Blog do Dresch

22 de setembro de 2017

Alagoas é destaque em termos de solidez fiscal

alagoas e destaque em termos de solidez fiscal 600x300 c - Alagoas é destaque em termos de solidez fiscal

                 Em um ranking de competitividade dos Estados, idealizado e produzido pelo Centro de Liderança Pública (CLP), Alagoas se destacou, e foi incluído entre nove estados brasileiros que conseguiram manter as contas sob controle e realizar novos investimentos. A posição de Alagoas foi comemorada pelo governador Renan Filho, que fez questão de salientar o trabalho desenvolvido pelo Secretário George Santoro, da Fazenda estadual. Em um dos dez pilares avaliados, o quesito “Solidez Fiscal” Alagoas saltou da 23ª posição para ocupar o 2º lugar nacional, ficando atrás somente do Ceará.

Alagoas e a solidez fiscal 2

                 O estudo é o mais completo do gênero no país, e avalia, anualmente, desde 2011, a performance dos 26 estados e do Distrito Federal em 10 aspectos básicos: capital humano, educação, eficiência da máquina pública, infraestrutura, inovação, potencial de mercado, segurança pública, solidez fiscal, sustentabilidade ambiental e sustentabilidade social. No ranking nacional da competitividade, Alagoas deixou a última colocação em 2016 e ultrapassou três estados; Sergipe, Amapá e Maranhão. Entre os estados nordestinos, passamos a ocupar a sétima posição.

 

Mais 45 anos de prisão

                 O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB) foi condenado esta semana pela Justiça Federal a 45 anos e 2 meses de cadeia, pela Operação Calicute, um desdobramento da Lava Jato. Esta é a segunda condenação de Cabral. A primeira, imposta pelo juiz Sérgio Moro, é de 14 anos e 2 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A nova condenação foi aplicada pelo juiz federal Marcelo Bretas da 7ª Vara Criminal do Rio, que disse em seu despacho: “Cabral foi o grande fiador das práticas corruptas imputadas. Em razão da autoridade obtida com milhões de votos confia      dos, ofereceu vantagens em troca de dinheiro. Vendeu aos empresários a confiança que lhe foi depositada pelos cidadãos do Rio de Janeiro, razão pela qual a sua culpabilidade, maior do que a de um corrupto qualquer, é extrema”. A esposa de Cabral, Adriana Ancelmo foi condenada a 18 anos e 3 meses de prisão por lavagem de dinheiro e de pertinência a organização criminosa.

 

Estupros na Itália

                     Um novo episódio de violência sexual que deixou a Itália em choque foi registrado esta semana em Roma. Uma turista alemã, de 57 anos, foi estuprada e deixada amarrada em um parque da capital italiana. O crime aconteceu no Domingo, na Vila Borghese, no centro da capital. A turista foi encontrada de madrugada por um taxista, e estava nua, amarrada a um poste e com lenço na boca para não gritar.  A polícia italiana procura um jovem que seria estrangeiro e é o principal suspeito.

Estupros na Itália 2

                      A vítima vivia há seis meses em Roma e está internada em estado de choque no Hospital Santo Spirito. Contou as autoridades que o suspeito havia lhe assaltado e roubado 40 euros, antes de consumar o estupro. Foram vários os casos de estupro praticado contra mulheres estrangeiras. Uma turista belga denunciou um israelense que tentou violenta-la. Em outro caso uma jovem finlandesa foi estuprada por um bengalês e uma transexual peruana igualmente foi molestada, além de uma polonesa estuprada coletivamente.

Operadora reúne trade

               A maior operadora turística da América Latina, a CVC, proporcionou esta semana uma reunião da sua diretoria comercial com o Governo de Alagoas, Prefeitura de Maceió e integrantes do trade turístico, para divulgar os números de vendas da operadora neste ano. Segundo os dados apresentados, no ano passado a CVC foi responsável por trazer 240 mil turistas para Maceió, gerando com isso uma receita de R$ 320 milhões, um crescimento de 18% em relação a 2015. A expectativa para 2017 não é menos otimista. Um exemplo disso é o mês de Junho que apresentou um crescimento de 26% no volume de vendas em relação ao mesmo mês de 2016, apesar das chuvas que caíram no Estado.

Operadora reúne trade 2

                Para os diretores da CVC, os números positivos fazem parte de um trabalho conjunto em parceria com hoteleiros e com os órgãos oficiais do segmento turístico. A divulgação massiva do destino, a redução do preço do combustível para aviões, o investimento na ampliação do número de hotéis, foram alguns dos pontos relacionados. Segundo os dirigentes da operadora, o Nordeste representa 67% do movimento nacional das vendas, e para impulsionar ainda mais destinos como Maceió, existe um grande investimento na divulgação em veículos da mídia, na televisão e nas redes sociais.

 

  • A ilegitimidade do governo federal faz com que suas decisões sempre são tomadas à revelia do interesse popular. Exemplo mais recente disso é a informação da Casa Civil da Presidência da República, de que o governo avalia a conveniência ou não, de adotar o horário de verão.
  • Desde 2008 um decreto presidencial estabelece as datas para o início e término do programa de economia de energia.
  • No último, em 16 de Outubro de 2016 a 19 de Fevereiro de 2017, o Horário de Verão gerou uma economia de R$ 159,5 milhões, decorrentes da redução do uso de usinas termelétricas para complementar a geração de energia.
  • A economia reflete o maior uso de iluminação natural neste período, quando os relógios são adiantados em uma hora nos estados da Região Sul, Sudeste e Centro-Oeste. O horário não vigora no Norte e nem aqui no Nordeste.
  • O programa foi instituído no Brasil, pela primeira vez no verão de 1931/1932.  A partir de 1985 passou a ser utilizado continuadamente a cada verão.