Flávio Gomes

27 de julho de 2017

Tensão e emoção

Murillo de Aragão, cientista político: “Se o povo soubesse da real necessidade de fazer a reforma previdenciária, ela já teria sido aprovada. Sem mexer na Previdência, o Planalto passa o tema para a agenda prioritária do próximo governo. Seja ele qual for.

Se sobreviver – o que é provável –, Temer terá uma nova maioria que deverá, contudo, ser menor do que aquela que apoiou o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. A fracassada bala de prata de Janot destruiu a base e, como efeito colateral, antecipou as preocupações com as eleições. Os ‘cabeças pretas’ do PSDB, preocupados com o patrulhamento da mídia, debandaram e não estão dispostos a salvar Temer. Pensam que serão justiçados pelas urnas. É natural que pensem dessa forma, pois temem não se eleger. Não sabem que a grande mídia pode destruir alguns, mas não a maioria, que se elege de carona no quociente eleitoral dos outros. A questão vai ser resolvida, como sempre, na caneta. E a caneta de Temer ainda tem muita tinta, mesmo em meio à crise fiscal. Paradoxalmente, a tinta da caneta do presidente pode ter o condão de eleger muitos… A certeza que fica é que o segundo semestre será tenso e emocionante. Tanto pelos fatos em si quanto pela evidente intenção de quem noticia transformar tendência ou hipótese em realidade.”

Proposta

O governador Renan Filho poderia muito bem aceitar o reajuste do seu salário, aprovado pela Assembleia Legislativa. Garantiria, assim, o reajuste salarial de algumas categorias de servidores estaduais. Se acha injusto ter o salário aumentado, num momento de crise financeira, que doasse a instituições de caridade o que acha excesso.

Palanques

Atos simultâneos de gestão, com aspecto político. Isso ocorreu, ontem, com a presença em Maceió dos ministros da Saúde, Ricardo Barros, e dos Transportes, Maurício. Quintella. Barros veio por interferência do senador Benedito de Lira; Quintella, para autorizar o viaduto da PRF, executada pelo governador Renan Filho.

Opostos

Benedito de Lira é do PP, oposição a Renan Filho (PMDB), e concorrerá, no próximo ano, com o senador Renan Calheiros, também peemedebista. O detalhe é que Maurício Quintella integra o grupo de oposição ao governo estadual, mas esteve com o governador por dever de ofício, até porque a obra é do seu ministério.

Aperto

As duas principais prefeituras do Estado, Maceió e Arapiraca, diminuíram os valores da contribuição à Associação dos Municípios Alagoanos, presidida por Hugo Wanderley, do PMDB. Ambas administradas por filiados ao PSDB e com a mesma justificativa: crise financeira. Mas garantem que é apenas mera coincidência.

“Fico”

Rui Palmeira, prefeito de Maceió, refuta as informações, bastante difundidas, de que pode trocar o PSDB por outra legenda. “Nunca pensei em sair do PSDB”, disse ele de público, em entrevista ao programa “Conjuntura”, da TV Mar. Rui alega que não tem nenhum motivo para sair do partido, aonde se sente muito bem.

Boa causa

Hoje, a partir das 10 horas, na sede da Apala, ocorre o lançamento oficial da campanha McDia Feliz 2017, do Instituto Ronald McDonald. O evento, que beneficia projetos pela cura do câncer infantil e juvenil, ocorre há 28 anos, em todo o mundo, sempre no último sábado do mês de agosto, na rede de lances McDonalds.

Opinião

Do jornalista Leandro Sakamoto, em seu blog, sobre ataques de políticos à Imprensa: “O exercício das liberdades pressupõe responsabilidade. Quem não consegue conviver com isso, não deveria nem fazer parte do debate público, recolhendo-se, junto à sua incapacidade de viver em sociedade, ao seu cantinho.”

 

*Site “Migalhas”: “Ninguém se engane. A aparente calmaria dos últimos dias será interrompida tão logo o Judiciário volte a funcionar. A delação de Lucio Funaro deverá ser homologada na primeira semana de agosto. A partir daí, salve-se quem puder.”

*A Associação Brasileira de Recursos Humanos realiza, hoje e amanhã, no Hotel Ritz Lagoa da Anta, em Jatiúca, o 14º Congresso Alagoano de Gestão de Pessoas, com o tema “Gestão, Liderança e Ética: seja um agente transformador”.

* A Orquestra e o Coro da Universidade Federal de Alagoas dividem hoje, mais uma vez, o palco do Teatro Deodoro para a segunda apresentação do projeto “Quinta Sinfônica” em 2017. A apresentação será a partir das 20 horas, com entrada gratuita.

*A Secretaria de Estado da Cultura promove hoje mais uma edição do “Papo de Mestre”. O projeto acontece, a partir das 14 horas, na Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos. O tema para esta edição é “Escola, Folclore e a História de Alagoas”.

*O Teatro de Arena Sérgio Cardoso recebe hoje o show ‘Outras Canções de Amor e Ódio’, com Júnior Almeida e Andrea Laís, acompanhados de Toni Augusto (violão) e Bruno Palagani (cavaquinho e bandolim). Às 19h30m, no projeto “Quinta no Arena”.

*O projeto “Quintas no Poço”, que apresenta artistas alagoanos para homenagens a ritmos e grandes nomes da música, tem hoje show com Naná Martins, que se reporta à obra da baiana Daniela Mercury. As 19h30m, no Sesc Poço, com entrada franca.

*Nos 101 anos do artista popular alagoano Manoel da Marinheira (1916-2012), a revista “Graciliano”, da Imprensa Oficial de Alagoas, inaugura hoje, 20 horas, a mostra “A Floresta Encantada Manoel da Marinheira”, no Complexo Cultural Teatro Deodoro.

  

“O ideal é cortar gastos”

Geraldo Alckmim

Governador de São Paulo, criticando Michel Temer pelo aumento nos preços dos combustíveis