Flávio Gomes

2 de agosto de 2017

Só a educação liberta

Solange Jurema, presidente nacional do PSDB Mulher, ao portal “Diário do Poder”: “A Olimpíada Internacional da Matemática, cuja sigla em inglês é IMO, reúne, no Rio de Janeiro, 623 universitários de 112 países, mas o que incomoda é que apenas 65 são mulheres e somente sete são do Brasil. Por que? A resposta é simples: a educação não é prioridade no Brasil. São os professores que não recebem incentivos e, conseqüentemente, as crianças não se sentem estimuladas. É uma bola de neve! Efeito dominó que mostra um resultado constrangedor para o Brasil: jamais o país conseguiu ter mais de sete brasileiras participando da Olimpíada Internacional da Matemática. Os professores mal remunerados, não se sentem incentivados a estimular os alunos, que não são bem introduzidos no ensino da matemática e do raciocínio lógico e assim, simplesmente estagnam. Cada vez mais, essa carência se acentua no país, colocando o Brasil em péssimas posições e de forma pífia quando o assunto é educação: são sete mulheres numa Olimpíada Internacional de Matemática e ainda há 12,9 milhões de brasileiros analfabetos, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) – dos quais mais de 50% são mulheres. Por isso não paro de repetir e não se enganem – nem me canso de dizer – que o começo de tudo é na educação infantil. Investir em educação infantil não é aumentar a despesa, como alguns ousam afirmar, é aplicar em incremento social e econômico. Só assim será possível ver uma luz no fim do túnel…”

Quem será?

Site Cada Minuto: “O fim do recesso político deve finalizar o acordo do PMDB, dos Renans, com o PT de Alagoas (A aliança deve ser consolidada durante a visita de Lula), e o PDT de Ronaldo Lessa, que pediu uma secretaria maior que a do Trabalho e vai ser atendido. Mas não fica por aí. Uma dobradinha no Senado pode ser repetida. Renan e… Quem o internauta aposta?”

Vantagem

Ministros do governo Michel Temer, os deputados federais Marx Beltrão (PMDB) e Maurício Quintella (PR) têm cumprido pautas distintas em relação a Alagoas. Trazem obras e recursos, como ministros, mas também como parlamentares. Ficam, assim, em boa situação para a disputa da eleição do próximo ano.

Na prática

No caso de Marx Beltrão, diz a “Folha de São Paulo”: “De R$ 84,6 milhões distribuídos entre governos e prefeituras de janeiro a julho deste ano, R$ 11,3 milhões foram para cidades alagoanas”. Penedo, Feliz Deserto, Coruripe e Jequiá da Praia receberam R$ 3,8 milhões em verbas, todas liberadas pelo Ministério do Turismo.

Penúria

Não está fácil a situação financeira da Prefeitura de Maceió. O município tem a receber R$ 400 milhões de débitos em tributos, mas um programa de incentivo e parcelamento, encerrado dia 28, só arrecadou um por cento disso. Os devedores serão cobrados administrativamente e depois irão para a Dívida Ativa.

Proposta

Deputada estadual Thaise Guedes (PMDB), sobre seu projeto para implantação de sistema de captação de água da chuva em escolas públicas estaduais: “Os benefícios são inúmeros no âmbito ambiental, econômico e social. Depois do investimento inicial, não haverá mais gastos. Afinal, a água da chuva é gratuita.”

Boa ideia

Fecomércio/AL teve uma iniciativa interessante: propõe que lojas que comercializam lâmpadas disponibilizem um ponto de coleta de lâmpadas inservíveis. O objetivo é o reaproveitamento do material descartado para uso em outros ciclos produtivos ou para destinação final adequada à preservação ambiental.

Opinião

Cientista político Murillo de Aragão: “Uma palavra sobre Lula e o PT: ao invés de fazerem uma viagem para o futuro, ambos estão de volta ao passado. Apoiam, inacreditavelmente, o regime de Nicolás Maduro na Venezuela e não aceitam fazer uma autocrítica. Vivem no autoengano.”

 

*Mais uma greve em empresas de ônibus em Maceió penaliza a população, que fica privada de se deslocar para trabalho ou outra finalidade. Para fazer manifestação sem prejudicar os usuários poderiam muito bem sair com os veículos e liberar as catracas.

A Associação dos Procuradores do Estado de Alagoas e a PGE promovem, dias 10 e 11, o curso “Teoria da decisão judicial e precedentes”, comJaldemiro Rodrigues de Ataíde Jr., doutor em Direito Processual Civil pela PUC-SP. Contato: 3221.7293.

*O Movimento Alagoas Competitiva e o Sebrae estão divulgando a edição 2017 do Prêmio Competitividade Alagoana – Micro e Pequena Empresa. Hoje, em Palmeira dos Índios (Restaurante Sabor da Terra, 18h30m); dia 8, na cidade de Marechal Deodoro.

*A Orquestra Filarmônica de Alagoas apresenta hoje o concerto “Orquestra é o Maior Barato”, às 19h30m, no Teatro Deodoro. Os ingressos já estão esgotados, mas deverá haver nova exibição ainda em agosto, também sob regência do maestro Luiz Martins.

A Adufal recebe hoje, em sua sede, o Coletivo Brasil de Comunicação- Intervozes para um debate sobre “Direito Humano à Comunicação”. Às 18h30m, com lançamento do relatório “Direito à Comunicação no Brasil” e o documentário “Julio quer saber”.

A Faculdade Pitágoras de Maceió realiza no próximo domingo, às 14 horas, concurso de bolsas de estudo para quem deseja ingressar no ensino superior ainda neste ano. São oferecidas duas bolsas, de 100% e de 50%. Contato: www.vestibularja.com.br.

 

“Só se faz obra se pagar. Se não pagar, não faz.”

Alberto Yousseff

Doleiro envolvido na Operação Lava a Jato, que cumpriu três anos de prisão, em entrevista à “Veja”