Blog do Dresch

23 de agosto de 2017

Federal indicia Agripino por corrupção e lavagem

federal indicia agripino por corrupcao e lavagem 600x300 c - Federal indicia Agripino por corrupção e lavagem

                   A Polícia Federal indiciou o senador José Agripino (DEM-RN) pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro devido ao recebimento de propina da empreiteira OAS em troca de auxílio político para liberação de recursos do BNDES, destinados à construção da Arena das Dunas, em Natal, um dos estádios da Copa do Mundo de 2014. A informação partiu da própria Polícia Federal. “O recebimento das vantagens ilícitas se deu tanto por meio de doações eleitorais oficiais, como por meio de repasses em espécie, que transitaram por contas do próprio investigado e também por contas de familiares, entre 2012 e 2014, totalizando a quantia de R$ 2 milhões” disse à PF no comunicado.

Agripino na mira da PF 2

                   Além do senador, que também é presidente do DEM, foram indiciados-presidente da OAS, José Aldemário Pinheiro Filho (Leo Pinheiro) e ainda Carlos Thompson Costa Fernandes, presidente do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte, na época dos fatos. Segundo a PF, a investigação teve como base a delação premiada do doleiro Alberto Yousseff, além da análise de mensagens de texto extraída do telefone celular de Leo Pinheiro, quebras de sigilo bancário, fiscal e telefônico dos investigados e depoi[LD1] mentos de diversas pessoas. A construção do estádio na capital do Rio Grande do Norte, custou cerca de R$ 400 milhões. Em uma investigação paralela, a PF prendeu recentemente o ex-presidente da Câmara dos Deputados e ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves.

 

Agora é o semipresidencialismo

                   Agora o presidente Michel Temer diz que o semipresidencialismo seria um sistema “extremamente útil” para o Brasil. Ele disse que tem discutido o assunto com Rodrigo Maia (presidente da Câmara), Eunício Oliveira (presidente do Senado) e Gilmar Mendes (presidente do Tribunal Superior Eleitoral). Neste novo sistema de governo existe uma divisão de poderes entre o primeiro-ministro e o Presidente da República. “Minha experiência tem revelado que seria útil para o Brasil. Temos conversado muito sobre isso, acreditando que pode ser uma das hipóteses mais válidas. Precisamos alongar estes estudos para verificar qual o melhor momento da sua aplicação e eficácia” disse Temer aos jornalistas, durante um almoço no Itamaraty oferecido ao presidente do Paraguai, Horácio Cartes, a quem Temer saudou como presidente de Portugal!

 

Destaque na exportação

           A revista Exame Melhores & Maiores, na sua mais recente edição, relacionou a Usina Coruripe entre as 50 maiores exportadoras por vendas do país. Ressalte-se que apenas três empresas nordestinas fazem parte do ranking: a Suzano Papel e Celulose, na Bahia (12º lugar), a Paranapanema, Siderurgia e Metalurgia, também da Bahia (23º posição) e a Usina Coruripe de Alagoas em 46º lugar. Controlada pelo Grupo Tércio Wanderley (nome do fundador), que além da Coruripe tem outras quatro plantas em Minas Gerais. Algumas de suas usinas alcançaram o melhor índice de produtividade do país por área, chegando a produzir 114 toneladas de cana-de-açúcar por hectare.

Mudar de nome, melhora?

             O PMDB convocou uma convenção nacional, em 27 de Setembro, para voltar a adotar o antigo nome da sigla: Movimento Democrático Brasileiro (MDB) que foi utilizado entre 1966 a 1979, durante a ditadura militar. Um dos ferrenhos defensores da mudança de nome, é o presidente do partido, senador Romero Jucá (RR) que acredita que a mudança irá modernizar a legenda, para alcançar dividendos eleitorais. “Estamos resgatando a nossa memória histórica e retirando o último resquício da ditadura dentro do PMDB” assegurou Jucá. O acréscimo da letra “P” foi uma determinação da ditadura para todas as siglas políticas do país.

O rei da Arábia Saudita

               Se Neymar está arrebentando na França, um outro brasileiro vive momentos de glória no futebol da Arábia Saudita: é o meia Carlos Eduardo, 27 anos, há dois anos principal ídolo do Al Hilal, clube mais popular do país e dono de uma das maiores torcidas da Ásia. Foram quatro títulos nacionais no tempo em que Carlos Eduardo comanda a equipe. Na cidade de Riyadh, sede do clube, o meia brasileiro nem pode sair ás ruas, e no shopping, circula com escolta da segurança do local. Com 42 gols, ele superou a marca de outro brasileiro que fez história no clube: Rivelino que jogou por lá entre 1979 e 1981.

O rei da Arábia Saudita 2

            Quando Carlos Eduardo chegou na Arábia, em 2015, viu que poderia alcançar sua estabilidade profissional. No primeiro jogo, recebeu a promessa de um xeque, de ganhar 10 mil riads (R$ 8,5 mil) ao marcar um gol. Quando isso aconteceu o xeque respondeu entusiasmado. “Não vou lhe dar 10 mil riads. Vou te dar 110 mil” (R$ 93,5 mil). No último mês de Maio ao marcar o gol do título da Copa do Rei, o presidente do clube, xeque Nawaf bin Saad lhe deu de presente um iPhone de ouro, com seu nome gravado. Outro príncipe árabe lhe deu um leão, de verdade, que ele não pode aceitar pois não tinha como manter o animal no seu condomínio.

 

 

  • Professores de matemática e pesquisadores das ciências exatas, cinco mestres alagoanos serão homenageados pelo Governo do Estado, na Semana Nacional da Ciência e Tecnologia (SNCT) 2017, que acontecerá de 23 a 29 de Outubro.
  • Os matemáticos Fernando Codá, Manfredo Perdigão, Elon Lages, Edmilson Pontes e Benedito Morais tornaram-se referência para gerações em Alagoas.
  • Eles decifraram problemas, escreveram diversos livros didáticos, artigos e teses de pesquisa, sempre visando o ensino e a compreensão da matemática.
  • Tendo como tema central “A Matemática está em tudo”, a SNTC acontecerá em todo o Brasil. Sendo considerado o biênio da matemática, dois grandes eventos terão o país como sede.
  • Pela primeira vez, a Olimpíada Internacional de Matemática (IMO 2017), e o Congresso Internacional de Matemáticos (ICM 2018), o mais importante evento do mundo voltado à disciplina, serão desenvolvidos por aqui.