Blog do Dresch

22 de agosto de 2017

Polícia Federal terá mais 60 dias para investigar Collor

                   A Polícia Federal terá mais 60 dias para concluir as investigações sobre o suposto repasse de R$ 800 mil da Odebrecht Ambiental ao senador Fernando Collor (PTC-AL). O prazo foi prolongado pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF). Collor foi delatado por executivos da empresa ambiental, que disseram terem pago R$ 800 mil em troca de apoio à privatização dos esgotos de Alagoas. O ex-presidente teria sido beneficiário de caixa dois da Odebrecht Ambiental em razão do lobby pela privatização do saneamento de Alagoas, segundo o ex-presidente de saneamento do Grupo. Segundo a delação, os valores teriam sido operacionalizados entre os executivos e o primo do senador, Euclydes Mello.

A investigação sobre Collor 2

                   Em 2009, a Odebrecht tinha em seus planos pleitear a concessão à iniciativa privada do sistema de saneamento do estado de Alagoas, segundo Fernando Reis, ex-presidente da empresa ambiental. “O investimento era chamado de Sistema Adutor do Agreste. E tinha como objeto o abastecimento de água aos municípios de Arapiraca, Coité do Nóia, Igaci, Craíbas dos Nunes e Mineração Vale Verde. A empresa chegou a apresentar um estudo de viabilidade. Em duas ou três visitas que fizemos à Maceió, percebi que havia uma enorme oportunidade para investimentos privados no setor de saneamento, que tem os piores índices de cobertura do país” disse Reis na delação.

A investigação sobre Collor 3

                   Fernando Reis disse ainda que a Odebrecht passou a estudar a privatização da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal). A fim de viabilizar o projeto houve uma reunião, no dia do aniversário de Collor, em seu apartamento pessoal. No encontro estavam os executivos Alexandre Barradas e Fernando Reis além de Euclydes Mello e Fernando Collor. Após ouvir a proposta de privatização da Casal, Collor disse que era favorável à iniciativa privada e queria muito que a Odebrecht “fizesse obras”. Na mesma reunião ficou decidido o repasse, via caixa dois. O senador alagoano, se pronunciou após a revelação do teor da delação. Garantiu que nunca recebeu da Odebrecht qualquer vantagem indevida não contabilizada na campanha eleitoral de 2010.

 

Reforma política sem acordo

                   O plenário da Câmara deve analisar hoje (terça-feira) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que trata da reforma política e prevê um novo sistema eleitoral para vereadores, deputados e senadores, o chamado “distritão” e também a criação de um fundo com dinheiro público para financiar campanhas eleitorais. A sessão está prevista para as 13h, com votação do texto-base que não tem consenso entre os parlamentares. Pelo “distritão” serão eleitos vereadores, deputados (estaduais e federais) mais votados e não será considerada a proporcionalidade do total de votos recebidos por partidos e coligações, e surgem alternativas como “distritão misto” com uma combinação de voto no candidato e na legenda. A expectativa é que a discussão se arraste por várias sessões, uma vez que além do texto base existem ainda 14 destaques para análise.

 

A supremacia norte-americana

               O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, mostrou na realidade, (o que é ou pensa!) a supremacia branca americana. No Chile, Pence cobrou que Brasil, México, Chile e Peru rompam os laços diplomáticos com a Coreia do Norte a fim de ampliar o isolamento ao regime de Kim Jong-um. No encontro com a presidente Michelle Bachelet, o vice presidente disse que os EUA acreditam que os países sul-americanos tomem uma posição dura contra a Coreia, que tem confrontado e ameaçado com o uso de armas nucleares a Coreia do Sul e o Japão.

A supremacia norte-americana 2

           A presidente chilena, Michelle Bachelet reafirmou seu apoio “à renovação de todos os esforços diplomáticos” para obter uma solução pacífica que permita cancelar o programa balístico norte-coreano. O comércio entre países da América do Sul e a Coréia do Norte é pouco significativo. As exportações brasileiras para lá, em 2016, somaram apenas US$ 2,1 milhões com a venda de café, carne, tabaco e couro. Já o Brasil importou US$ 8,7 milhões em produtos norte-coreanos. A Coreia possui uma embaixada em Brasília, e o Brasil abriu uma representação em Pyongyang em 2009.

PT recebe filiações

              O ator Fábio Assunção se filiou ao PT. A confirmação aconteceu esta semana através de uma publicação no site do partido. Além de Assunção, os atores   Tássia Camargo e Nando Cunha e a escritora Elika Takimoto também assinaram a ficha de filiação. O diretório do Rio de Janeiro comemorou as adesões, que podem estimular outras pessoas a ingressarem no Partido dos Trabalhadores. A notícia da filiação de Fábio Assunção havia sido publicada pela revista Época, na última edição.

 

 

  • O município de São Miguel dos Campos poderá intensificar o combate à criminalidade, graças ás novas ferramentas disponibilizadas ontem pelo Governo do Estado.
  • Foi inaugurada a reforma completa da Delegacia Regional de São Miguel dos Campos, além de novas viaturas para a Força Tarefa, para um combate mais efetivo à violência local.
  • O governador Renan Filho, acompanhado do secretário adjunto da Segurança Pública, Acácio Júnior, fez a entrega do prédio que ganhou uma reforma completa que incluiu reparos hidráulicos e elétricos, restauração de todas as grades, pintura e outras melhorias.
  • Já as viaturas da Força Tarefa darão maior suporte às ações de combate à criminalidade em toda a região e contribuirão para que os índices de violência continuem com a tendência de redução.
  • São Miguel dos Campos já vinha obtendo resultados expressivos na área da segurança pública, uma vez que havia reduzido drasticamente o número de homicídios, e apresentava um avanço nos índices de segurança em relação aos anos anteriores.