Flávio Gomes

2 de setembro de 2017

Causa própria

Percival Puggina, escritor: “Todos desejamos um Congresso Nacional composto por pessoas probas, responsáveis, competentes e dedicadas ao interesse público. Se tal anseio fosse atendido, nossas dificuldades institucionais, sociais e econômicas já estariam resolvidas. No entanto, a maior parte dos cidadãos brasileiros, na hora de escolher um parlamentar, busca alguém para cuidar dos seus interesses. E quanto mais privados forem, melhor. É assim que a alguns se creditam e perpetuam privilégios enquanto a conta segue, inexoravelmente, a débito de todos os demais, incluídas as gerações futuras. Num viés oposto, salutar, ao escolherem no leque de alternativas proporcionado pelos candidatos a uma determinada cadeira, os eleitores interessados no bem do país deveriam orientar sua opção àquele com cujas opiniões melhor se identifiquem. E não por convergência de interesses pessoais ou corporativos. Para despachante de interesses qualquer um serve. A inversão na natureza do mandato parlamentar é, também ela, uma forma de corrupção, problema de natureza moral, que atinge a finalidade mesma da política, corroendo a ideia de representação e originando um paradoxal filho da hipocrisia. Refiro-me ao eleitor – e como ele é típico! –  que elege alguém para cuidar de si e fica indignado quando percebe seu parlamentar fazendo exatamente a mesma coisa, dedicado a seus próprios negócios ou negociatas. No dia em que tais compreensões alcançarem parcela expressiva da sociedade brasileira, muitos patifes que só causam dano à pátria perderão suas cadeiras.”

Redundância

O senador Renan Calheiros está sugerindo a instalação de uma CPI para investigar os super salários do Executivo, do Legislativo e do Judiciário. É uma boa iniciativa para jogar para a platéia. Na verdade, o Congresso já está decidido a fazer valer, na prática, a limitação do teto constitucional, em torno de R$ 33 mil.

Explicação

De Renan Calheiros sobre denúncia de que Renan Filho recebeu propina da Odebrecht: “O governador jamais tratou de doações eleitorais com empresas. Essa tarefa coube ao presidente do partido em Alagoas, que é o próprio senador. Acusar alguém por obra executada por governo adversário é, no mínimo, um absurdo.”

Afetado

O governo Renan Filho tem sido muito bem avaliado. Várias pesquisas atestam isso. Na luta pela reeleição o governador incorpora dois fatores de risco a esse bom conceito, ao receber o natural apoio do senador Renan Calheiros – que tem alto índice de rejeição, há anos – e de Lula, condenado a 9 anos e meio de prisão.

Caminho

Do presidente da Federação das Indústrias de Alagoas, José Carlos Lyra de Andrade, ao receber a Comenda Tavares Bastos, maior honraria da Assembleia Legislativa: “Temos que reduzir os custos e atacar a burocracia. Necessitamos continuar investindo na educação de qualidade com atenção no ensino profissionalizante.”

Revoada

Informação do site Cada Minuto: “Integrantes do grupo do deputado estadual Rodrigo Cunha começam a se movimentar para sair do PSDB. Rodrigo já avisou que está incomodado com a atuação do partido nacionalmente, o apoio ao presidente Temer e os escândalos relativos ao senador Aécio Neves.”

No páreo

O psiquiatra Emanoel Fortes, vice-presidente do Conselho Federal de Medicina, tomou uma decisão, atendendo apelo de amigos médicos: vai disputar uma vaga na Câmara dos Deputados no próximo ano. Mas não definiu ainda o partido, o que deve acontecer no início de outubro, conforme determina a legislação.

Flipontal

Encerra-se neste sábado a I Feira Literária do Pontal da Barra, organizada por Carlito Lima. A programação será aberta às 9 horas, com lançamento de livros e palestra do historiador Geraldo de Majella. No encerramento, às 17h30m, haverá entrega de prêmios, cortejo poético pelas ruas do Pontal e show de Anderson Fidélis.

Opinião

Jornalista Sebastião Neri: “A falta de rudimentares conhecimentos da economia da maioria dos políticos e de muitos analistas na área jornalística não enxerga a gravidade do momento em que está mergulhada a economia brasileira. No Congresso e na imprensa prevalece a falta de racionalidade no enfrentamento realista.”

 

*O Tribunal de Justiça e o Governo do Estado lançam, na próxima 2ª feira, o programa “Rural Legal”, que vai entregar, gratuitamente, títulos de propriedade a 20 mil pequenos agricultores. Abertura às 15 horas, no Palácio República dos Palmares.

*Neste final de semana o Museu de História Natural da Ufal realiza a 13ª edição do Fim de Semana no Museu. Desta vez, o evento será organizado pelo setor de Botânica. Haverá mini cursos, oficinas, mesas redondas e diversas atrações culturais.

*O Gabinete Civil, por meio do Arquivo Público, promove o Concurso de Monografias – Alagoas 200 anos. Serão selecionadas duas pesquisas que tenham como principais fontes o acervo estadual. Os trabalhos poderão ser entregues até 2ª feira, 4 de setembro.

*De 2ª feira a sábado, 9, acontece na Escola Técnica de Artes da Ufal o Sururu LAB – Laboratório de Narrativas Urbanas. O projeto oferece um total de 75 vagas em um ciclo de formação e reflexão. As inscrições serão feitas meia hora antes de cada oficina.

 

*O Centro de Cultura e Estudos Étnicos Anajô realiza neste sábado o projeto Tambor Falante, com o tema “Ra cismo institucional e estatuto da igualdade racial”. Às 15 horas, no Ilé N’ifé Omi Omo Posú Betá (Rua Campos de Teixeira, Ponta da Terra).

* A música é atração nos finais de semana do Mercado do Artesanato Margarida Gonçalves, em Arapiraca. Neste sábado haverá show do Mestre Bastinho da Sanfona, 20 horas. Parceria Prefeitura- Associação Cultural de Tradições Nordestinas.

 

“Sou vítima de perseguição política”

Gleise Hoffmann

Senadora do PT/PR e presidente nacional do partido, sobre acusação de receber R$ 1 milhão desviado da Petrobras