Sérgio Toledo

2 de agosto de 2017

CrossFit

 

Brasileiros e brasileiras gostam de novidade e de nomes em inglês. Estrangeirismos. Anglicismos. Crossfit além de anglicismo é uma novidade em atividade física.

Cross = cruzar. Fit = em forma. O crossfit tem ainda o workout of the day = o treino do dia. Haja novidade e mistura na escrita e pronúncia!

Então a atração é fatal. Se a atração for bem dosada e traga ao “freguês” e a “freguesa” uma qualidade de vida sem lesões será muito bem vinda. Entendo que fazer atividade física por toda a vida seja muito importante. E fazer atividade física que seja prazerosa.

Mais o que vem a ser CrossFit? É um programa de treinamento. Trabalha força e condicionamento. Procura englobar todos os movimentos corporais exercidos nas mais diversas atividades esportivas.

Muito bom.

Vi outro dia numa rede de TV aberta uma reportagem sobre a atividade citada. Fiquei preocupado quando uma jovem que vai defender o País no exterior, no alto dos seus 15 (quinze anos) fazia exercícios que só de vê na TV, fiquei cansado e com o corpo todo dolorido.

Veio à mente os ensinamentos que recebi do meu amigo e Professor João Gilberto Carazzato do Hospital das Clinicas de São Paulo e pioneiro na área da medicina esportiva no País. Atividade física em academia só após os 16 (dezesseis) anos. Meninos e meninas necessitam que seus ossos, suas articulações, seus músculos e tendões estejam “maduros” para então serem exigidos.

Outro detalhe é que os defensores do referido “cruzar em forma” falam que é direcionado para todas as pessoas: atletas profissionais, amadores, mulheres, crianças, gestantes, jovens, velhos e mesmo pessoas com necessidades especiais. É uma panaceia!

Então seres humanos todo cuidado quando se envolverem com a atividade física em tela. Antes procurem um médico especialista em cardiologia, ortopedia, medicina esportiva, etc. para receber as orientações necessárias para o seu caso.