Vamos continuar com o trabalho duro que já estamos fazendo. O país está passando por um momento de crise econômica muito sério, estamos com um presidente sendo julgado, então precisamos ter calma e sabedoria para enfrentarmos tudo da melhor forma.”

Placar

A Câmara dos Deputados criou fundo de R$1,7 bilhão para bancar a campanha eleitoral de 2018. De Alagoas votaram a favor Arthur Lira (PP), Nivaldo Albuquerque (PRP), Paulão (PT) e Ronaldo Lessa (PDT); contra, Cícero Almeida (Podemos), Givaldo Carimbão (PHS), Pedro Vilela (PSDB) e Rosinha da Adefal (Avante).

Drama

Programas federais da União são executados pelos municípios, gerando despesas extras para as prefeituras. Como os custos são muito altos e sobem constantemente, os prefeitos estão com dificuldades para manter os programas. Esse é o tema de reunião emergencial na Associação dos Municípios Alagoanos, hoje, a partir das 10 horas.

Prestígio

O deputado federal Ronaldo Lessa (PDT) demonstra a sua força política ao sofrer um enorme assédio para levar seu partido a integrar a gestão do governador Renan Filho e, por conta disso, abandonar a participação na administração do prefeito Rui Palmeira. É o peso de quem foi governador, prefeito, deputado e vereador.

Sangue novo

Não se sabe quais os critérios utilizados pela direção nacional do Podemos para definir o comando do partido em Alagoas. O advogado Omar Coêlho e o empresário Rafael Tenório, que nunca exerceram mandato político, vão comandar a legenda. Superaram os experientes deputados Antônio Albuquerque e Cícero Almeida.

Agenda

Por iniciativa da vereadora Fátima Santiago, a Câmara Municipal de Maceió vai realizar hoje, às 9h30m, audiência pública para debater “AsFaces da Violência Contra a Pessoa Idosa e seu Enfrentamento pelo Poder Público, pela Sociedade Civil Organizada e pela Família”. O encontro será no plenário da casa, na Praça Deodoro.

Cobrança

Do presidente do Sebrae nacional, Guilherme Afif Domingos, defendendo para micros e pequenas empresas os mesmos benefícios concedidos às grandes e médias empresas pelo Refis, inclusive 90% de redução nos juros e 70% nas multas: “Tratamento diferenciado não é beneficiar os grandes e prejudicar os pequenos”.

 

*Às 19 horas de hoje, no Museu da Imagem e do Som de Alagoas, acontece a abertura da exposição “Ato 1: Poderes Humanos”, do artista plástico Gilbef. A mostra ficará em cartaz até 28 de outubro, com entrada gratuita, com diversas manifestações artistas.

*Hoje, a partir das 19 horas, a Fundação Municipal de Ação Cultural, da Prefeitura de Maceió, realiza a primeira edição do “Forró de Vera”, com vários grupos musicais. O evento acontecerá no Corredor Vera Arruda, na Jatiúca, nas sextas-feiras de outubro.

*O Teatro Deodoro é palco hoje, 19h30m, da abertura do II Festival para Criança e Juventude de Alagoas, promoção da Associação Teatral Nêga Fulô, destinado ao público jovem. Além de hoje, o evento ocorrerá amanhã, domingo e nos dias 14 e 15.

*O Motonáutica Lagoa Clube mantém uma tradição de muitos anos e convida associados para participar as festividades do Dia de Nossa Senhora Aparecida, em 12 de outubro. Haverá recreação infantil e música ao vivo, a partir das 11 horas.

* A Imprensa Oficial Graciliano Ramos anunciou, na 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, a abertura do período de inscrições do edital de Obras Literárias 2018. As inscrições serão exclusivamente pelo portal www.imprensaoficialal.com.br.

*O CRB volta ao Trapichão hoje, às 20h30m, com a obrigação de ganhar do ABC, que já está virtualmente rebaixado para a Série C do Brasileiro. Sob pena de seguir o mesmo caminho do clube potiguar, que, quase sem chances, até já dispensou vários jogadores.

 

 

 

“É muito para quem vai pagar e é pouco para quem vai receber”

Vicente Cândido

Deputado do PT/SP, sobre o fundo público de R$ 1,7 bilhão para bancar campanhas políticas