Blog do Dresch

13 de setembro de 2017

Preparador físico de famosos é preso por abuso sexual

preparador fisico de famosos e preso por abuso sexual 600x300 c - Preparador físico de famosos é preso por abuso sexual

Novos crimes de Temer

                 A Polícia Federal não tem dúvidas: o presidente Michel Temer e a cúpula do PMDB na Câmara dos Deputados formavam uma organização criminosa, que buscava sempre vantagens indevidas em órgãos da administração pública direta e indireta. O grupo era formado, além do presidente, pelos atuais ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, Moreira Franco, da Secretaria de Governo e dos ex-ministros Geddel Vieira Lima, Henrique Eduardo Alves e do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Ainda de acordo com o inquérito elaborado pela PF, e que será enviado ao Supremo Tribunal Federal, o grupo praticou os crimes de corrupção ativa, passiva, lavagem de dinheiro, fraude em licitação e evasão de divisas. A Secretaria de Comunicação Social da Presidência, rebateu o inquérito da PF, dizendo que Temer “não participou e nem participa de nenhuma quadrilha” (Jura?).

Preparador preso por abuso

                 Acusado de abusar sexualmente uma jornalista em Agosto deste ano, o preparador físico Nuno Cobra, foi preso na última segunda feira, e encaminhado à sede da Justiça Federal Criminal de São Paulo. Ele ficou conhecido internacionalmente nos anos de 1980, quando cuidava da preparação física do piloto Ayrton Senna. Segundo o MPF, ele atacou uma jornalista após uma entrevista em São Paulo. A vítima relatou que o acusado apertou suas nádegas e esfregou seu órgão sexual nela, dizendo que “os homens têm energias sexuais que as mulheres deveriam compreender”.

Preparador preso por abuso 2

                 Nuno Cobra que também ficou conhecido por trabalhar com outros famosos brasileiros, é acusado ainda de um outro crime de violação sexual ocorrido em 2015, durante um voo. Segundo o relato da vítima e de testemunhas, ele sentou-se ao lado de uma mulher, puxou conversa e já durante a decolagem passou a tocar nas pernas e seios da jovem várias vezes. Durante o assédio falava dos pontos energéticos do corpo. Quando o avião estabilizou ela acionou os comissários de bordo, pediu ajuda e narrou a agressão que sofreu, recebendo o apoio de outros passageiros que se colocaram como testemunhas. Na conexão do voo, no aeroporto de Congonhas a Polícia Federal foi acionada e o agressor detido. Agora ele foi reincidente.

Reforma da Previdência

                        O governo acredita que a partir desta semana o Congresso inicie a retomada das discussões sobre a reforma da Previdência Social. “O governo pretende retomar com ênfase a proposta da reforma o mais breve possível. O importante é chegar a 2018 com a reforma feita” defendeu o Ministro da Fazenda, Francisco Meirelles. Ele acredita que já há viabilidade política para se avançar no debate das reformas consideradas estruturantes e para o ajuste fiscal. “A agenda da reforma da Previdência e de outras agendas econômicas vão muito além de um governo e de um determinado momento do país. É o interesse nacional” disse o Ministro da Fazenda.

Garantia Safra em Alagoas

                       Segundo dados da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, o Programa Garantia Safra em Alagoas já liberou cerca de R$ 17,7 milhões a aproximadamente 21 mil agricultores inscritos no programa. Cada benefício no valor de 7 prestações de R$ 850 é pago para cobrir perda de safra por estiagem ou excesso de chuva. Do total dos R$ 17,7 milhões pagos neste ano, o Governo do Estado investiu como contrapartida R$ 2,1 milhões, sendo que os municípios contribuíram com R$ 1,065 milhão. As parcelas foram liberadas para os agricultores de Maio a Setembro.

Garantia Safra em Alagoas 2

                         O benefício do programa Garantia Safra tem como objetivo garantir condições mínimas de sobrevivência aos agricultores familiares que sofrem com os fenômenos climáticos, principalmente a estiagem e que plantam entre 0,6 a 5 hectares de feijão, milho, arroz, macaxeira ou algodão. Em relação a próxima safra, o Governo de Alagoas, através da Secretaria de Agricultura, já aderiu ao Programa Garantia Safra, assim como 29 municípios que atenderão a 23 mil trabalhadores rurais, com um montante de R$ 20,1 milhões.

Quem manda em Cingapura

                 A muçulmana Halimah Yacob será a primeira mulher a ocupar o cargo de presidente de Cingapura, após a decisão da Comissão Eleitoral, que considerou que ela foi a única a preencher todos os requisitos para as eleições presidenciais de 23 de Setembro. A Comissão previa anunciar os candidatos aprovados, dos cinco que postulavam o cargo, mas ao invés disso, a Comissão anunciou Halimah como a nova chefe de estado. Ela nasceu em 1954 em Cingapura, filha de um muçulmano de origem indiana e de mãe malaia. Casada e mãe de cinco filhos, ela iniciou sua vida política no Partido da Ação Popular (AP) que governa aquele país desde 1959.

 

 

  • Presa na última quinta-feira, sob a acusação de que teria encomendado a morte de um jornalista, a prefeita Roseli Ferreira Pimentel (PSB), de 44 anos, teria usado dinheiro público para pagar pelo assassinato.
  • Roseli teria desviado cerca de R$ 20 mil da Secretaria Municipal da Saúde, da administração de Santa Luzia, Minas Gerais, para pagar os autores materiais do crime.
  • A manobra contábil foi revelada ontem pela polícia mineira, que também indiciou a gestora por homicídio duplamente qualificado, peculato (uso de dinheiro público) e obstrução de provas.
  • O assassinato aconteceu em Agosto de 2016, na cidade de 72 mil habitantes, na região metropolitana de Belo Horizonte. Dono do jornal “O Grito”, Maurício Campos Rosa, de 64 anos foi morto com cinco tiros.
  • Para a polícia, o crime foi encomendado após a prefeita ter sido chantageada pela vítima. Então aliado de Roseli, o jornalista teria ameaçado divulgar críticas à gestão da prefeita durante a campanha eleitoral, já que ela disputava a reeleição.
  • Dos quatro outros assassinos, três estão presos e um foragido.