Blog do Dresch

15 de agosto de 2017

Ensino Médio adota método inovador

          A Secretaria de Estado da Educação tem desenvolvido um programa inovador destinado aos alunos do Ensino Médio da rede estadual. Trata-se do Programa Ensino Médio Inovador (PróEMI), que propõe um redesenho da proposta curricular com um investimento específico para os projetos planejados. No Estado, 125 escolas da rede pública já receberam a verba para desenvolvimento do Programa, garantiu o Secretário de Estado da Educação, Luciano Barbosa. O objetivo da Secretaria é construir um Ensino Médio com uma proposta que promova a formação integral do estudante, estimulando o seu protagonismo.

Ensino Médio Inovador 2

              Ao fazer sua adesão ao programa a escola pode optar por um dos formatos disponíveis:  5 ou 7 horas para o desenvolvimento das atividades. São colocados oito Campos de Integração Curricular (CIC) para escolha de cinco deles: acompanhamento pedagógico em língua portuguesa e matemática; iniciação científica e pesquisa; mundo do trabalho; comunicação, uso de mídias e cultura digital; línguas adicionaisestrangeiras; cultura corporal; produção e fruição das artes e protagonismo juvenil. Todas as propostas devem conter os primeiros quatro campos, que são obrigatórios, e pelo menos mais um dentre os outros quatro.

 

Governo amplia pente fino

                   Assim como fez com os benefícios do auxílio-doença, o governo iniciou o pente fino no BPC (Benefício de Prestação Continuada) direcionado a idosos e deficientes de baixíssima renda, e encontrou 60 mil benefícios irregulares. O cancelamento deverá proporcionar uma economia estimada em R$ 670 milhões. O Ministério do Desenvolvimento Social encontrou 17 mil pagamentos a pessoas que já morreram (R$ 190 milhões por ano de economia). Outras 43 mil pessoas recebiam o recurso mesmo possuindo renda maior que o valor exigido para entrar no Programa. No próximo ano peritos verificarão “in loco” as condições físicas e de moradia dos beneficiários. Tem direito ao benefício deficientes incapacitados e pessoas acima de 65 anos com renda familiar inferior a um quarto do piso. O Programa atende hoje a 2,48 milhões de deficientes e 1,99 milhão de idosos, custa R$ 50 bilhões e não era revisado desde 2008.

 

Esquerda discute o país

                   Grupos e integrantes de partidos de esquerda lançam esta semana um movimento para discutir projetos para o país e o futuro ideológico. O objetivo é estimular o debate sem seguir a pauta eleitoral, nem consta a formação de um novo partido. Haverá uma série de debates em praças, transmitidos online por um site que permitirá a participação de internautas. O primeiro debate está previsto para São Paulo em 26 de Agosto e estão programados outros para Belém, Recife, Rio, Porto Alegre, Fortaleza e Belo Horizonte. O site entrou no ar ontem, batizado de Vamos! desenvolvido pelo Coletivo Ninja. A ideia se baseia no movimento que originou o partido Podemos, da Espanha.

Esquerda discute o país 2

                   “Queremos discutir um projeto para um período de 10, ou 20 anos. Precisamos de uma discussão honesta, sem tabus e com espírito crítico” diz Guilherme Boulos, do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) que passou uma temporada na Espanha a convite do Podemos. A articulação partiu da Frente Povo Sem Medo, do qual o MTST faz parte, e contará ainda com integrantes do PSOL, PT, PCB, UNE, Uneafro, CUT, Intersindical, Movimento de Luta nos Bairros, Vielas e Favelas e Associação dos Povos Indígenas. A articulação de agora é vista por alguns grupos como uma forma de pensar a esquerda “além de Lula”.

STF veta aumento para juízes

                   A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu não inserir na proposta de orçamento do próximo ano a previsão de aumento dos salários dos ministros da Corte. Se a proposta fosse aceita, o salário dos integrantes do STF, passaria de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil e teria efeito cascata nos salários do funcionalismo. O reajuste atenderia ainda um pleito das entidades representativas dos magistrados brasileiros, que pressionaram a ministra Carmen Lúcia, presidente do Supremo para tentar obter um aumento de 16,8%.

STF veta aumento para juízes 2

                    Os dirigentes das entidades de classe dos juízes também tentaram convencer os demais ministros do Supremo, em busca de apoio para o reajuste. Mas foram alertados que o aumento não seria colocado na proposta orçamentária do próximo ano. Além da presidente, votaram contra o aumento os ministros Gilmar Mendes, Luis Roberto Barroso, Celso de Melo, Dias Toffoli, Rosa Weber, Edson Fachin e Alexandre de Moraes. Votaram a favor da inclusão Ricardo Lewandowski, Luiz Fuchs e Marco Aurélio Mello.

 

  • A duplicação da AL-220 vai ser um marco na história do desenvolvimento econômico de Alagoas, unindo as maiores regiões metropolitanas do Estado, afirmou o governador Renan Filho, ao lançar o edital de licitação da rodovia, que liga São Miguel dos Campos a Arapiraca.
  • Serão 64 km de pista duplicada, com todos os retornos e acessos contemplados, explica o secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral. A obra está orçada em R$ 170 milhões.
  • A obra contempla serviços de reestruturação asfáltica e duplicação do trecho que vai do entroncamento da rodovia AL-110/115 no município de Arapiraca, até a BR-101, em São Miguel dos Campos.
  • O processo de concorrência com apresentação das propostas será realizado em sessão pública dia 12 de Setembro ás 10 horas.
  • A duplicação da AL-220 será realizada em duas etapas: a primeira delas conecta a capital ao município de São Miguel dos Campos, já iniciada. E a segunda, a que se reporta este edital, compreende o trecho entre São Miguel e Arapiraca.