Roberto Baia

15 de julho de 2017

Confusão em Maribondo

confusao em maribondo 600x300 c - Confusão em Maribondo

Com arapiracanews.com: Os cerca de 14 mil habitantes de Maribondo, município do Agreste alagoano, estão há cerca de 19 dias oficialmente sem prefeito, após o afastamento de Leopoldo Cesar Amorim Pedrosa (PRB), preso no dia 28 de junho, em cumprimento um mandado de prisão expedido pelo presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), desembargador Otávio Leão Praxedes, por agressões físicas contra a esposa e a sogra, de identidades não divulgadas.

 

Vandalismo

Na segunda e na quarta-feira passadas, alguns funcionários públicos, familiares, amigos e populares, liderados pela mãe do prefeito afastado, Leopoldina Amorim, realizaram atos pela liberdade do acusado de agredir mulheres. Na tarde do dia 12, mesmo em menor número, cerca de 150, eles chegaram a bloquear com pneus em chamas um trecho da Rodovia BR-316.

 

Redes sociais

Desde o início da semana circulam em aplicativo de troca de mensagens, vários arquivos, em áudio e vídeo, nos quais fica evidente a participação ativa de Leopoldina Amorim. Num áudio atribuído a ela, a população para a prática de vandalismos, até que o filho seja solto. “A vida pessoal dele não interessa a ninguém. Ninguém deve estar criticando. Tem que protestar mesmo. Tem que ir pra rua, fazer vandalismo, mesmo”, incentivou.

 

“Tirando onda”

Num vídeo obtido pela reportagem é possível a mãe do gestor na última quarta-feira (12), à frente dos manifestantes dançando o jingle da campanha na rodovia enquanto pneus queimavam e um popular incitava a população ressaltando a honestidade do prefeito. Um dos fatos que mais chamou a atenção foi a presença de muitas mulheres entre os manifestantes. Algumas exibiam cartazes pedindo a liberdade de Leopoldo Pedrosa e elogiando sua conduta política e até mesmo pessoal.

 

Santana do Ipanema

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/ALl) conseguiu manter a condenação, dessa vez por órgão colegiado, da ex-prefeita de Santana do Ipanema, Renilde Bulhões. A ex-gestora responde a uma ação civil de improbidade administrativa por ter contratado pessoas para exercer cargo naquele município sem concurso público.

 

Unanimidade

Na última segunda-feira (10), a 1º Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas negou, por unanimidade de votos, provimento ao recurso impetrado pela defesa de Renilde, que pedia a anulação da sentença que suspendeu seus direitos políticos por três anos e a condenou ao pagamento de multa.

O procurador de justiça Walber Valente de Lima atuou diante daquela câmara e convenceu os desembargadores a rejeitarem os argumentos apresentados pelo advogado dela.

 

Improbidade

 

A ação movida pelo MPE/AL em 2012, de autoria do promotor de justiça Jorge Bezerra, teve como objetivo a responsabilização da ré pela prática de ato de improbidade administrativa quando estava à frente do pode executivo de Santana do Ipanema, no Sertão de Alagoas. O órgão ministerial denunciou o fato da prefeitura daquele município contratar, à época, servidores sem a realização de concurso, mesmo após ter recebido orientações da promotoria de justiça de que a prática ia de encontro com a legislação.

 

Novo hospital

O governador Renan Filho e o secretário de Estado da Saúde, Christian Teixeira, assinam nesta segunda-feira (17) a ordem de serviço para a construção do Hospital Regional do Norte, que ficará localizado no município de Porto Calvo. O evento ocorre às 10h, na AL- 105, no bairro Mangazala, em frente à Igreja São José, próximo ao centro administrativo da cidade.

 

Usuários do SUS

O hospital irá atender casos de urgência e emergência para traumato-ortopedia, sendo referência em atendimentos clínicos, materno-infantil e cirurgias de pequena e média complexidade. Com isso, serão beneficiados os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que residem em nove municípios da região Norte do Estado.

 

… Quando a unidade estiver pronta, irá beneficiar cerca de 160 mil alagoanos que residem em nove municípios, integrantes da II Região de Saúde. Além de Porto Calvo, serão beneficiados os moradores de Jacuípe, Japaratinga, Maragogi, Matriz do Camaragibe, Passo do Camaragibe, Porto de Pedras, São Luiz do Quitunde e São Miguel dos Milagres.

 

… O Hospital Regional do Norte irá contar com 110 leitos, distribuídos para maternidade, pediatria, cirurgia e clínica médica. Também serão destinados leitos para UTI adulto, UCI neonatal e enfermaria canguru, além de serviços de nefrologia.

 

… A unidade terá 8.729,63 m² de área construída, com o valor final da obra tendo sido licitado em R$ 29.865.062,07. Os recursos serão provenientes do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) e, após serem iniciadas, as obras devem ser concluídas em 18 meses.