Roberto Baia

26 de setembro de 2017

A palestra de Tavares

a palestra de tavares 600x300 c - A palestra de Tavares

O prefeito de Traipu, Eduardo Tavares, foi um dos palestrantes no projeto Conversando com o Gestor, da Escola de Contas Públicas José Alfredo de Mendonça, do Tribunal de Contas do Estado de Alagoas (TCE-AL), na manhã de sexta-feira, 22, no auditório do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), em Palmeira dos Índios.

Durante o evento, ele destacou a criação e implantação de um código de ética dos funcionários públicos do município de Traipu. “É importante que tratemos da ética nos municípios para evitarmos a manutenção desse grande mal que é a corrupção”, disse. 

 

Código de ética

Para Eduardo Tavares, a implantação de um Código de Ética tem importância simbólica e prática, sendo indispensável para uma nova formação dos servidores públicos. “No futuro, teremos funcionários mais conscientes de suas funções e menos problemas com corrupção”, enfatizou.

 

Convivência

Durante sua palestra, ele ressaltou exemplos práticos de aplicação do Código de Ética no município de Traipu, argumentando que códigos dessa natureza, ajudam na convivência entre os funcionários e, deles, com os usuários dos serviços públicos.

 

Cultura dos surdos

Com Ascom – A chegada do professor de Língua Brasileira de Sinais, Igor Rocha, trouxe uma nova visão da cultura dos surdos para a Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL). Com a obrigatoriedade da disciplina nos cursos de licenciatura, estudantes, professores e servidores técnico-administrativos da instituição buscam adaptar-se à língua que, embora seja a segunda oficial do Brasil, ainda é muito desconhecida entre aqueles que ouvem, os ouvintes.

 

Graduado em Libras

Desde que iniciou o trabalho, Igor Rocha, graduado em Libras pela Universidade Federal de Pernambuco e com pós-graduação na área pela Instituto Federal de Santa Catarina Bilíngue, tem trabalhado ao lado da intérprete Karyne para facilitar a adaptação das turmas a este instrumento de comunicação novo para a maioria dos graduandos. Por ser surdo, o docente se expressa somente em Libras.

 

Conhecer o mundo…

“Libras é conhecer o mundo através dos olhos e das mãos, um novo ponto de vista do mundo, uma nova experiência. Fazendo perceber que é possível sim levar uma vida normal, ser independente. A cada aula, apaixono-me mais por essa língua. Tanto o professor quanto a intérprete estão tornando esta experiência ainda melhor, por meio da didática abordada”, avaliou a estudante Andressa Vieira da Silva, do oitavo período do curso de Letras-Português.

 

Violência no interior

Com 7segundos, Aquiacontece – Uma organização criminosa envolvida com roubo de cargas e tráfico de drogas está em conflito desde a morte de uma pessoa identificada como Arnaldo, que morreu há quatro anos atrás após trocar tiros com a polícia em Campo Grande, no Agreste de Alagoas. De lá para cá, alguns assassinatos foram registrados. Inclusive os de cinco pessoas de uma mesma família.

 

Mais violência

Na manhã de segunda-feira (25) uma mulher identificada como Eunice Luiz dos Santos, 50 anos, foi vítima de disparos de arma de fogo dentro da cozinha de uma escola no povoado Canoinha, em Porto Real do Colégio. Eunice era irmã de Genisete, que morreu no dia 12 deste mês.

 

Arma de fogo

A vítima tinha acabado de chegar na Escola Professora Antônia Rosa, onde trabalhava como cozinheira, quando foi alvejada por disparos de arma de fogo na região das costas e entrou em óbito no local, antes mesmo de receber socorro médico.

 

Sobreviveu

A filha de Genisete também foi alvo dos bandidos no dia 12, mas Eliete Reis, 34 anos, acabou sobrevivendo ao atentado, caso contrário seria a 6ª pessoa da família morta. De acordo com o delegado da Polícia Civil de Porto Real do Colégio, Itamar Uchôa, os homicídios são motivados por uma disputa de posição dentro da quadrilha. “O grupo está se desentendendo desde a morte do Arnaldo”, informou o delegado ao 7 Segundos.

 

 

… A quantidade de vítimas das doenças cardiovasculares é alarmante. Os problemas do coração representam 43% dos óbitos no planeta, sendo a primeira causa de morte no Brasil. Com o objetivo de discutir seriamente a demanda, foi realizada uma audiência pública na segunda-feira (25), no plenário da Assembleia Legislativa de Alagoas.

 

… O encontro, proposto pelo deputado Rodrigo Cunha, pretende mapear, indicar as principais soluções para o tema e, principalmente, impulsionar a campanha de combate às doenças cardiovasculares em Alagoas, denominada de “Setembro Vermelho”.

 

… “Vamos reunir entidades, especialista e profissionais da área, além da sociedade civil, para debater ações que promovam solução para o problema. A campanha do Setembro Vermelho surgiu para lembrarmos da importância em cuidar do coração, portanto, é de interesse de todos esta discussão”, destacou Rodrigo Cunha.