Blog do Dresch

25 de agosto de 2017

Hospital Metropolitano custará R$ 64 milhões

hospital metropolitano custara r 64 milhoes 600x300 c - Hospital Metropolitano custará R$ 64 milhões

            As obras do Hospital Metropolitano seguem seu ritmo normal, apesar das chuvas. O trabalho está na fase do alicerce e em breve começarão as instalações dos blocos de concreto, vigas e pilares, com a expectativa do tempo melhorar. O Hospital ofertará 180 leitos e receberá investimentos de R$ 64 milhões em recursos próprios do Estado. A previsão do Secretário de Estado da Saúde, Christian Teixeira, é que a obra esteja concluída em 18 meses. Dos 180 leitos que serão abertos, 100 serão destinados ao atendimento clínico, 20 para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 20 para a Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) e ainda para a UTI Neonatal. Também haverá espaço para a assistência a mulher, com atendimentos clínicos e ginecológicos e 40 leitos obstétricos para partos normais.

Hospital terá 180 leitos 2

             Este novo hospital terá seis pavimentos e 15 alas, com uma área construída de 13.904,19 metros quadrados, em uma área total de 57.058,87 m2. A unidade será de grande porte, proporcionando um atendimento de qualidade para a população da parte alta de Maceió e para moradores dos municípios próximos, reduzindo o fluxo de pacientes no Hospital Geral do Estado (HGE). A construção do Hospital Metropolitano e do Hospital da Mulher, além dos hospitais da região norte e das reformas nas unidades de Delmiro Gouveia e União dos Palmares, permitirá ao estado de Alagoas garantir uma oferta de alto nível e de referência no atendimento à população.

 

Entregando o Brasil

                   O Aeroporto Zumbi dos Palmares, aqui em Maceió, vai mesmo ser leiloado pelo governo federal no próximo ano. Ele faz parte de um lote de 57 equipamentos que serão privatizados em 2018. Serão colocados à disposição da iniciativa privada 14 aeroportos, 11 linhas de transmissão de energia e 15 terminais portuários. Na reunião desta semana do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) foram incluídas algumas rodovias, a Casa da Moeda, a Lotex, e a Companhia de Docas do Espírito Santo, além da Eletrobrás. Os aeroportos foram divididos em quatro blocos. Um deles inclui apenas o Aeroporto de Congonhas, superavitário e com um movimento de R$ 21 milhões de passageiros por ano. Outro inclui os aeroportos do Nordeste (Maceió, Recife, Aracaju, João Pessoa, Campina Grande e Juazeiro do Norte). Outro bloco é formado por terminais do Mato Grosso (Cuiabá, Sinop, Alta Floresta, Barra do Garça e Rondonópolis). Um quarto bloco vai abranger os terminais de Vitória (ES) e Macaé (RJ).

 

Meio ambiente vilipendiado

                   O presidente Michel Temer autorizou a abertura de um território de 47 mil quilômetros quadrados para exploração mineral entre o norte do Pará e o sul do Amapá. A decisão deve acirrar os conflitos entre a atividade minerária, a conservação da biodiversidade e os direitos indígenas na área que supera o tamanho da Suíça. As atividades de mineração no local foram autorizadas no final da ditadura, mas não prosperaram, inclusive pela pressão internacional. Agora o governo entregou a área a interessados em extrair metais como ouro, zinco, fosfato, terras raras e cobre. O local é denominado como Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca).

Meio ambiente vilipendiado 2

                   Um estudo elaborado pelo WWF-Brasil, indica que a busca pelos metais deve acelerar os conflitos na região. O levantamento identifica nove áreas protegidas dentro do perímetro da antiga Renca: há três unidades de conservação de proteção integral (destinadas exclusivamente à preservação de recursos naturais), quatro unidades de conservação de uso sustentável (que podem ser exploradas mediante um plano de manejo apontando claramente as atividades permitidas) e duas terras indígenas (onde a proibição é total). O estudo aponta que a atividade minerária pode trazer a região impactos como explosão demográfica, desmatamento, comprometimento de recursos hídricos, perda da biodiversidade e conflitos fundiários.

O mistério do Nautilus

            A polícia dinamarquesa tenta entender o que aconteceu no interior do submarino Nautilus, palco de um crime bárbaro e que teve como vítima a jornalista sueca free lancer, Kim Wall. A polícia, após encontrar um torso feminino em uma praia ao sul de Copenhagen, revistou o submarino e encontrou alguns pertences da jornalista e muitas manchas de sangue. O exame de DNA confirmou que o torso localizado na baía de Kege, era de Kim. O dono e construtor do submarino, o dinamarquês Peter Madsen deu versões desencontradas sobre o desaparecimento da jornalista e por isso foi preso. Resta agora saber a motivação e a forma do homicídio.

O mistério do Nautilus 2

               Kim Walls, jornalista de 30 anos, formada na Universidade de Columbia, trabalhava com reportagens especiais. Convidada a escrever sobre o submarino projetado por Madsen ela embarcou no Nautilus em 10 de Agosto. E teria sumido no dia seguinte. Neste mesmo dia, o inventor foi resgatado por autoridades dinamarquesas entre as costas da Dinamarca e a Suécia, antes do “naufrágio” do submarino. Ele disse que a jornalista havia desembarcado em uma praia, onde acontecia uma festa. Depois deu outra versão, de que ela havia sofrido um acidente e ele teria jogado o corpo ao mar. Nada disso convenceu os investigadores que acreditam que o inventor assassinou e desmembrou a jornalista.

 

  • Aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começam a receber a primeira parcela do 13º salário a partir de hoje (25).
  • O depósito da gratificação será feito conjuntamente com o pagamento referente ao mês de Agosto, e segue até o próximo dia 8 de Setembro, seguindo o cronograma elaborado.
  • Em todo o Brasil são 29,2 milhões de beneficiários que estarão recebendo a primeira parcela do abono. Os pagamentos (13º e folha) representam uma injeção extra na economia brasileira, nos meses de Agosto e Setembro de pelo menos R$ 19,8 bilhões.
  • Nesta primeira parcela da gratificação não haverá desconto do Imposto de Renda. Ele será descontado nos 50% restantes que será liberado em Novembro e Dezembro.
  • Aposentados e pensionistas em sua maioria receberão 50% do valor do benefício. Para quem passou a receber depois de janeiro, a gratificação será paga proporcionalmente.