Flávio Gomes

13 de julho de 2017

A vantagem de Lula

De Carlos Andreazza, editor de livros, em “O Globo”: “Suponhamos que Michel Temer caia. Um, dois, três: bum. Caiu. E então será o vazio. Ou melhor: o vácuo. Não. Não. Atenção. Não pela falta do estadista que ele jamais foi, por favor; mas porque ninguém — ninguém honesto intelectualmente — pode projetar a sucessão de Temer senão como aposta. E arriscada. Farei a minha. Eis o seu fundamento: ao estalar, bum!, no chão o traseiro presidencial, o já ralo compromisso parlamentar com o que estabelece a Constituição se liquefará imediatamente, e a defesa da eleição indireta — que é a defesa da Carta Magna — terá por guardiões apenas os dois ou três gilmar mendes já ceifados pela narrativa jacobina. Não se pode projetar a sucessão extemporânea de Temer senão como aposta arriscada, repito; mas é fácil casar fichas sobre o maior beneficiário do baguncismo: Lula. O vácuo institucional decorrente da sanha justiceira e da leitura política equivocada sobre o que está em curso no Brasil é tão provável quanto certo é que os petistas o preencherão com maestria. Na lama em que o patriota chefe do Ministério Público jogou o exercício da política, nivelando a roubalheira para enriquecimento pessoal à apropriação do Estado que caracteriza o projeto autoritário de poder petista, Lula não só disputará a próxima eleição presidencial, seja quando for, como já está no segundo turno.”

À altura

Renan Filho foi um dos raros governadores a conceder reposição salarial neste ano aos seus servidores. Um jornalista de São Paulo o criticou, dizendo que Renanzinho, gestor de um Estado pobre, deveria primeiro fazer o dever de casa para dar reajuste. Ele responde dizendo que só concedeu aumento porque fez o dever de casa.

Argumento

Benedito de Lira (PP), único senador de Alagoas a votar a favor da reforma trabalhista: “Nos últimos meses, se ouviu um rosário de afirmações sempre no sentido de que a reforma traria prejuízo para o trabalhador. Mas a realidade é que esta reforma acontece justamente em defesa dos interesses daqueles que estão desempregados.”

Convergência

As chuvas que caem insistentemente em Alagoas há quase dois meses têm trazido um problema semelhante para o governador Renan Filho e o prefeito de Maceió, Rui Palmeira. É que, por conta do excesso de água, as ruas da capital e as rodovias estaduais, no interior, estão repletas de buracos. Não há condições de conserto.

No páreo

José Thomaz Nonô retoma hoje suas atividades na Secretaria de Saúde de Maceió, após uns dias afastado. Também presidente regional do DEM, Nonô avalia a possibilidade de concorrer a deputado federal, cargo que já exerceu por seis mandatos. Mas se coloca como opção ao governo, caso Rui Palmeira não confirme a candidatura.

Retorno

Vonei Malta, site Cada Minuto: “Forjado no interior de Alagoas, no movimento estudantil e no PMDB que combatia a ditadura militar, o senador Renan Calheiros (PMDB) parece muito mais do que a vontade no papel de ferrenho crítico do governo Michel Temer: aparenta ter voltado ao passado, ao início de sua caminhada política.”

Ansiedade

É grande a expectativa no mundo político com o livro do jornalista Joaldo Cavalcante a respeito do afastamento do governador Divaldo Suruagy do seu terceiro mandato. A obra será lançada na 2ª feira, 17 de julho, exatamente 20 anos após o episódio. Muitos citados no livro estarão lá, no Restaurante Anamá, a partir das 19 horas.

Opinião

Ancelmo Góis, referindo-se a Vanessa Grazziotin, Gleisi Hoffmann, Regina Sousa e Fátima Bezerra: “Um grupo de senadoras da oposição realizou, por seis horas, o sonho de Bolsonaro, ou seria de Maduro?, de suspender o trabalho do Senado. É pena. Na literatura ideológica, isso tem nome: doença infantil do esquerdismo.”

 

*Com o tema “27 anos do ECA: Cenário da Infância e Adolescência em Alagoas”, acontece hoje, a partir das 8 horas, no auditório do Ministério Público do Estado, um seminário para profissionais da rede de atendimento à criança e ao adolescente.

*Seis projetos de Alagoas foram selecionados para apresentação no 33º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, que acontece até sábado em Brasília. Três são de Arapiraca e estão no páreo para vencer a 14ª “Mostra Brasil Aqui tem SUS”.

*Acontece, hoje e amanhã, mais uma etapa do mutirão para inserir imóveis rurais no Cadastro Ambiental Rural, promovido pelo setor de Gestão Florestal do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas. A ação será realizada no município de Craíbas.

*O Sebrae em Alagoas prepara a apresentação de seu portfólio para empresários e gestores na palestra ‘Gestão Na Medida para Microempresas’. Nova edição acontece hoje, a partir das 19 horas, no auditório do prédio sede do Sebrae, no Centro de Maceió.

*A Imprensa Oficial Graciliano Ramos está oferecendo duas sessões de oficinas de arte gratuita para crianças na galeria Galpão 422, em Jaraguá. Hoje, 15 horas, com o ilustrador Pedro Lucena; amanhã, 15 horas, com Heway Verçosa e Chris K. Contato: 3315.8303.

*Dos 51 grupos e artistas inscritos, foram selecionados 20 para a edição 2017 do projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato. As apresentações começam no dia 20 de julho e vão até 14 de dezembro, sempre às 5as feiras, às 19h30m, no Teatro de Arena Sérgio Cardoso

*Domingo, no Trapichão, mais de 12 mil torcedores assistiram a CSA 0x0 Cuiabá, pela Série C do Brasileiro; anteontem, pela Série B, apenas quatro mil foram ver CRB 2×1 Figueirense. Mais uma goleada do CSA sobre o CRB nesse sadio confronto de torcidas.

 

“Não importa o quão alto você esteja, a lei ainda está acima de você”

Sérgio Moro

Juiz federal, na sentença em que condenou o ex-presidente Lula a 9 anos e meio de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro