Blog do Dresch

27 de setembro de 2017

Documentário conta a história de Pão de Açúcar

                     A equipe da Comunicação da Prefeitura de Pão de Açúcar, lançou nesta segunda (25) o documentário “Pão de Açúcar, 163 Anos de Emancipação Política”, que conta a história da formação do município desde os primeiros habitantes, os índios Urumaris, até os dias de hoje. O curta metragem (18 minutos) contou com a participação dos moradores, contém fotos e imagens antigas, além de narrativas sobre a criação e desenvolvimento da comunidade. O prefeito Flávio Almeida, salientou a importância do documentário, que além da divulgação, traz um trabalho cultural e pedagógico. Segundo ele, o documento será enviado a todas as escolas do município, para ser utilizado como forma de pesquisa e de estudo pela rede de ensino.

 

 Falência atinge usinas

                 É cada vez maior o número de usinas no país que não consegue mais assumir seus compromissos com os credores, e por isso buscam proteção judicial ou decretam falência. O setor sucroalcooleiro além de enfrentar uma grave crise há dez anos, ainda convive com a queda dos preços do açúcar e do álcool no primeiro trimestre da atual safra. Segundo levantamento da RPA Consultoria, atualmente 52 unidades estão em recuperação judicial e 27 em falência, em um universo de 444 plantas do país. No ano passado, a lista das usinas em recuperação tinha 16 unidades a mais, porém 13 delas decretaram falência e outras 3 foram vendidas. Mas a informação é de que a situação pode piorar ainda mais. Ao menos outras 25 unidades estão prestes a pedir recuperação judicial e uma delas deve ter a falência decretada nos próximos dias. A deterioração financeira de parte das usinas reflete a crise que se iniciou em 2008, mas também erros de gestão. A queda dos preços do açúcar e do etanol foi o golpe de misericórdia.

 

Ricos pagam menos impostos

                  Após um período de inclusão de milhões de pessoas em condições mais adequadas de vida no país, a desigualdade social volta a crescer. Um recente estudo (“Retrato das Desigualdades Brasileiras”) mostrou que no aspecto da tributação os 10% mais pobres da população, gastam 32% da sua renda em tributos, contra 21% dos mais ricos. Se forem considerados apenas os tributos indiretos, a parcela mais pobre compromete 28% da renda dos impostos contra 10% da camada mais rica. A tributação indireta é considerada regressiva porque, proporcionalmente, pune mais a população de baixa renda. Isso porque os mais pobres e os mais ricos pagam o mesmo tributo sobre uma mercadoria ou um serviço consumido, mas o imposto pesa mais no orçamento das famílias que ganham menos.

Ricos pagam menos impostos 2

                  Outro aspecto discricionário da estrutura social brasileira, é que o sistema tributário pune, em termos proporcionais, mais os negros e as mulheres em relação aos homens brancos. Segundo o estudo, três em cada quatro brasileiros que compõem os 10% mais pobres da população são negros, e mais da metade, mulheres. Entre os 10% mais ricos, dois em cada três são homens e brancos. “Em uma estrutura de renda justa, a tributação deveria atuar de forma redistributiva e não concentradora. No Brasil ocorre justamente o contrário. O sistema penaliza os pobres e alivia os super-ricos, que acumulam renda e patrimônio” diz o relatório.

Concurso da Controladoria

                  Governador Renan Filho assinou ontem o Projeto de Lei que cria o Plano de Cargos e Carreiras da Controladoria Geral do Estado (CGE). O plano estabelece a realização de concurso público, com a oferta de 60 vagas, assim distribuídas: 10 vagas para profissionais formados em ciências contábeis; 10 para direito; 4 para engenharia civil, 3 para ciências da computação e 13 para outras graduações. Para técnico de controle interno, serão 20 vagas. O Projeto segue agora para a Assembleia Legislativa, onde será avaliado e submetido a voto. O concurso deve ser realizado no primeiro semestre do próximo ano.

Regularização da rede hoteleira

                       Entre os mais de 31 mil estabelecimentos de hospedagem em funcionamento no Brasil, mais de 70%, ou 23,2 mil, estão em situação irregular, segundo levantamento feito pelo Ministério do Turismo. Segundo a pasta, apenas pouco mais de 8 mil hotéis, pousadas e resorts do país estão registrados no Cadastur, requisito obrigatório para atuar no setor. Na busca pela ampliação da regularização, o Ministério iniciou esta semana uma campanha com esta finalidade. “O turismo é um segmento de peso na economia nacional, responsável pela geração de empregos e renda para a população, mas precisamos avançar em termos de profissionalização de nossos serviços e para isso é preciso sair da ilegalidade” afirmou o ministro Marx Beltrão.

Regularização da rede hoteleira 2

                        A campanha vai acontecer de forma educativa, com um alerta aos empresários sobre a importância do recadastramento. Mesmo assim, os estabelecimentos irregulares estão sujeitos a multas que variam entre R$ 1.186 a R$ 854 mil. O Cadastur é um sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor do turismo. É obrigatório não somente para os meios de hospedagem, mas também para agências de turismo, transportadoras turísticas, organizadoras de eventos, guias de turismo, acampamentos turísticos e parques temáticos. O sistema garante vantagens e oportunidades de negócios aos cadastrados, e também uma importante fonte de consulta para o turista.

 

 

·       A egípcia Eman Ahmed Abd EL Aty, que já foi considerada a mulher mais pesada do mundo, morreu na última segunda feira, aos 37 anos, devido a complicações cardíacas e renais, segundo um hospital de Abu Dhabi, onde estava internada.

·       Em Fevereiro deste ano, quando estava em Mumbai, na Índia, a egípcia estava pesando meia tonelada. Ela sofria de elefantíase, uma patologia que provoca o inchaço das pernas, braços e outras partes do corpo.

·       Ela vinha sendo atendida por uma equipe de 20 médicos desde que chegou ao Emirados Árabes Unidos, em Maio. Além da patologia e dos diversos problemas cardíacos e renais, Eman sofria de diabetes, hipertensão e insônia.

·       A egípcia não saía de casa há 25 anos, e ganhou, em Março, uma chance de melhorar a qualidade de vida, ao realizar, na Índia, uma cirurgia de redução de peso. Através da operação e de uma dieta liquida, ela chegou as perder 254 quilos.

·       Atualmente, a mulher mais pesada do mundo é a norte-americana Pauline Potter, que em Julho estava com 293 quilos.

Falência atinge usinas

                 É cada vez maior o número de usinas no país que não consegue mais assumir seus compromissos com os credores, e por isso buscam proteção judicial ou decretam falência. O setor sucroalcooleiro além de enfrentar uma grave crise há dez anos, ainda convive com a queda dos preços do açúcar e do álcool no primeiro trimestre da atual safra. Segundo levantamento da RPA Consultoria, atualmente 52 unidades estão em recuperação judicial e 27 em falência, em um universo de 444 plantas do país. No ano passado, a lista das usinas em recuperação tinha 16 unidades a mais, porém 13 delas decretaram falência e outras 3 foram vendidas. Mas a informação é de que a situação pode piorar ainda mais. Ao menos outras 25 unidades estão prestes a pedir recuperação judicial e uma delas deve ter a falência decretada nos próximos dias. A deterioração financeira de parte das usinas reflete a crise que se iniciou em 2008, mas também erros de gestão. A queda dos preços do açúcar e do etanol foi o golpe de misericórdia.

Documentário da Emancipação

                     A equipe da Comunicação da Prefeitura de Pão de Açúcar, lançou nesta segunda (25) o documentário “Pão de Açúcar, 163 Anos de Emancipação Política”, que conta a história da formação do município desde os primeiros habitantes, os índios Urumaris, até os dias de hoje. O curta metragem (18 minutos) contou com a participação dos moradores, contém fotos e imagens antigas, além de narrativas sobre a criação e desenvolvimento da comunidade. O prefeito Flávio Almeida, salientou a importância do documentário, que além da divulgação, traz um trabalho cultural e pedagógico. Segundo ele, o documento será enviado a todas as escolas do município, para ser utilizado como forma de pesquisa e de estudo pela rede de ensino.

 

 

 

Ricos pagam menos impostos

                  Após um período de inclusão de milhões de pessoas em condições mais adequadas de vida no país, a desigualdade social volta a crescer. Um recente estudo (“Retrato das Desigualdades Brasileiras”) mostrou que no aspecto da tributação os 10% mais pobres da população, gastam 32% da sua renda em tributos, contra 21% dos mais ricos. Se forem considerados apenas os tributos indiretos, a parcela mais pobre compromete 28% da renda dos impostos contra 10% da camada mais rica. A tributação indireta é considerada regressiva porque, proporcionalmente, pune mais a população de baixa renda. Isso porque os mais pobres e os mais ricos pagam o mesmo tributo sobre uma mercadoria ou um serviço consumido, mas o imposto pesa mais no orçamento das famílias que ganham menos.

Ricos pagam menos impostos 2

                  Outro aspecto discricionário da estrutura social brasileira, é que o sistema tributário pune, em termos proporcionais, mais os negros e as mulheres em relação aos homens brancos. Segundo o estudo, três em cada quatro brasileiros que compõem os 10% mais pobres da população são negros, e mais da metade, mulheres. Entre os 10% mais ricos, dois em cada três são homens e brancos. “Em uma estrutura de renda justa, a tributação deveria atuar de forma redistributiva e não concentradora. No Brasil ocorre justamente o contrário. O sistema penaliza os pobres e alivia os super-ricos, que acumulam renda e patrimônio” diz o relatório.

Concurso da Controladoria

                  Governador Renan Filho assinou ontem o Projeto de Lei que cria o Plano de Cargos e Carreiras da Controladoria Geral do Estado (CGE). O plano estabelece a realização de concurso público, com a oferta de 60 vagas, assim distribuídas: 10 vagas para profissionais formados em ciências contábeis; 10 para direito; 4 para engenharia civil, 3 para ciências da computação e 13 para outras graduações. Para técnico de controle interno, serão 20 vagas. O Projeto segue agora para a Assembleia Legislativa, onde será avaliado e submetido a voto. O concurso deve ser realizado no primeiro semestre do próximo ano.

Regularização da rede hoteleira

                       Entre os mais de 31 mil estabelecimentos de hospedagem em funcionamento no Brasil, mais de 70%, ou 23,2 mil, estão em situação irregular, segundo levantamento feito pelo Ministério do Turismo. Segundo a pasta, apenas pouco mais de 8 mil hotéis, pousadas e resorts do país estão registrados no Cadastur, requisito obrigatório para atuar no setor. Na busca pela ampliação da regularização, o Ministério iniciou esta semana uma campanha com esta finalidade. “O turismo é um segmento de peso na economia nacional, responsável pela geração de empregos e renda para a população, mas precisamos avançar em termos de profissionalização de nossos serviços e para isso é preciso sair da ilegalidade” afirmou o ministro Marx Beltrão.

Regularização da rede hoteleira 2

                        A campanha vai acontecer de forma educativa, com um alerta aos empresários sobre a importância do recadastramento. Mesmo assim, os estabelecimentos irregulares estão sujeitos a multas que variam entre R$ 1.186 a R$ 854 mil. O Cadastur é um sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor do turismo. É obrigatório não somente para os meios de hospedagem, mas também para agências de turismo, transportadoras turísticas, organizadoras de eventos, guias de turismo, acampamentos turísticos e parques temáticos. O sistema garante vantagens e oportunidades de negócios aos cadastrados, e também uma importante fonte de consulta para o turista.

 

 

·       A egípcia Eman Ahmed Abd EL Aty, que já foi considerada a mulher mais pesada do mundo, morreu na última segunda feira, aos 37 anos, devido a complicações cardíacas e renais, segundo um hospital de Abu Dhabi, onde estava internada.

·       Em Fevereiro deste ano, quando estava em Mumbai, na Índia, a egípcia estava pesando meia tonelada. Ela sofria de elefantíase, uma patologia que provoca o inchaço das pernas, braços e outras partes do corpo.

·       Ela vinha sendo atendida por uma equipe de 20 médicos desde que chegou ao Emirados Árabes Unidos, em Maio. Além da patologia e dos diversos problemas cardíacos e renais, Eman sofria de diabetes, hipertensão e insônia.

·       A egípcia não saía de casa há 25 anos, e ganhou, em Março, uma chance de melhorar a qualidade de vida, ao realizar, na Índia, uma cirurgia de redução de peso. Através da operação e de uma dieta liquida, ela chegou as perder 254 quilos.

·       Atualmente, a mulher mais pesada do mundo é a norte-americana Pauline Potter, que em Julho estava com 293 quilos.

 

(Sugestão)

Documentário conta a história de Pão de AçúcarFalência atinge usinas

                 É cada vez maior o número de usinas no país que não consegue mais assumir seus compromissos com os credores, e por isso buscam proteção judicial ou decretam falência. O setor sucroalcooleiro além de enfrentar uma grave crise há dez anos, ainda convive com a queda dos preços do açúcar e do álcool no primeiro trimestre da atual safra. Segundo levantamento da RPA Consultoria, atualmente 52 unidades estão em recuperação judicial e 27 em falência, em um universo de 444 plantas do país. No ano passado, a lista das usinas em recuperação tinha 16 unidades a mais, porém 13 delas decretaram falência e outras 3 foram vendidas. Mas a informação é de que a situação pode piorar ainda mais. Ao menos outras 25 unidades estão prestes a pedir recuperação judicial e uma delas deve ter a falência decretada nos próximos dias. A deterioração financeira de parte das usinas reflete a crise que se iniciou em 2008, mas também erros de gestão. A queda dos preços do açúcar e do etanol foi o golpe de misericórdia.

Documentário da Emancipação

                     A equipe da Comunicação da Prefeitura de Pão de Açúcar, lançou nesta segunda (25) o documentário “Pão de Açúcar, 163 Anos de Emancipação Política”, que conta a história da formação do município desde os primeiros habitantes, os índios Urumaris, até os dias de hoje. O curta metragem (18 minutos) contou com a participação dos moradores, contém fotos e imagens antigas, além de narrativas sobre a criação e desenvolvimento da comunidade. O prefeito Flávio Almeida, salientou a importância do documentário, que além da divulgação, traz um trabalho cultural e pedagógico. Segundo ele, o documento será enviado a todas as escolas do município, para ser utilizado como forma de pesquisa e de estudo pela rede de ensino.

 

 

 

Ricos pagam menos impostos

                  Após um período de inclusão de milhões de pessoas em condições mais adequadas de vida no país, a desigualdade social volta a crescer. Um recente estudo (“Retrato das Desigualdades Brasileiras”) mostrou que no aspecto da tributação os 10% mais pobres da população, gastam 32% da sua renda em tributos, contra 21% dos mais ricos. Se forem considerados apenas os tributos indiretos, a parcela mais pobre compromete 28% da renda dos impostos contra 10% da camada mais rica. A tributação indireta é considerada regressiva porque, proporcionalmente, pune mais a população de baixa renda. Isso porque os mais pobres e os mais ricos pagam o mesmo tributo sobre uma mercadoria ou um serviço consumido, mas o imposto pesa mais no orçamento das famílias que ganham menos.

Ricos pagam menos impostos 2

                  Outro aspecto discricionário da estrutura social brasileira, é que o sistema tributário pune, em termos proporcionais, mais os negros e as mulheres em relação aos homens brancos. Segundo o estudo, três em cada quatro brasileiros que compõem os 10% mais pobres da população são negros, e mais da metade, mulheres. Entre os 10% mais ricos, dois em cada três são homens e brancos. “Em uma estrutura de renda justa, a tributação deveria atuar de forma redistributiva e não concentradora. No Brasil ocorre justamente o contrário. O sistema penaliza os pobres e alivia os super-ricos, que acumulam renda e patrimônio” diz o relatório.

Concurso da Controladoria

                  Governador Renan Filho assinou ontem o Projeto de Lei que cria o Plano de Cargos e Carreiras da Controladoria Geral do Estado (CGE). O plano estabelece a realização de concurso público, com a oferta de 60 vagas, assim distribuídas: 10 vagas para profissionais formados em ciências contábeis; 10 para direito; 4 para engenharia civil, 3 para ciências da computação e 13 para outras graduações. Para técnico de controle interno, serão 20 vagas. O Projeto segue agora para a Assembleia Legislativa, onde será avaliado e submetido a voto. O concurso deve ser realizado no primeiro semestre do próximo ano.

Regularização da rede hoteleira

                       Entre os mais de 31 mil estabelecimentos de hospedagem em funcionamento no Brasil, mais de 70%, ou 23,2 mil, estão em situação irregular, segundo levantamento feito pelo Ministério do Turismo. Segundo a pasta, apenas pouco mais de 8 mil hotéis, pousadas e resorts do país estão registrados no Cadastur, requisito obrigatório para atuar no setor. Na busca pela ampliação da regularização, o Ministério iniciou esta semana uma campanha com esta finalidade. “O turismo é um segmento de peso na economia nacional, responsável pela geração de empregos e renda para a população, mas precisamos avançar em termos de profissionalização de nossos serviços e para isso é preciso sair da ilegalidade” afirmou o ministro Marx Beltrão.

Regularização da rede hoteleira 2

                        A campanha vai acontecer de forma educativa, com um alerta aos empresários sobre a importância do recadastramento. Mesmo assim, os estabelecimentos irregulares estão sujeitos a multas que variam entre R$ 1.186 a R$ 854 mil. O Cadastur é um sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor do turismo. É obrigatório não somente para os meios de hospedagem, mas também para agências de turismo, transportadoras turísticas, organizadoras de eventos, guias de turismo, acampamentos turísticos e parques temáticos. O sistema garante vantagens e oportunidades de negócios aos cadastrados, e também uma importante fonte de consulta para o turista.

 

 

·       A egípcia Eman Ahmed Abd EL Aty, que já foi considerada a mulher mais pesada do mundo, morreu na última segunda feira, aos 37 anos, devido a complicações cardíacas e renais, segundo um hospital de Abu Dhabi, onde estava internada.

·       Em Fevereiro deste ano, quando estava em Mumbai, na Índia, a egípcia estava pesando meia tonelada. Ela sofria de elefantíase, uma patologia que provoca o inchaço das pernas, braços e outras partes do corpo.

·       Ela vinha sendo atendida por uma equipe de 20 médicos desde que chegou ao Emirados Árabes Unidos, em Maio. Além da patologia e dos diversos problemas cardíacos e renais, Eman sofria de diabetes, hipertensão e insônia.

·       A egípcia não saía de casa há 25 anos, e ganhou, em Março, uma chance de melhorar a qualidade de vida, ao realizar, na Índia, uma cirurgia de redução de peso. Através da operação e de uma dieta liquida, ela chegou as perder 254 quilos.

·       Atualmente, a mulher mais pesada do mundo é a norte-americana Pauline Potter, que em Julho estava com 293 quilos.

 

(Sugestão)

Documentário conta a história de Pão de Açúcar